Páginas

quinta-feira, 31 de maio de 2012

(GRAND PRIX) Seleção feminina embarca neste domingo para a Polônia

Brasil buscará o nono título do Grand Prix (Foto: Divulgação/CBV)

O Brasil está na reta final de preparação para a estreia na 20ª edição do Grand Prix de Vôlei. Neste DOMINGO (03.06), as brasileiras embarcarão para Lodz, na Polônia, onde disputarão, de 8 a 10 de junho, a primeira etapa da competição. As atuais campeãs olímpicas enfrentarão a Itália, a Polônia e a Sérvia, na cidade europeia. O time verde e amarelo buscará o nono título do campeonato.


Nesta QUINTA-FEIRA (31.05), após o treino da manhã, no Aryzão, o Centro de Desenvolvimento do Voleibol, em Saquarema, no Rio de Janeiro (RJ), o treinador José Roberto Guimarães comentou o atual momento do time brasileiro e a expectativa para a primeira etapa do Grand Prix.

“Na Polônia realmente vamos começar a testar a equipe. E vamos descobrir o que precisa ser melhorado. Temos como primeiro adversário a Itália, depois a Sérvia e na sequência a Polônia. O único desses adversários que não vai aos Jogos Olímpicos é a Polônia. No entanto, o time polonês é muito bom”, disse o técnico, que espera ver evolução no jogo brasileiro.

“Precisamos jogar contra grandes equipes para ver o que precisa ser melhorado. Espero que elas mostrem nos jogos o que tenho visto nos treinamentos. Temos que diminuir o número de erros e ter uma melhor movimentação e um maior sincronismo entre o bloqueio e a defesa. Quero ver uma melhora de forma geral pelo treinamento que foi feito em Saquarema durante esse mês”, explicou Zé Roberto.

Na primeira fase do campeonato, o Brasil contará com as levantadoras Dani Lins e Fernandinha; as opostas Tandara, Jú Nogueira e Joycinha; as ponteiras Paula Pequeno, Mari, Fernanda Garay e Gabi; as centrais Adenízia, Juciely, Andressa e Natasha, além da líbero Camila Brait.

Outras jogadoras permanecerão treinando no Aryzão. Este grupo será formado pelas levantadoras Fabíola e Claudinha, a oposto Sheilla, as ponteiras Jaqueline, Natália, Sassá e Priscila Daroit, as centrais Fabiana e Thaisa e a líbero Fabi.

Ambiente agradável

Uma das mais experientes no grupo que disputará a primeira etapa da competição, a ponteira Paula Pequeno comentou sobre a importância da mescla entre juventude e experiência no time brasileiro.

“Gosto dessa mistura. Apesar de mais velha, sou muito moleca. A jovialidade delas motiva o time. Existe uma troca de energia muito boa no grupo e isso deixa o ambiente leve. Fica engraçado. Elas não têm responsabilidade e isso é ótimo”, afirmou a campeã olímpica, que também fez uma análise dos primeiros adversários do Brasil na competição.

“O Grand Prix vai ser importante para ganharmos ritmo de jogo e para conhecermos como as equipes estão no momento. Na primeira etapa teremos três equipes difíceis. A Itália surpreendeu no ano passado ao ganhar a Copa do Mundo. O time da Polônia sempre foi um time chato, que sempre tentou buscar o seu espaço. Já a Sérvia tem um grande potencial, sendo um time muito alto. Estamos preparadas para começar a competição com o pé direito”, garantiu a atacante.

Assim como Paula Pequeno, a central Adenízia também fez questão de ressaltar o bom ambiente do grupo brasileiro.

“A expectativa para essa primeira fase é muito grande. Temos uma equipe nova, que precisa rodar e jogar. Estamos muito motivadas para fazer o nosso melhor. O grupo é diferente para essa primeira etapa. Temos meninas novas como a Gabi, que é uma promessa, com a mescla de jogadoras experientes e consagradas, como a Paula Pequeno e a Mari. Isso é bem interessante para o Brasil”, finalizou a central.

Divulgação

(LIGA MUNDIAL) Brasil enfrenta a Finlândia na estreia da segunda semana

Meninos do Brasil estreia contra a Filândia nesta sexta-feira (Foto: Divulgação/CBV)

Após três dias de treinos em Katowice, na Polônia, a seleção brasileira masculina de vôlei fará a primeira partida pela segunda etapa da Liga Mundial 2012. O jogo de estreia será nesta SEXTA-FEIRA (01.06), às 15h (Horário de Brasília), contra a Finlândia, no ginásio Spodek. O confronto terá transmissão ao vivo dos canais Sportv e Esporte Interativo. E, ainda neste final de semana, a equipe comandada pelo técnico Bernardinho enfrentará o Canadá e a Polônia.


Para a partida desta sexta-feira, a equipe brasileira sai em vantagem após a vitória na primeira etapa, realizada em Toronto (Canadá), onde venceu os finlandeses por 3 sets a 1. Quanto aos outros resultados, derrotas para Polônia e Canadá, Bernardinho garante que não significam um saldo negativo.

“Temos muita coisa a ser aproveitada. Estamos estudando muito em função do nosso time. Embora a gente queira ganhar, o foco está na nossa equipe. As preocupações estão em melhorar o nosso sistema de passe, pois sofremos no saque flutuante, e em como podemos estar mais eficientes nos ajustes de bola, entre outros detalhes”, disse o treinador da seleção brasileira.

Capitão do Brasil nesta segunda etapa, o ponteiro Murilo terá a possibilidade de estar em quadra depois de ser poupado da etapa do Canadá. Com dores no ombro, o atacante ficou de fora dos primeiros jogos e passou dias de angústia, distante do grupo. Agora, espera ajudar a seleção brasileira.

“Ficar de fora provoca um sentimento de frustração, já que o time não jogou como queremos que jogue, a minha vontade era ajudar e, infelizmente, não podia. Falei bastante com os jogadores por mensagem e pelo telefone para tentar ajudar como dava. Sabemos que, neste final de semana, precisamos jogar melhor do que foi no Canadá”, disse Murilo.

E, contando com uma melhor atuação, o capitão do Brasil só pensa em vitórias.

“Precisamos de, pelo menos, duas vitórias aqui para que o time fique bem no grupo e para pensarmos em uma evolução mais para frente. Teremos, ainda, um fim de semana no Brasil e outro na Finlândia, queremos muito jogar a Fase Final da Liga Mundial e tentar ganhar o décimo título”, afirmou Murilo.

Apesar de vislumbrar um cenário positivo para o Brasil nesta segunda etapa da Liga Mundial, Murilo acredita que os resultados não desejados têm valor.

“As derrotas fazem pensar e refletir e, com isso, me fazem tentar melhorar. Precisamos tirar lições dos resultados negativos, mas não posso deixar de falar que elas são muito decepcionantes. Por isso, no dia seguinte, acordo querendo treinar ainda mais, jogar ainda melhor para que aquele sentimento não se repita tanto. As derrotas têm um aspecto importante, mas não podem se tornar uma rotina”, concluiu Murilo.

Divulgação

(MERCADO) UFJF anuncia mais contratações

Ponteiro Hugo, novo reforço da UFJF, estava na Sada/Cruzeiro (Foto: Divulgação)

A UFJF foi buscar nos rivais mineiros reforços importantes para a nova temporada na Superliga Masculina de Vôlei. Do campeão Sada/Cruzeiro, foram contratados o ponteiro Hugo e o central Lucão. E do Vivo Minas veio o também meio de rede Vítor Hugo. Os três vão se juntar ao oposto Luan, de 20 anos, grande destaque do Canoas-RS, campeão da Superliga B neste ano, e aos sete jogadores já anunciados pela direção da equipe (ver relação abaixo). O elenco irá se apresentar até o final do mês de junho para início da preparação oficial.

O ponteiro Hugo (foto) tem 20 anos e teve passagens pela seleção brasileira nas categorias de base. Lucão tem 21 anos e se destacou em jogos da última edição da Superliga por sua altura, 2,08m. Vítor Hugo também tem 20 anos e se encaixa na filosofia defendida pelo técnico Maurício Bara para o novo perfil da equipe: “São jogadores que unem um grande potencial e atuações já expressivas nas competições”.

Com os 11 jogadores confirmados, restam poucas vagas na equipe principal da UFJF. A intenção do treinador é intensificar os treinamentos visando o Campeonato Mineiro e a Superliga 2012/2013. “Ao contrário do ano passado, dessa vez teremos mais tempo para um planejamento mais detalhado”, destacou Bara, lembrando que teve pouco mais de um mês para treinar a equipe em 2011.

