Páginas

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

(PAULISTA) Medley/Cam​pinas encara Sesi-SP no primeiro jogo da decisão do Paulista

Cacá orienta treino (Foto: Mario Henrique)

Depois de quase quatro meses de competição, o Medley/Campinas começa a decidir o título do Campeonato Paulista Masculino de Vôlei. A partida será amanhã, às 18h30, contra o SESI-SP, no Ginásio do Taquaral, em Campinas, com transmissão ao vivo do SporTV. Assim como nas últimas fases eliminatórias, a série será em melhor de três jogos.


A segunda partida será no sábado (03), às 19h, no Ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo. Se necessário, o terceiro confronto está marcado para terça-feira (06), às 21h, novamente no Ginásio do Taquaral. O time campineiro conquistou o direito de fazer duas partidas diante de sua torcida por ter feito melhor campanha na primeira fase. A equipe terminou em segundo lugar, com 24 pontos, enquanto o SESI ficou em quarto, com 22.

Na semifinal, o Medley/Campinas eliminou o BMG/São Bernardo por 2 a 0, mesmo placar obtido pelo SESI-SP diante do Vôlei Futuro. Por isso, o treinador da equipe campineira, Cacá Bizzocchi, espera confronto em alto nível. "Pela qualidade que mostraram na semifinal, Medley e Sesi mereciam fazer essa decisão. Vamos entrar em quadra concentrados em fazer um jogo agressivo. Com certeza, será uma grande partida", analisou.

Autor do ponto na semifinal que levou o time campineiro à final, Bruno Zanuto acha que seu time está bem preparado. "Depois dos dois jogos da semifinal que vencemos no quinto set, estamos mais fortes psicologicamente e mais bem preparados, porque enfrentamos situações que exigiram superação", argumentou o ponta, que vai em busca do primeiro título paulista de sua carreira.

Ingressos - A troca de ingressos começou hoje (30), às 12h, e vai até as 20h na bilheteria do Ginásio do Taquaral. Amanhã (01), será feita a partir das 10h. Um quilo de alimento não perecível dá direito à entrada. Serão disponibilizados 2,6 mil bilhetes.

Divulgação

(SUPERLIGA) Lançamento da Superliga masculina será na próxima quinta-feira em SP

Esta sera a 18ª edição da Superliga Masculina (Foto: Divulgação/CBV)

Depois de as meninas comemorarem a maioridade da Superliga de vôlei, chegou a vez de os rapazes darem o saque inicial para a competição. Na próxima QUINTA-FEIRA (08.12), a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) lançará a 18ª edição do campeonato masculino. A cerimônia de abertura será realizada, a partir das 11h, no Buffet Mansão Cidade Jardim, localizado na Rua Des. Armando Fairbanks, 142/150, na Cidade Universitária, em São Paulo (SP).

Ao todo, 12 times, de cinco estados, disputarão o título da temporada 11/12. BMG/Montes Claros (MG), BMG/São Bernardo (SP), Cimed/SKY (SC), Londrina/Sercomtel/Martminas (PR), Medley/Campinas (SP), RJX (RJ), Sada Cruzeiro (MG), Sesi-SP, UFJF (MG), Vivo/Minas (MG), Vôlei Futuro (SP) e Volta Redonda (RJ).

O Sesi-SP, comandado pelo técnico Giovane Gávio, lutará pelo bicampeonato. A Cimed (SC) e o Vivo/Minas (MG) são os maiores vencedores da história da competição, com quatro títulos cada.

Sistema de disputa

Na fase classificatória, as equipes jogarão em sistema de turno returno. Os oito times mais bem classificados passarão para as quartas-de-final, que serão disputadas em série melhor-de-três, assim como as semifinais. A final será disputada em jogo único no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

Divulgação

(COPA DO MUNDO) Brasil aproveita folga para descansar e treinar antes da fase final

Bernardinho busca vitórias nas três últimas partidas (Foto: Divulgação/FIVB)

A seleção brasileira masculina de vôlei já está em Tóquio, onde será disputada a última fase da Copa do Mundo. A equipe chegou nesta QUARTA-FEIRA (30.11) e teve a primeira folga desde que estreou na competição, no dia 20 de novembro. A quinta-feira (01.12), no entanto, será de trabalho para o time brasileiro, que irá treinar no ginásio de jogo, o Yoyogi National Stadium.


A estreia do Brasil na quarta e última fase da Copa do Mundo acontecerá nesta sexta-feira (02.11), às 0h (horário de Brasília), contra o Irã. A partida terá transmissão dos canais Sportv e Esporte Interativo. Nos dois dias seguintes, a equipe verde e amarela enfrentará a Polônia, ás 4h, e o Japão, às 7h20.

Na opinião do técnico Bernardinho, o Brasil tem todas as chances de terminar entre os três primeiros colocados e, assim, conseguir a classificação para os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Para isso, depende dos resultados positivos.