Seguem os novos nomes já confirmados da UFJF para a temporada 2012/2013:

Clinty – ponteiro – UFJF
Danilo Gelinski – levantador – UFJF
Wanderson – oposto – ex-Poitiers (França)
Fábio Paes – líbero – ex-BMG/Montes Claros
Luan – oposto – ex-Canoas
Japa – ponteiro – ex-Sesi
Robinho – central – ex-Medley/Campinas
Ricardinho – levantador – ex-Fonte (Portugal)
Hugo – ponteiro – ex-Sada/Cruzeiro
Lucão – central – ex-Sada/Cruzeiro
Vítor Hugo – central – ex-Vivo/Minas

Divulgação

(MERCADO) Cubana Ramirez é o novo reforço do Amil/Campinas

Cubana seguirá no Brasil para a próxima temporada (Foto: Divulgação/CBV)

O time de José Roberto Guimarães tem um novo reforço para a próxima temporada. Trata-se da cubana, a oposta Daymi Ramirez que jogou pela Usiminas/Minas na última Superliga. Ela é a primeira jogadora estrangeira da equipe. Ramirez tem 28 anos e ajudou a seleção cubana na conquista da medalha de bronze nos jogos olímpicos de Atenas em 2004, da campanha que levou Cuba a quarta posição dos jogos de Pequim 2008 e do título do Pan- Americano em 2007.

A medalhista olímpica é o décimo reforço do time campineiro. Já foram contratadas as levantadoras Fernandinha e Priscila Heldes, as centrais Walewska, Natasha e Andressa, as ponteiras Priscila Daroit e Soninha, a oposta Juliana Nogueira e a líbero Suelen.

Universo do Vôlei

(PRÉ-TEMPORADA) Unilever inicia treinament​os nesta 2ª para temporada 2012/13

A campeã olímpica Fofão é um dos destaques do time carioca (Foto: Luiz Doro/adorofoto)

A equipe Unilever de vôlei feminino inicia nesta segunda-feira (4/6) os treinamentos visando à temporada 2012/13. A apresentação do time carioca, que terá como um dos destaques a levantadora campeã olímpica Fofão, será às 9h30, no ginásio da Escola de Educação Física do Exército (Esefex), na Urca, zona sul do Rio de Janeiro. As jogadoras iniciarão suas atividades na musculação, orientadas pelo preparador físico Marco Jardim, e, em seguida, farão um treinamento com os assistentes técnicos Hélio Griner e Ricardo Tabach.

Na apresentação do time, além de Fofão, já estarão presentes a levantadora Roberta, a líbero Juju Perdigão, a meio-de-rede Mara, e a ponteira Amanda. Também estão confirmadas na equipe para a próxima temporada a líbero Fabi, a meio-de-rede  Juciely e a ponteira Natália. O trio está à disposição da seleção brasileira adulta. Já a meio-de-rede Valeskinha e a ponteira Régis, que também renovaram seus contratos com a Unilever, integram, no momento, a seleção brasileira militar.

Divulgação

(MERCADO) Fabiola renova com Sollys e garante viver seu melhor momento na carreira

Fabíola segue em Osasco por mais uma temporada (Foto: Fabio Rubinato/AGF)

O Sollys/Nestlé confirma nesta quinta-feira a contratação de seu terceiro reforço para a temporada 2012/13. Na verdade, o clube anuncia a continuidade de mais uma campeã da Superliga. Com 29 anos, a levantadora Fabiola prolonga por mais um ano seu vínculo com a equipe comandada pelo técnico Luizomar de Moura e demonstra enorme alegria por seguir atuando no local no qual se firmou como a melhor levantadora do voleibol brasileiro, já que foi eleita a melhor da sua posição na última competição nacional e foi escolhida a melhor jogadora da final.

“Desde o começo das negociações dei prioridade ao Sollys/Nestlé e o clube também deixou claro que queria renovar comigo. Estou muito feliz e em nenhum momento tive pretensão de sair”, afirmou Fabiola, que no momento treina com a Seleção Brasileira que se prepara para os Jogos Olímpicos de Londres-2012. “Um dos motivos que me fizeram permanecer foi o grande trabalho que fizemos na última temporada. No Sollys/Nestlé tive total confiança da comissão técnica e muita tranquilidade para demonstrar meu potencial. Gostei muito de jogar em Osasco por causa do ambiente do Sollys/Nestlé e de todo o carinho que a cidade tem pelo time”, completou.

Nascida em Brasília, Fabiola chegou ao Sollys/Nestlé após duas boas temporadas no Pinheiros, onde ganhou dois títulos do Campeonato Paulista. Em seu primeiro ano no time laranja, a levantadora foi campeã da Superliga, atingiu seu melhor momento na carreira e comandou com grande eficiência a distribuição ofensiva do Sollys/Nestlé. Ciente de que fez uma ótima temporada, a jogadora sabe que a cobrança aumentará para os compromissos de 2012/13.

“Certamente a cobrança será maior. Quando você chega a determinado nível as pessoas vão exigir que suas atuações sejam dali para frente e você não pode deixar seu desempenho cair. A cobrança com relação ao meu jogo será baseada na minha última apresentação, sendo assim, a exigência será sempre grande, mas estou preparada e bem disposta para seguir trabalhando em busca de mais vitórias para o Sollys/Nestlé”, finalizou a atleta.

Em 2012/13, o Sollys/Nestlé terá pela frente a Copa São Paulo, o Campeonato Paulista, o Sul-Americano de Clubes, os Jogos Abertos do Interior e a defesa do título da Superliga. Além disso, se conquistar o tetracampeonato continental garantirá vaga para o Campeonato Mundial de Clubes 2012, que será disputa em outubro, novamente em Doha, no Qatar.

Divulgação

(MERCADO) 100% fisicamente, Tuba já pensa na próxima temporada e estuda propostas

Oposto defendeu o Montes Claros na última temporada (Foto: July Stanzioni/SM Press)

Depois de uma temporada atípica na equipe do BMG/Montes Claros, o oposto Tuba está pronto para novos rumos na temporada 2012/2013. Estudando propostas aqui do Brasil e de fora do país, o atleta de 32 anos aproveita as férias ao lado da família, sem deixar de lado a parte física.


"O físico é uma parte essencial na vida do atleta, mesmo de férias é preciso estar em movimento. Estou fazendo musculação todos os dias e também algumas aulas de pilates para a reestruturação postural. Tudo para chegar ainda melhor na próxima temporada", avaliou o atleta.

Vivendo seu melhor momento fisicamente e, ao contrário de muitos jogadores ao longo da temporada, Tuba passou a última temporada ileso pelo departamento médico. "Conseguimos nesse ano que ele passasse a temporada sem lesão nenhuma. Fizemos um trabalho de equilíbrio muscular muito grande. Ele ficou com mais explosão, mais forte e isso é essencial para ele nessa nova temporada. Digo que foi quase uma grande pré-temporada para ele", contou Jomar, fisioterapeuta de Montes Claros que trabalhou com o oposto na temporada passada.

O processo de mudança de uma temporada para outra foi além da forma física. Tuba também trocou de representante. Agora trabalha com a A$$K Sports Business, do ex-jogador KID que já vem recebendo propostas pelo jogador.

Divulgação

(LIGA MUNDIAL) Bravo acredita em melhores resultados da seleção na segunda semana

A seleção brasileira masculina de vôlei inicia nesta sexta-feira sua participação no segundo circuito da primeira fase da Liga Mundial. O adversário será a Finlândia, em confronto marcado para as 15 horas (de Brasília) no Spodek Arena, na cidade polonesa de Katowice.

Um dos relacionados pelo técnico Bernardinho, o ponteiro João Paulo Bravo acredita que o Brasil irá colher melhores resultados que os da etapa inicial, em que obteve uma vitória nas três partidas realizadas em Toronto, no Canadá.

“Aproveitamos as duas semanas de intervalo desde a estreia para trabalhar forte e corrigir os erros que foram cometidos em Toronto. Sinto o grupo mais confiante e melhor entrosado dentro de quadra, o que deve se refletir na conquista de mais resultados positivos aqui na Polônia”, declarou o jogador que renovou por mais uma temporada com o Arkas Spor, da Turquia.

TORCIDA DA POLÔNIA

No sábado, o Brasil irá enfrentar o Canadá e, no domingo, encerra sua participação no circuito diante dos poloneses. “Além de uma equipe muito boa, a Polônia terá a seu favor a fanática torcida local. Será uma dificuldade a mais, mas nosso grupo tem a experiência necessária para encarar todos esses obstáculos”, finalizou Bravo.

Divulgação
Foto: Divulgação/CBV

(MERCADO) Destaque no Catar, oposto Goiano deve renovar com o Al Ahli

Oposto brasileiro quer continuar no Oriente Médio (Foto: Arquivo pessoal)

O oposto Goiano vem fazendo uma excelente temporada pelo Al Ahli, um dos principais clubes do voleibol do mundo árabe. O ex-jogador do SESI-SP foi um dos destaques da campanha em que seu time chegou pela primeira vez à decisão da Copa do Catar.

Na semifinal, por exemplo, o brasileiro foi o MVP do confronto diante do Al Rayyan, que contava com astros internacionais como o croata Igor Omrcen, que há vários anos atua pelo Macerata, da Itália, e o cubano Leonel Marshall, campeão turco pelo Fenerbahçe.

“O Rayyan contratou esses dois excelentes jogadores, que já estavam de férias na Europa, apenas para a reta final da Copa do Catar. Mesmo assim, conseguimos superá-los e chegamos à decisão, sendo superados pelo Al Arabi”, comentou Goiano.

RENOVAÇÃO

Bem adaptado ao Oriente Médio, o atleta mostra-se motivado com a possibilidade de permanecer no clube. “Doha é uma cidade muito boa para se morar e o Al Ahli oferece excelentes condições de trabalho. A diretoria já afirmou que tem interesse na renovação do contrato e acredito que a definição irá acontecer nos próximos dias”, finalizou o oposto brasileiro.

Divulgação

(LIGA MUNDIAL) Destaque da 1ª semana, Wallace acredita em ‘muito trabalho’ para ajudar a seleção

Wallace é o maior pontuador do Brasil na Liga (Foto: Divulgação/FIVB)

Destaque da Seleção Brasileira na primeira rodada da Liga Mundial ao marcar 69 pontos nos três primeiros jogos da competição, o oposto Wallace Souza quer mais para os próximos giros do país no torneio.

Titular nos três primeiros desafios, o jogador diz que está muito bem adaptado à equipe. "Me senti muito bem em quadra, acho que consegui ajudar o time da minha maneira, porém ainda tenho muito a melhorar e tenho treinado duro para estar sempre bem. Estou me dedicando ao máximo em cada oportunidade para poder me manter na equipe", avaliou.

Se na final da Superliga 2011/2012 - no qual foi campeão com o Sada/Cruzeiro - ele jogou contra o Vôlei Futuro do levantador Ricardinho, na seleção Wallace diz que ter a oportunidade de atuar ao lado de um dos grandes na posição é sempre bom para evoluir.

"Está sendo bem legal o trabalho com ele. Com o tempo estamos nos ajustando no tempo de bola. Ele é um grande levantador e está sendo mais um aprendizado", finalizou.

Neste final de semana o oposto Wallace juntamente com a Seleção Brasileira enfrentam a Finlândia, Canadá e a Polônia, nesta sequencia, nos confrontos válidos pela segunda rodada do Grupo B na Liga Mundial.

Divulgação

(JOGOS ABERTOS) Voltaço conquista o bi

Volta Redonda é bicampeão dos Jogos Abertos (Foto: Divulgação)

O Volta Redonda Vôlei é o campeão dos Jogos Abertos Brasileiros 2012 (JABs). Os Gigantes de Aço conquistaram o título da competição na noite desta terça-feira, dia 28, no Ginásio Poliesportivo Jayme Navarro de Carvalho, na sede da Secretaria de Estado de Esportes e Lazer (Sesport), em Bento Ferreira, Vitória-ES. O adversário foi a equipe que representa o Estado de Goiás e o placar terminou em 3 a 0 para o Volta Redonda, com parciais de 28/26 , 25/9 e 25/19.

Os Gigantes, que representaram o Rio de Janeiro na competição nacional, venceram os cinco jogos que disputaram, contra as equipes do Espírito Santo, Paraná, Mato Grosso do Sul e Goiás, duas vezes, durante a fase classificatória e na final. Este é o segundo título dos JABs conquistado pelo Volta Redonda. Em 2010, a equipe também venceu a competição.

De acordo com o gerente do Volta Redonda Vôlei, Luiz Eduardo Fernandes, o bicampeonato foi dedicado ao ex-jogador e professor de basquete Libiano Abiatti, falecido nessa segunda-feira (28), aos 83 anos, em Volta Redonda.

“Ele foi uma pessoa lutou a vida toda pelo esporte em Volta Redonda e merece esta homenagem. É mais um título que conquistamos para o Estado do Rio de Janeiro e, sobretudo, para a cidade de Volta Redonda. Estamos muito felizes e esperamos trazer outros títulos neste ano”, disse o gerente.

Feminino fica em segundo

O vôlei feminino de Volta Redonda também representou bem o Estado do Rio de Janeiro. As meninas perderam a final para a equipe do Estado de São Paulo, por 3 sets a 2, e ficaram com o vice-campeonato dos JABs 2012.

“Devemos enaltecer o trabalho do vôlei feminino de Volta Redonda. A equipe foi formada recentemente e já conseguiu resultados expressivos. Foi campeã dos Jogos Abertos do Interior 2012 e chegou à final dos Jogos Abertos Brasileiros. Não há dúvidas que o time tem um futuro promissor”, finalizou Luiz Eduardo.

Divulgação

(JOGOS ABERTOS) Meninas do BMG/São Bernardo são campeãs invictas

São Bernardo conquistou o 1º título da temporada (Foto: Divulgação)

Com apenas um mês de preparação para a temporada 2012/2013 a equipe feminina do BMG/São Bernardo começou com pédireito o novo ano. Nesta terça-feira, 29 de maio, em jogo acirrado com VoltaRedonda, a equipe venceu as cariocas por 3 sets a 2, parciais de 25/21, 20/25,15/25, 25/22 e 16/18.


“Sabíamosmais uma vez que seria um jogo difícil, como foi na fase de classificação.Mesmo treinando a pouco tempo, nosso time mostrou coisas muito boas em quadra.Fomos um time de verdade, não tivemos destaques individuais, o grupo funcionouna hora que tinha que fazer a diferença. As meninas que saíram do bancoconseguiram virar bolas importantes. Estamos muito felizes com o resultado”,comemorou o técnico Robson Guerreiro.

Oprimeiro título do ano marcou também a volta da ponteira Patrícia Bianchi àsquadras. Depois de perder a temporada passada devido uma lesão no joelho, aatleta não via a hora de voltar em um jogo oficial. "Muitofeliz, muito bom começar assim uma temporada. Foi uma mistura de sentimentos,de tudo nessa volta. Agora tenho certeza que esse título nos dará ainda maismotivação para continuar crescendo a cada dia nessa temporada”, argumentou.

Divulgação

terça-feira, 29 de maio de 2012

(LIGA MUNDIAL) Seleção brasileira faz 1º treino na Polônia

Grupo do Brasil já treinou em Katowice nesta terça-feira (Foto: Divulgação/CBV)

Já em Katowice, na Polônia, onde jogará a segunda etapa da Liga Mundial 2012, a seleção brasileira masculina de vôlei fez o primeiro treino nesta TERÇA-FEIRA (29.05), na reta final de preparação para os jogos dos dias 1º, 2 e 3 de junho, no ginásio Spodek. O Brasil enfrentará Finlândia, Canadá e Polônia, nesta sequência, nos confrontos válidos pelo Grupo B.

Nesta segunda etapa, o técnico Bernardinho conta com os levantadores Bruno e Ricardinho, os opostos Theo e Wallace, os centrais Rodrigão, Sidão e Lucão, os ponteiros Dante, Murilo, Thiago Alves, Maurício, Lucarelli e João Paulo Bravo, e o líbero Serginho.

O grupo é praticamente o mesmo que representou o Brasil na primeira etapa, no Canadá. A única mudança fica por conta da chegada de Murilo, que compõe o grupo na ausência do central Éder. Recuperado de dores no ombro, o ponteiro da seleção brasileira é um dos motivos de confiança do técnico Bernardinho.

“Esperamos poder contar com o Murilo em algum momento. Também com o Dante, que foi poupado no último jogo da primeira etapa, e com o João Paulo Bravo, que na outra semana ficou como segundo líbero. São jogadores que, mesmo não estando 100%, são muito importantes”, detalhou Bernardinho.

E, logo após o primeiro treino com bola em Katowice, o treinador chega com boas notícias sobre um dos principais jogadores do Brasil.

“Estávamos um pouco angustiados com o fato do Murilo, que, ao longo dos quatro anos se tornou um dos pilares da equipe, não estar 100% no ano olímpico. Mas, mesmo sabendo que ele ainda não está pronto, ficamos bem esperançosos ao vê-lo no treino de hoje”, comentou Bernardinho.

O técnico do Brasil definiu estar com Murilo na Polônia por considerar fundamental a presença dele junto com o grupo.

“Ele já tem condições de fazer muita coisa. Apenas o ataque e o saque estão um pouco abaixo. O restante, que é passar, defender, se movimentar na quadra, enfim, tudo isso, para ele, é importante. Era importante ele estar com o time, no treinamento tático. Nem tanto nas partidas. Trouxemos um ponteiro a mais, pelas questões físicas, tanto do Murilo, quanto do Dante”, explicou Bernardinho.

Murilo se sente bem e feliz por estar com a seleção brasileira. “Estou melhorando, me sentindo bem e quero jogar. Tenho certeza que a tendência é que a equipe melhore nessa segunda etapa. Ainda estamos todos um pouco abaixo do que podemos, mas vamos melhorar”, garantiu Murilo.

Um dia a mais

Para a segunda etapa, a seleção brasileira chegou um dia mais cedo em relação à primeira, no Canadá. Segundo o técnico, essa foi uma forma encontrada para reduzir qualquer tipo de adversidade.

“Foi uma opção nossa. A Polônia, que, em tese, é o grande adversário da chave, vai estar aqui e não vai sofrer com mudança de horário. Então, todo tipo de desvantagem que pudermos minimizar é importante neste momento em que não estamos em uma situação muito cômoda”, explicou Bernardinho.

Na primeira etapa, o Brasil foi superado duas vezes, por Polônia e Canadá, e venceu a Finlândia. Desta vez, a perspectiva é que a semana seja mais proveitosa. “Chegar aqui, poder descansar, estar com o grupo todo junto e se adaptar para poder ter um bom final de semana é importante”, afirmou o treinador brasileiro.

Divulgação

segunda-feira, 28 de maio de 2012

(MERCADO) Régis renova com a Unilever para sua nona temporada no time carioca

A ponteira paulista Régis, que tem em seu currículo cinco títulos nacionais e oito estaduais conquistados pela Unilever, permanecerá no time carioca na temporada 2012/13. A notícia de sua renovação de contrato foi divulgada nesta segunda-feira (28/5). A jogadora de 25 anos, que chegou à equipe em 2004, é a mais antiga do elenco e diz que se sente muito motivada para ajudar a Unilever na busca de seu oitavo título na Superliga.

"Cada temporada tem suas peculiaridades. Estou feliz por permanecer no time sob o comando do Bernardo, um treinador com que todas as jogadoras sonham em trabalhar. Na condição de veterana, estou pronta, mais uma vez, para acolher quem estiver chegando ao time", afirma Régis, natural de Piracicaba, empolgada com a oportunidade de treinar novamente com a levantadora Fofão. "Estive com ela na seleção brasileira em 2007 e tenho certeza que ela irá contribuir muito com sua experiência".

No momento, Régis, que é sargento do Exército, está à disposição da seleção brasileira militar, em treinamento para o Campeonato Mundial da Holanda, no mês de julho. Em 2010, o Brasil conquistou o título na competição. Ano passado, a ponteira subiu novamente ao lugar mais alto do pódio nos Jogos Mundiais Militares do Rio de Janeiro e na Universíade da China.

Além de comemorar o fato de continuar sob o comando do técnico Bernardinho e da vitoriosa comissão técnica da Unilever, Régis também curte a ideia de permanecer no Rio de Janeiro, cidade em que mora desde 2004. "Na verdade,  conheço mais o Rio do que Piracicaba. Estou muito adaptada à minha rotina por aqui", comenta.

Régis é a décima jogadora apresentada pela Unilever para a próxima temporada. Também estão confirmadas as levantadoras Fofão e Roberta; as líberos Fabi e Juju Perdigão; as meios de rede Valeskinha, Juciely e Mara; e as ponteiras Natália e Amanda.

A Unilever tem a equipe heptacampeã da Superliga Feminina de Vôlei, a mais vencedora da história da competição. Na edição 2011/12, o time carioca conquistou o vice-campeonato. A equipe também soma em seu currículo nove títulos estaduais, os últimos oito deles consecutivos.

Divulgação
Foto: Daniel Ramalho/adorofoto

domingo, 27 de maio de 2012

(JOGOS ABERTOS) No tie-break, BMG/São Bernardo bate Voltaço e está na semifinal

Time do ABC Paulista está na semifinal (Foto: July Stanzioni/SM Press/Divulgação)

No último jogo da fase de classificação dos Jogos Abertos Brasileiros (JABs), a equipe feminina do BMG/São Bernardo venceu Volta Redonda no tie-break, parciais de 25/18; 19/25; 25/18; 17/25 e 15/11.

100% na fase de classificação, a equipe do ABC paulista chega à semifinal nesta segunda-feira, 28 de maio e ainda espera o adversário da próxima fase que sairá de confrontos na tarde deste domingo. "Eram os dois times que haviam vencido seus primeiros jogos, sabíamos que seria um jogo forte, de alternativa para os dois lados", avaliou o treinador Robson Guerreiro.

O comandante do BMG/São Bernardo também destacou o primordial da equipe no quinto e decisivo set. "Conseguimos ter uma grande eficiência de ataque no quinto set, fomos valentes e nossa equipe estava com muita vontade de ganhar", sentenciou.

A central Renata destaca o equilíbrio da partida e também a superação de sua equipe no duelo. "Foi um jogo bem disputado, Volta Redonda joga muito bem, já estão treinando a mais tempo, porém conseguimos sair com o resultado positivo. Conseguimos ter o equilíbrio necessário durante o jogo para vencer", finalizou.

Divulgação

(LIGA MUNDIAL) Seleção brasileira viaja para a Polônia neste domingo; Murilo relacionado

Murilo foi relacionado no grupo que viaja para a Polônia (Foto: Divulgação/CBV)

A seleção brasileira masculina de vôlei viaja neste DOMINGO (27.05) para a Polônia, onde disputará a segunda etapa da Liga Mundial 2012. O grupo comandado pelo técnico Bernardinho jogará nos dias 1º, 2 e 3 de junho, no ginásio Spodek, em Katowice, contra Finlândia, Canadá e Polônia. Estas são as quatro seleções que compõem o Grupo B da competição.

Para a segunda semana de disputas, Bernardinho poderá contar com os levantadores Bruninho e Ricardinho, os opostos Théo e Wallace, os centrais Rodrigão, Sidão e Lucão, o líbero Serginho e, entre os ponteiros, além de Dante, Thiago Alves, Maurício, Lucarelli e João Paulo Bravo, a grande novidade da lista: Murilo.

O jogador, que foi poupado da primeira etapa, em Toronto, com dores no ombro, está de volta e muito bem disposto. “Passei a treinar normal com o grupo que voltou do Canadá, me senti bem e comecei a aguardar pela decisão do Bernardo. Por mim, já teria ido desde antes. Quero jogar”, afirmou Murilo, que sofreu ao acompanhar os primeiros jogos pela TV.

“É diferente ver uma partida só pela televisão. Percebi que estávamos com menos ritmo de jogo do que os nossos adversários. Mas a tendência é melhorar nessa próxima etapa e continuar crescendo até os Jogos Olímpicos”, destacou o ponteiro da seleção brasileira, sobre as derrotas para Polônia e Canadá e a vitória sobre a Finlândia.

Ainda sobre os três primeiros jogos, Murilo ressalta as boas atuações de alguns jogadores e garante que a expectativa é que a performance do grupo evolua a cada jogos.

“Um dos principais pontos positivos dos jogos no Canadá foi o Wallace. Acompanhei o desempenho dele durante toda a Superliga e é uma surpresa que está se firmando. Além disso, o Maurício foi bem, o Lucarelli entrou bem e o Thiago já vem há bastante tempo com o grupo e é um dos jogadores de confiança do Bernardo. Tenho certeza que a tendência é que todos melhorem ainda mais”, elogiou Murilo.

A Liga Mundial serve, para a seleção brasileira, como uma forte preparação para os Jogos Olímpicos. E o técnico Bernardinho destaca a importância da competição.

“A importância da Liga Mundial não é o título em si. É ser uma trajetória de preparação para os Jogos Olímpicos. O título tem importância, claro, mas vemos as 12 partidas que compõem a primeira fase como a base da nossa preparação”, concluiu Bernardinho.

De acordo com o novo formato da Liga Mundial, as quatro equipes de cada grupo se enfrentam, a cada semana, em um país. Depois de atuarem no Canadá, as seleções do Grupo B se enfrentarão na Polônia, depois no Brasil e, enfim, na Finlândia. Durante toda a primeira fase, os times buscam a classificação para a fase final, que será na Bulgária, de 4 a 8 de julho.

Divulgação

(OLIMPÍADAS) Definida as 12 seleções que lutarão pelo ouro em Londres-2012

Rússia confirmou presença nos Jogos Olímpicos de Londres (Foto: Divulgação/FIVB)

Chegou ao fim neste domingo (27), em Tóquio, no Japão, o Pré-Olímpico Mundial feminino que distribuiu as últimas quatro vagas para os Jogos Olímpicos de Londres-2012, que acontece entre os dias 27 de julho e 12 de agosto, na capital inglesa.

Rússia, Coréia do Sul, Sérvia e Japão (classificado como melhor do Qualificatório Asiático) conseguiram conquistar a tão sonhada vaga olímpica. Destaque para as russas que enceram o Pré-Olímpico invictas e com apenas um set perdido.

Seleções classificadas para os Jogos Olímpicos de Londres-2012:

País-Sede:

- Grã-Bretanha

Copa do Mundo:

- Itália (1º), Estados Unidos (2º) e China (3º)

Pré-Olímpico Continetal:


- Argélia (CAV), Brasil (CSV), República Dominicana (Norceca) e Turquia (CEV)

Pré-Olímpico Mundial:

- Rússia, Coréia do Sul, Sérvia e Japão.

Universo do Vôlei

sábado, 26 de maio de 2012

(MERCADO) Urbino oficializa chegada de Sykora

Depois da Gazzetta dello Sport ventilar a transferência da líbero Stacy Sykora para o Urbino, o clube italiano oficializou a contratação da norte-americana para a temporada 2012/13 neste sábado (26).
Atualmente treinando com o seleto grupo norte-americano, no Texas, visando o Grand Prix, Sykora revelou ansiedade em vestir a camisa do novo clube. “Não vejo a hora de chegar ao Urbino, poder jogar com aquela camisa e ver os torcedores, de quem ouvi falar muito bem. Me sinto metade americana, metade italiana. A Itália é minha casa”, declarou.

Universo do Vôlei

(JOGOS ABERTOS) BMG/São Bernardo vence a segunda

São Bernardo está invicto nos JAB´s (Foto: July Stanzioni/SM Press)

Neste sábado, 26 de maio, a equipe feminina do BMG/São Bernardo, que representa o Estado de São Paulo nos Jogos Abertos Brasileiros venceu a segunda partida na competição nacional. O duelo desta manhã foi contra a equipe de Mato Grosso. Apesar do bom começo das adversárias, o time do ABC paulista venceu por 3 sets a 0, parciais de 25/16, 25/14 e 25/17.

"Mato Grosso foi uma equipe valente, que começou muito bem o jogo. Nossa equipe foi estável por toda a partida e conseguimos converter em quadra tudo aquilo que tínhamos combinado", salientou o assistente-técnico Robson Guerreiro que comanda a equipe na competição.

Quem também esteve em quadra foi a oposta Duda, recém-chegada à equipe, vinda do Pinheiros. "Estamos ainda no início de temporada, talvez não estejamos todas 100%, mas é colocar a bola para cima e vencer, sempre. Espero que seja um grande ano para nós tanto no Juvenil como também no time adulto, entrar e fazer a nossa parte", salientou a jovem de 19 anos e 1.87m. Neste domingo, 27 de maio, o time do BMG/São Bernardo encara Volta Redonda (RJ) às 11h.

Divulgação

(MERCADO) Mari confirma saída da Unilever e diz: "Devo ir para a Turquia"

Mari vai jogar no exterior na próxima temporada (Foto: Daniel Ramalho/adorofoto)

A ponta/oposta Mari confirmou ontem (25), através do seu Facebook, que não permanecerá na Unilever para a próxima temporada, clube com o qual sagrou-se campeã da Superliga 2010/11. E o destino da campeã olímpica será a Europa, mais precisamente em Istambul, na Turquia.

“Não vou renovar com o Unilever. Minha intenção agora é jogar fora do Brasil. Tenho algumas propostas, mas devo ir para a Turquia, tenho vontade de morar em Istambul. Obrigada pelo apoio e torcida de todos nessas duas temporadas que fiquei aqui no Rio”, escreveu.

Caso a transferência se confime, será a segunda vez que Mari defenderá um clube do exterior. A camisa 7, entre 2006 e 2008, defendeu o Pesaro da Itália.

Universo do Vôlei

sexta-feira, 25 de maio de 2012

(JOGOS ABERTOS) Meninas do BMG/São Bernardo estreiam com vitória

São Bernardo estreiou com vitória na temporada 2012/13 (Foto: July Stanzioni/SM Press)

Nesta sexta-feira, 25 de maio, a equipe adulta feminina do BMG/São Bernardo estreou com vitória nos Jogos Abertos Brasileiros (JABs) que estão sendo disputados em Vitória, no Espírito Santo. Venceu o time de Edéia (GO) por 3 sets a 0, parciais de 25/13, 25/18 e 25/16.

Essa é a primeira competição do time na temporada 2012/2013. Até a final do Campeonato Paulista de 2012 a equipe será comandada por Robson Guerreiro, assistente-técnico do grupo. "Foi uma estreia muito bacana, com todas as meninas muito bem em quadra, foi bem interessante. O time correspondeu à questão técnica e esperamos que amanhã seja ainda melhor", ressaltou.

Neste sábado, 26 de maio, a equipe do BMG/São Bernardo volta à quadra. Encara o time de Cuiabá (MT) às 11h. A equipe feminina do ABC representa o Estado de São Paulo nos Jogos Abertos Brasileiros, o JABs.

"Apesar de ser um começo de temporada para nossa equipe, o BMG/São Bernardo possui jogadoras talentosas e dedicadas e isso facilita o entendimento nos jogos e isso é muito importante em uma competição", avaliou.

No JABs a equipe também está sendo composta por algumas atletas que são da categoria de base, do juvenil. Chegaram esse ano a levantadora Diana que estava no Panathianaikos da Grécia; a central Marjorie, a oposta Duda e a ponteira Fernanda vindas do Pinheiros, além da central Giovanna vinda do Praia Clube. Estão também na equipe as centrais Renata e Dalliane, a líbero/ponta Thaís, a ponteira Paty Bianchi, a líbero Ana Paula e a levantadora Rosane.

Divulgação

(MERCADO) Juju Perdigão permanece na Unilever por mais uma temporada

A líbero carioca Juliana Perdigão, a Juju, é mais uma jogadora que teve seu contrato renovado com a equipe Unilever para 2012/13. Aos 21 anos, Juju, como é carinhosamente chamada, disputará sua terceira temporada pelo time do Rio de Janeiro, com a certeza de que ainda tem "muito o que aprender" com o técnico Bernardinho e cia. Reserva da campeã olímpica Fabi, Juju diz que tem uma verdadeira escola à sua disposição.

"Renovei meu contrato bastante feliz porque sei que ainda tenho muito o que aprender com o Bernardo, com a Fabi, com a Valeskinha (meio-de-rede), pessoas que me incentivam muito no dia a dia", afirma Juju, destacando também o trabalho dos assistentes técnicos Hélio Griner e Ricardo Tabach. "É muito bom estar perto de pessoas tão capacitadas. Mesmo que jogue pouco durante a Superliga, esse aprendizado vale a pena".

Embora mais experiente, Juju garante que uma de suas maiores dificuldades em quadra é quanto à comunicação. "Não sou extrovertida, falante, e isso dificulta um pouco. Mas a Fabi é uma grande professora e estou melhorando. Ela é incrível e comanda o time o tempo todo", comenta a jogadora, que esse ano, não poderá mais disputar o Estadual Juvenil pelo Fluminense, como aconteceu nas duas temporadas anteriores. "Passei da idade...", lamenta.

Enquanto vai se aprimorando em quadra, Juju não abre mão dos estudos. Ela cursa o quarto período de Arquitetura na PUC e divide o seu dia a dia entre os livros e a bola. "É bastante corrido, mas o esforço vai valer a pena um dia", acredita a líbero, que  sagrou-se campeã nacional pela Unilever em 2010/11.

Além de Juju,  a Unilever já anunciou as renovações de contrato das campeãs olímpicas Fabi (líbero) e Valeskinha (meio-de-rede), das ponteiras Natália e Amanda, da levantadora Roberta e das meios-de-rede Juciely e Mara. A levantadora campeã olímpica Fofão integrará o time como um dos reforços para a temporada 2012/13.

As negociações para a formação do time vão se estender até o final do mês - os atuais contratos terminam no dia 31. A Unilever tem a equipe heptacampeã da Superliga Feminina de Vôlei, a mais vencedora da história da competição. Na edição 2011/12, o time carioca conquistou o vice-campeonato. A equipe também soma em seu currículo nove títulos estaduais, os últimos oito deles consecutivos.

Divulgação
Foto: Marco Antônio Teixeira/adorofoto

(OUTROS) Dante lança projeto social em Mogi das Cruzes neste sábado

Tempo na Liga Mundial, mas nada de folga do vôlei. Depois de disputar a primeira etapa da competição, na semana passada, em Toronto (Canadá), o ponta Dante vai aproveitar o fim-de-semana para... estar em quadra. Não com a Seleção Brasileira, mas também por um motivo bem especial. O camisa 18 do Brasil estará em Mogi das Cruzes, no Clube Vila Santista (Avenida Édson Consolmagno, 150 - Ponte Grande), para a inauguração oficial do projeto ‘Vôlei para Brilhar’, projeto que vai dar a 120 jovens e crianças, de 7 a 14 anos, de escolas da rede pública, a oportunidade de se aproximar do vôlei e sonhar com um futuro no esporte.

O ‘Vôlei para Brilhar’ faz parte do Instituto Brilho Brasileiro, entidade que coordena projetos sociais e esportivos por todo o país, fundado pela ex-tenista Vanessa Menga. A inauguração da escolinha será neste sábado, dia 26, às 9h30, e Dante, padrinho do projeto, vai passar um pouco de sua experiência para a garotada. O jogador, dono de duas medalhas olímpicas (ouro em Atenas-2004 e prata em Pequim-2008), tem uma relação especial com a cidade, já que por muitos anos morou em Mogi das Cruzes (atualmente mora no Rio de Janeiro, onde atua pelo RJX). O projeto ‘Vôlei para Brilhar’ é patrocinado pela empresas Kimberly Clark e Gerdau, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte (Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude), e com o apoio da prefeitura municipal de Mogi das Cruzes.

Divulgação
Foto: Divulgação/CBV

(MERCADO) Imprensa italiana coloca Stacy Sykora no Urbino

Sykora pode está a caminho da Itália (Foto: Alexandre Loureiro/Vipcomm)

Depois de duas temporadas defendendo as cores do Vôlei Futuro de Araçatuba, a líbero norte-americana Stacy Sykora está de volta ao voleibol italiano, segundo o Gazzetta dello Sport. O jornal noticiou que a melhor líbero do Campeonato Mundial de 2010 é o novo reforço do Urbino.

Caso a contratação seja oficializada, esse será o quinto clube italiano que Sykora atuará. A jogadora de 34 anos já teve passagens pelo Ravenna, Modena, Jesi e Altamura.

Universo do Vôlei

(MERCADO) Lo Bianco, Calderon, Gioli, Ozsoy e Barbolini no Galatasaray

Meio-de-rede Gioli é o terceiro reforço estrangeiro do Galatasaray (Foto: Divulgação)

Após o vice-campeonato na Copa CEV na última temporada, o turco Galatasaray quer chegar forte na edição 2012/13 da Liga dos Campeões da Europa.

E visando a maior competição interclubes do mundo o Galatasaray não perdeu tempo e anunciou a renovação da levantadora italiana Lo Bianco e da cubana Calderon e as contratações da ponteira turca Ozsoy, da meio-de-rede italiana Gioli e do técnico da azurra Massimo Barbolini.

Para garantir vaga na Liga dos Campeões o Galatasaray recebeu convite da Confederação Europeia de Vôlei (CEV).

Universo do Vôlei

(MERCADO) Adenízia acerta permanênci​a no Sollys/Nes​tlé

Adenízia segue no Sollys/nestlé por mais uma temporada (Foto: Fabio Rubinato/AGF)

Após o anúncio da renovação contratual da ponteira Jaqueline, o Sollys/Nestlé segue trabalhando intensamente e oficializa nesta sexta-feira que a central Adenízia também acertou sua permanência na equipe comandada pelo técnico Luizomar de Moura. Atual campeão da Superliga, o Sollys/Nestlé tem grandes desafios para a temporada 2012/13 e Adenízia está demonstrando em quadra sua constante evolução e o quanto é importante nos grandes desafios que a equipe terá pela frente. Feliz com a continuidade, Adenízia elogia o clube na condução do trabalho em quadra e também a forma que os assuntos fora do voleibol são administrados pelo treinador e pelo supervisor Bené Crispi.

“Além de estar muito tempo em Osasco, outro fator que pesou para a minha permanência foi o Luizomar, que é um excelente técnico e, junto com o Bené, nos ajuda a ter a cabeça tranquila para pensarmos apenas em jogar voleibol. Esse é um fator que conta muito porque não é em qualquer equipe que você vai encontrar este tipo de estrutura. Se você aparece com algum problema fora da quadra eles vão achar uma maneira para te ajudar. O atleta está lá para jogar, porém, acredito que também precisa estar bem fora de quadra para apresentar seu melhor jogo e o Sollys/Nestlé já mostrou que sabe trabalhar muito bem desta forma”, declarou Adenízia, que foi a melhor bloqueadora da última Superliga.

Adenízia tem bastante identificação com Osasco e um grande carinho pelos torcedores da equipe. Além disso, é a jogadora com mais tempo de casa, já que é formada pelo antigo clube da cidade. “Gosto muito de Osasco porque fui muito bem acolhida. A cidade adora e apoia muito o voleibol. No Sollys/Nestlé consigo jogar solta, estou atuando bem e também estou adaptada com a equipe e com o estilo de trabalho do Luizomar, o que pesou muito para mim. Sem contar que o grupo é maravilhoso e o carinho da torcida é muito grande”, finalizou a meio-de-rede, que no momento está com a Seleção Brasileira para a disputa do Grand Prix.

Adenízia Ferreira da Silva está com 25 anos e já tem em seu currículo conquistas importantes. A camisa 5 do Sollys/Nestlé esteve no elenco campeão das Superligas de 2009/10 e 2011/12. Ela também tem mais dois títulos da competição nacional (2003/04 e 2004/05) quando fazia parte do plantel do antigo time de Osasco. No Sollys, a central possui os títulos Sul-Americanos de 2009 e 2010, o vice-campeonato Mundial, em 2010, e a medalha de bronze no Mundial de 2011. Pela Seleção Brasileira, Adenízia é campeã do Grand Prix e do Sul-Americano, ambos em 2009, e do Pré-Olímpico de 2012.

Divulgação 

quinta-feira, 24 de maio de 2012

(LIGA MUNDIAL) Ingressos para a etapa brasileira começam a ser vendidos nesta 6ª

São Bernardo do Campo receberá a 3ª etapa do grupo B (Foto: Divulgação/FIVB)

Os ingressos para a etapa brasileira da Liga Mundial, a ser realizada em São Bernardo do Campo (SP) nos dias 8, 9 e 10 de junho, começarão a ser vendidos nesta SEXTA-FEIRA (25.05), a partir das 10h, apenas para clientes Ourocard, pelo site www.livepass.com.br. A venda estará liberada para o público no dia 2 de junho, através do mesmo site e, também, pelo telefone 4003-1527 e nos postos de venda listados abaixo.

Os ingressos para arquibancada custarão R$ 60 (meia entrada, R$ 30), e cada torcedor poderá comprar até quatro bilhetes. Estudantes e idosos terão direito a meia entrada e, para isso, precisarão apresentar seus documentos de identificação (carteira de estudante e identidade, respectivamente) no ato da compra e na entrada do ginásio.

A etapa brasileira da Liga Mundial, pela terceira rodada da competição, acontecerá no ginásio Poliesportivo Adib Moyses Dib. O Brasil está no Grupo B, ao lado de Polônia, Canadá e Finlândia.

PONTOS DE VENDA

Divulgação

(LIGA MUNDIAL) Argentina está preparada para estreia na Liga

Argentinos já carimbaram o passaporte para Londres (Foto: Divulgação/CSV)

A Argentina estreia nesta sexta-feira na edição 2012 da Liga Mundial de Vôlei. O primeiro compromisso do time do oposto Federico Pereyra será diante da Bulgária, na cidade alemã de Frankfurt. Os hermanos enfrentam no sábado os donos da casa e, no domingo, Portugal.

O jogador que disputou a última Superliga pelo BMG/Montes Claros acredita em um bom início da seleção sul-americana na competição. “Fizemos uma preparação excelente, treinando e disputando amistoso por cerca de dois meses. A Bulgária será um adversário muito forte, mas estou confiante que podemos conquistar um resultado positivo”, declarou Pereyra.

DE OLHO EM LONDRES

Para o oposto, que irá disputar o próximo Campeonato Argentino pelo La Unión de Formosa, a Liga Mundial será importante na preparação para a presença da seleção nas Olimpíadas.

“Nosso principal objetivo em 2012 é fazer um bom papel e, quem sabe, até lutar por lugar no pódio em Londres. A disputa da Liga irá possibilitar que o time ganhe entrosamento e passe pelos últimos ajustes”, finalizou o camisa 12.

Divulgação

(MERCADO) Vivo/Minas anuncia novo líbero e fecha elenco para temporada 2012/13

Caporal defendeu a UFJF na última temporada (Foto: Divulgação)

A Vivo/Minas fechou com mais um jogador para a temporada 2012/13. O líbero Caporal, que defendeu o UFJF na última Superliga Masculina de Vôlei, é o novo reforço da equipe minastenista. Com a contratação de Caporal e do técnico Horacio Dileo, anunciada nesta quarta-feira (23/5), a Vivo/Minas tem o grupo completo para o início das atividades, que está marcado para o dia 19 de junho, no CTJK, na Unidade I do Clube.

Matheus Caporal Teixeira, nascido em 18 de setembro de 1990, em Porto Alegre (RS), tem 1,85 m e 78 kg. O líbero começou sua carreira no vôlei no Grêmio Náutico União. Depois, passou pelos times da Sogipa, da Ulbra, de Araraquara e pelo Sada/Cruzeiro, sendo que, na última temporada, atuou pela equipe da Universidade Federal de Juiz de Fora. Caporal tem em seu currículo um vice-campeonato e três medalhas de bronze da Superliga Masculina de Vôlei, além de um tetracampeonato gaúcho.

Agora, Caporal se juntará ao ponta argentino Rodrigo Quiroga, o levantador Evandro, o meio de rede Maurício e o ponta Lucas Loh, todos os reforços para a nova temporada, e aos meios de rede Henrique, Otávio e Flávio Gualberto (da base); os pontas Lucarelli, que está com a Seleção Brasileira Adulta, Samuel Fuchs e Gustavo Valério (da base); os opostos Filip Rejlek e Michel Brunno (da base); os levantadores Marcelinho e Felipe Stahelin (da base); e o líbero Victor Hillmann (da base). O técnico argentino Horacio Dileo estará no comando da equipe, contando com o assistente técnico Pelé.

Divulgação

(GRAND PRIX) Zé Roberto define a equipe para a primeira etapa

Seleção feminina vai com o grupo mesclado para a Polônia (Foto: Divulgação/CBV)

O treinador da seleção brasileira feminina de voleibol, José Roberto Guimarães, definiu a equipe que representará o Brasil na primeira semana do Grand Prix, que acontecerá na cidade de Lodz, na Polônia, de 8 a 10 de junho. As brasileiras enfrentarão as italianas, as polonesas e as sérvias na cidade europeia. O time verde e amarelo buscará o nono título da competição.

Na primeira fase do campeonato, o Brasil contará com as levantadoras Dani Lins e Fernandinha; as opostas Tandara, Jú Nogueira e Joycinha; as ponteiras Paula Pequeno, Mari, Fernanda Garay e Gabi; as centrais Adenízia, Juciely, Andressa e Natasha, além da líbero Camila Brait.

Outras jogadoras permanecerão treinando no Aryzão, o Centro de Desenvolvimento do Voleibol, em Saquarema, no Rio de Janeiro (RJ). Este grupo será formado pelas levantadoras Fabíola e Claudinha, a oposto Sheilla, as ponteiras Jaqueline, Natália e Priscila Daroit, as centrais Fabiana e Thaisa e a líbero Fabi.

O técnico José Roberto Guimarães explica a decisão de mesclar o grupo na primeira semana do Grand Prix.

“Nós estamos com dois grupos. O que vai jogar na Polônia vai passar por três testes importantes. E outro com jogadoras que chegaram há pouco tempo, as mais jovens, que também vão participar de outros campeonatos, como a Copa Yeltsin e a Copa Pan-Americana. Esse início de Grand Prix vai ser um bom teste para todos nós”, disse José Roberto, que terá duas experientes ponteiras em quadra.

“A Mari ficou fora do Pré-Olímpico, por contusão, e precisa jogar. Como ela está se recuperando bem, quero testá-la um pouco na saída de rede também. E a Paula vai porque a Priscila ainda se recupera de uma lesão que sofreu durante a Superliga e achei melhor dar um pouco de ritmo a ela, já que também jogou pouco no classificatório”, detalhou o treinador.

E se duas ponteiras campeãs olímpicas são sinônimo de experiência, o grupo que estará na Polônia une conhecimento e juventude. Mari está preparada, mas a jovem Gabriela, de 17 anos, vive momentos de grande ansiedade.

“Há uma diferença grande entre estar na seleção juvenil e na adulta. O ritmo de treino é mais pesado, estou melhorando também na parte física e estar ao lado de jogadoras tão experientes está sendo muito bom. Tenho aprendido muito e ficado próxima das ponteiras para adquirir o máximo que posso. Todas essas novidades geram uma certa ansiedade”, comentou Gabi, que está sendo chamada, também, de outras formas.

“Estou cheia de apelidos. Me chamam de pirralha, de mirim, mas é tudo sempre com muita brincadeira. Desde que cheguei a seleção adulta, até os meus pais mudaram o comportamento e me ligam todos os dias para saber como estou”, contou Gabi.

Novata recebe elogios

Gabi disputará seu 1º campeonato com a seleção adulta (Foto: Divulgação/CBV)

Mais jovem do grupo, a ponteira Gabi recebeu elogios do treinador da seleção brasileira e de um de seus ídolos.

“Com esse grupo mais jovem também temos foco nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016. Temos que pensar um pouco a frente. A Gabi é um talento que apareceu nesses últimos anos, faz parte da seleção nas categorias de base, fez uma boa Superliga este ano e está se apresentando muito bem. Acho que vai surpreender muita gente”, confirmou José Roberto Guimarães.

“Dá para ver as mais novas um pouco mais ansiosas que nós, que estamos um pouco mais acostumadas, mas, com o tempo, isso vai passar. Olhando para a Gabi, lembro de quando cheguei aqui há 10 anos, com esse mesmo jeito de criança que ela tem, e hoje sou uma das jogadoras mais experientes. É importante misturar bem e todas poderem ajudar. Elas têm um vigor físico melhor, e nós temos a experiência a favor”, opinou Mari.

Brasil na luta pelo nono título

Após jogar em Lodz, na Polônia, o Brasil atuará em casa na segunda semana da competição. As brasileiras jogarão em São Bernardo do Campo (SP), entre os dias 15 e 17 de junho, contra Alemanha, Itália e Estados Unidos. Por fim, de 22 a 24 de junho, será a vez dos confrontos com Cuba, Porto Rico e China, em Luohe, na China.

A cidade de Ningbo, na China, receberá a fase final do Grand Prix pela terceira vez. Disputarão esta etapa as cinco equipes mais bem colocadas na primeira fase, e a China, já garantida por ser a anfitriã das finais, entre os dias 27 de junho e um de julho. As seis seleções jogarão entre si e a equipe que somar o maior número de pontos será a campeã.

Divulgação

quarta-feira, 23 de maio de 2012

(LIGA MUNDIAL) Brasil aproveita semana sem jogos para ajustes

Equipe de Bernardinho sofreu duas derrotas em três jogos (Foto: Divulgação/CBV)

Na única semana em que a Liga Mundial permitiu uma folga na tabela entre as quatro etapas que compõem a primeira fase da competição, a seleção brasileira masculina de vôlei aproveita bem os dias no Aryzão, o Centro de Desenvolvimento do Voleibol, em Saquarema (RJ). O foco está na recuperação e nos ajustes.

“Estamos aproveitando para trabalhar forte, com o objetivo principal lá na frente. É um período de recuperação dos jogadores que têm sentido dores e que estão com lesões, e de trabalhar fisicamente para que eles possam crescer. E, claro, estamos fazendo ajustes nas questões técnicas e táticas”, explicou o técnico Bernardinho.

Um dos mais experientes da seleção brasileira, o líbero Serginho, de 36 anos, concorda com o treinador sobre a importância da semana em casa e ainda chama atenção para o lado psicológico.

“Esses dias aqui estão servindo para ajustar alguns detalhes onde pecamos no primeiro final de semana, no Canadá. Sem contar que voltar ao Brasil dá uma chance de refrescar um pouco mais a cabeça e nos permite fazer todo o trabalho com mais calma”, comentou Serginho.

Do experiente ao estreante, a Liga Mundial é considerada uma competição especial. Se Serginho defende o Brasil pela 12ª vez, o ponteiro Maurício, de 23 anos, fez, no final de semana passado, a sua primeira participação no campeonato.

“Eu fui convocado para a Liga em 2010, fiquei entre os 14 jogadores, mas não cheguei a jogar. E, dessa vez, entrar em quadra foi uma emoção muito grande. Esse era um campeonato que eu sempre assistia e desejava jogar um dia. Está sendo uma experiência muito bacana”, afirmou Maurício, que tem se dedicado integralmente aos treinos.

“Essa semana está sendo boa para acertarmos tudo que não deu certo no Canadá. Temos que melhorar para, na próxima semana, entrarmos bem na competição”, destacou o ponteiro da seleção brasileira.

A equipe comandada por Bernardinho está no Grupo B da Liga Mundial, ao lado de Canadá, Finlândia e Polônia. Na primeira etapa, em solo canadense, o Brasil foi superado pelo time da casa e pelos poloneses, e venceu a Finlândia.

Com os resultados da primeira semana, a liderança é da Polônia, com seis pontos. O Brasil divide o segundo ponto com o Canadá. Cada equipe tem cinco pontos. A Finlândia soma dois pontos.

A próxima disputa, contra essas mesmas equipes, será nos dias 1º, 2 e 3, em Katowice, na Polônia. A delegação viaja no próximo domingo (27.05).

Divulgação

(MERCADO) Argentino Horacio Dileo é o novo técnico do Vivo/Minas

A Vivo/Minas, medalha de bronze na Superliga Masculina de Vôlei 2011/12, tem novo treinador. A Diretoria do Clube acaba de confirmar a contratação do técnico argentino Horacio Dileo, de 49 anos, para a nova temporada. A equipe minastenista volta às atividades no próximo dia 19 de junho e já terá no comando o novo treinador.

Além de Horacio Dileo, a Vivo/Minas conta com quatro novidades e está com o grupo praticamente fechado para o início da temporada. O ponta argentino Rodrigo Quiroga, o levantador Evandro, o meio de rede Maurício e o ponta Lucas Loh se juntarão aos meios de rede Henrique, Otávio e Flávio Gualberto (da base); os pontas Lucarelli, que está com a Seleção Brasileira Adulta, Samuel Fuchs e Gustavo Valério (da base); os opostos Filip Rejlek e Michel Brunno (da base); os levantadores Marcelinho e Felipe Stahelin (da base); e o líbero Victor Hillmann (da base).

O novo técnico da Vivo/Minas se diz bastante confiante e espera poder realizar um grande trabalho. “As expectativas são sempre as melhores. Já olhei o nosso plantel e vi que temos uma boa equipe. Agora, é hora de motivar o grupo e fazer o melhor que pudermos”, falou. Sobre o grupo que terá nas mãos, Horacio afirmou que já conhece muitos dos jogadores. “Conheço bastante alguns deles, tanto de enfrentá-los quanto de saber e acompanhar a trajetória vitoriosa que eles têm”, completou.

O treinador esteve na capital mineira nesta quarta-feira (23/5), mas já embarcou de volta para a Argentina. O retorno à Belo Horizonte está previsto para o dia 10 ou 11 de junho e Horacio ficou empolgado com o que viu na Unidade I do Clube. “Já conhecia o Minas Tênis. Na Argentina, é um clube de vôlei muito famoso, principalmente porque grandes jogadores e treinadores argentinos já passaram por aqui. Gostei do que vi e sei que poderemos fazer um grande trabalho aqui”, concluiu.

Em seu currículo, o treinador argentino tem passagens pelo River Plate, Club Náutico Hacoj, Club Regatas Santa Fe, Olympikus Azul Voley, CONARPESA, todos da Argentina, e o Petrom Ploiest, da Romênia. Nas últimas cinco temporadas, o novo comandante minastenista defendeu o Huracán Chubut Volley. Horacio Dileo também foi o responsável por liderar a seleção colombiana, de 2010 a 2012, e algumas categorias de base de seu país.

Divulgação

(MERCADO) Depois de Wanderson e Fábio Paes, UFJF anuncia mais reforços

Japa vai atuar na UFJF na temporada 2012/12 (Foto: Divulgação/CBV)

Depois de um primeiro ano de aprendizado e muita luta nas quadras, o time de vôlei masculino da UFJF promete dar ainda mais alegrias para sua fanática torcida nesta temporada. Ao contrário de 2011, quando teve pouco mais de 30 dias para montar o elenco, a direção agora estuda nomes e posições estratégicas para formar a equipe que vai defender a Federal no Campeonato Mineiro e na Superliga 2012/2013.

Depois de confirmar a manutenção do ponteiro Clinty e do levantador Gelinski e as contratações do oposto Wanderson e do líbero Fábio Paes, a equipe anunciou outras três aquisições para o grupo: o levantador Ricardo Aviz, o ponteiro Japa e o meio de rede Robinho.

Ricardinho tem 28 anos e defendeu a UFJF nos três anos de disputa da Liga Nacional (2009/10/11) e retorna de duas bem sucedidas temporadas no voleibol português, sendo campeão na temporada 2010/2011. Japa tem 22 anos e foi destaque do Sesi-SP como ponteiro nas últimas temporadas, tendo inclusive uma importante participação na final da Superliga 2010/2011. Robinho tem 26 anos, vem do Medley/Campinas e teve uma passagem pelas categorias de base em Juiz de Fora em 2003. O destaque do central é sua altura, 2,05m.

O grupo se apresenta em junho para iniciar a preparação para o Mineiro, em agosto, e a Superliga, no final do ano. O time disputa ainda os Jogos de Minas Gerais, já na etapa final, em novembro, uma vez que é o atual campeão do torneio. A UFJF não participará dos Jogos Abertos Brasileiros, marcados para o final de junho. “Decidimos abrir mão deste torneio para focarmos na preparação da equipe para a temporada”, explicou Maurício Bara.

Divulgação

(MERCADO) Carol Gattaz pode jogar no exterior na próxima temporada

Exterior pode ser o destino de Carol Gattaz na próxima temporada (Foto: Gisa Alves)

O futuro da meio-de-rede Carol Gattaz na próxima temporada pode ser o exterior. Curtindo merecidas férias, a jogadora falou que existem algumas possibilidades com times de fora do país.

“Aqui no Brasil está dificil para ficar, porque os times estão praticamente fechados. Muitos ainda estão acertando patrocínio e as contratações dependem disso também. Mas, apesar disso tudo, ainda espero uma boa proposta do Brasil”, afirmou a jogadora que defendeu o Vôlei Futuro, de Araçatuba, na última temporada. Carol já atuou fora do país onde atuou no extinto Jesi, da Itália, em 2007.

Divulgação

(MERCADO) Giba acerta com argentino Bolívar

Giba vai atuar no voleibol argentina (Foto: Divulgação/Reprodução)

O ponteiro Giba anunciou no Twitter que vai defender o Bolívar, da Argentina, após a Olimpíada. O jogador já postou duas fotos suas com a camisa do novo time na rede social.

Aos 35 anos, Giba jogou as últimas três temporadas da Superliga, duas pelo Pinheiros/Sky e a última pela Cimed/Sky, de Florianópolis, mas sofreu com as várias contusões e viu seus times fracassarem.

Giba ainda se recupera de cirurgia na tíbia esquerda e deve desfalcar a seleção brasileira na primeira fase da Liga Mundial.

Divulgação

(MERCADO) Hooker no Dínamo Krasnodar

A americana Destinee Hooker não volta para o Brasil na próxima temporada, como já se era esperado, e assinou, na última quarta-feira, com a equipe Dínamo Krasnodar. A oposto ficou apenas uma temporada em solo nacional e foi peça chave no título do Sollys/Nestlé, na Superliga 2011/12.

Na última temporada, o Dínamo Krasnodar ocupou a quinta colocação do Campeonato Russo e vai disputar a Challenge Cup em 2012/2013. A equipe também contratou a ponteira tcheca Helena Havelkova, campeã italiana com o Busto Arsizio.

Divulgação

(MERCADO) Jaque renova com Sollys/Nes​tlé

Capitã Jaque segue mais uma temporada no Sollys/Nestlé (Foto: Fabio Rubinato/AGF)

A ponteira Jaqueline renovou seu contrato com o Sollys/Nestlé e seguirá na equipe atual campeã da Superliga para a temporada 2012/13. A jogadora é uma das principais lideranças do elenco e como capitã foi a responsável por levantar a taça do título da principal competição nacional do voleibol brasileiro. Experiente e com um histórico vitorioso na carreira, Jaque é sempre bastante requisitada pelos outros clubes, no entanto, decidiu permanecer no Sollys/Nestlé e destaca a importância do técnico Luizomar de Moura na sua decisão.

“Primeiramente, o que me fez continuar foi o Luizomar, que é uma pessoa que sempre me ajudou muito desde que cheguei da Europa. Ele sempre teve confiança em mim e conhece a forma que trabalho, por isso, foi um dos grandes motivos para minha continuidade no Sollys/Nestlé. O segundo motivo é ao portunidade de continuar na convivência com esse grupo de trabalho que foi campeão da última Superliga”, explicou a jogadora, que foi a maior pontuadora do Sollys/Nestlé na Superliga 2011/12, com 340 pontos.

Jaqueline se mostrou uma jogadora completa na última temporada, já que foi a atleta que mais somou pontos pelo Sollys/Nestlé e também teve destaque no sistema defensivo, terminando a Superliga como a quarta melhor no fundamento recepção. Com a renovação de contrato, esta será a quarta temporada de Jaqueline com a camisa laranja e a segunda como capitã, pois nas duas primeiras a levantadora Carol Albuquerque que exercia a função. Assim que Carol deixou o time, o técnico Luizomar decidiu transferir a responsabilidade da liderança para Jaqueline, o que fez a ponteira crescer bastante tanto dentro quanto fora de quadra.

“Foi um aprendizado a mais na minha vida, já que nunca havia tido essa oportunidade. Agradeço ao Luizomar que teve toda a confiança de me colocar como capitã e as minhas companheiras mais experientes do time que me ajudaram bastante. Acho que evolui bastante e cresci muito na minha vida profissional. Hoje sou uma jogadora muito mais madura e estou entendendo um pouco mais como que é trabalhar ajudando a equipe em outras coisas que antes não ajudava. Estou adorando esse momento e espero que permaneça da mesma maneira nesta próxima temporada”, declarou Jaque, citando a colaboração das companheiras de time Adenízia e Thaisa.

Após três temporadas pelo Sollys/Nestlé, Jaque soma dois títulos da Superliga e um vice-campeonato. Em 2011/12, a atleta foi a capitã e levantou a taça, já em 2009/10 foi eleita a melhor jogadora da final. Além dos troféus nacionais, a ponteira é bicampeã Sul-Americana e MVP nos dois títulos conquistados pelo Sollys/Nestlé (2009 e 2011). No Mundial de Clubes de 2010, Jaque esteve no grupo do Sollys que terminou com a medalha de prata. Com a Seleção Brasileira, a camisa 8 tem como principais conquistas o título de campeã Olímpica em Pequim-2008, tricampeã do Grand Prix (2005, 2006 e 2008) e campeã dos Jogos Pan-Americanos  de Guadalajara-2011.

Divulgação