“Nos restam três partidas e, nessa última fase, temos que buscar três vitórias. Teremos um dia de descanso e um dia de trabalho para recarregarmos as baterias para que o grupo se fortaleça para a última fase”, comentou Bernardinho.

O treinador ainda falou sobre a importância desse dia de descanso para os jogadores, que já fizeram oito jogos nesta competição.

“Sabendo controlar um pouco a questão da ansiedade e trabalhando como grupo, temos condições de tentar e conseguir essa vaga para as Olimpíadas. Um dia de folga é o suficiente para que eles descansem um pouco e para solidificarmos algumas coisas, para que possamos unir as forças e, de uma forma bastante coesa, partirmos para essa fase em busca das vitórias”, afirmou Bernardinho.

O técnico da seleção brasileira chamou a atenção para os fortes adversários que a equipe terá nesta fase.

“São partidas duras. O Irã tem surpreendido nesta competição, atrapalhando o percurso de alguns times mais fortes e nós precisamos efetivamente dessas vitórias, que só virão se tivermos tranqüilidade e serenidade. Precisamos de uma força mental, que vai ser importante para superarmos toda pressão que vai ser essa última fase”, disse Bernardinho.

O Brasil encerrou a terceira fase com cinco vitórias e três derrotas. A Polônia lidera o campeonato, com 22 pontos. A Rússia está em segundo lugar, com 21, a Itália, em terceiro, com 17, e a equipe brasileira ocupa a quarta colocação, com 16 pontos conquistados.

Divulgação

(SUPERLIGA) Dona da camisa 1 da Unilever, Fernanda Venturini é destaque da Superliga


Em clima descontraído: Fabi, Natália, Fernanda e Sheilla (Foto: Divulgação/CBV)

A levantadora Fernanda Venturini vai vestir a camisa número 1 em sua última temporada no vôlei brasileiro, em que brilhou na seleção feminina e nos clubes em que atuou. Na apresentação da Superliga Feminina de Vôlei 2011/2012, nesta terça-feira (29/11), em São Paulo, Fernanda ganhou destaque entre as jogadoras das 12 equipes que entram em quadra a partir do dia 9 de dezembro - esteve em São Paulo com as companheiras de time Fabi, Natália e Sheilla, que vieram do Rio de Janeiro, sede do Unilever Vôlei. Fernanda estreia em sua última Superliga, pela Unilever, no próximo dia 10, contra o Sesi, no Maracanãzinho, Rio (com SporTV).

Fernanda disse que era a número 1 no início da carreira e não jogava com a 14, que a eternizou. "Eu jogava com a número 1, mas, quando cheguei à seleção brasileira, a Rorô era a 1 e eu, como jogadora mais nova, tinha de escolher um outro número. As que estavam há mais tempo na seleção tinham o privilégio de dizer primeiro o número que queriam usar. Aí, como eu gostava de 1 e de 4 juntei os dois e virei 14. Mas não teria sentido eu usar a 14 agora, que é a da Fabi, jogadora fundamental para a Unilever. E depois eu vou ficar apenas cinco meses mesmo no vôlei, nesta Superliga, e nada mais", diz Fernanda, que agora terá as filhas Júlia e Vitória na torcida.

"Vai mamãe, vai mamãe! Ai meu Deus! Mamãe caiu, machucou (na hora em que Fernanda vai para uma defesa, dá um peixinho)", grita a caçulinha Vitória, que já acompanhou Fernanda nos jogos do Carioca. "Ela ainda não entende direito", comenta Fernanda. "A Júlia, que é mais velha, cobra, mas pondera, porque tenho sido uma mãe muito bondosa - ela vai viajar com os tios nas férias - e serão poucos meses, apesar de que terei de abrir mão de algumas coisas, como a apresentação de jazz dela, que será dia 10, na mesma data e horário do início da Superliga", afirma Fernanda. Júlia completa 10 anos em dezembro e, por enquanto, já jogou vôlei e parou, dedica-se ao jazz e ao street dance e ainda não escolheu, de verdade, como observa Fernanda, o que fará.

Fernanda diz que em quadra terá de se adaptar a jogadoras mais fortes e altas, nada mais, que Sesi, Vôlei Futuro, Osasco e Unilever estão entre os favoritos ao título, numa Superliga que terá bons jogos. "No ano passado já foi assim e, agora, será ainda mais equilibrada", comenta. "Estou curtindo muito trabalhar com o grupo. Elas são muito divertidas. A Sheilla, a Natália a Régis e a Fabi são muito brincalhonas. O clima é excelente. Já fui a mais nova, agora sou a mais velha (tem 41 anos) e acho que serão cinco meses bem legais."

Fernanda também espera dar sua contribuição na formação da levantadora Roberta, que pode ser da seleção em 2016. "Para 2012 não dá para mudar mais nada. Mas acho que o Brasil tem uma excelente equipe, que pode ser campeã olímpica em Londres."

Divulgação

(CARIOCA) Thiago Sens enaltece campanha 100% do RJX no estadual

A trajetória do RJX na fase de classificação do Campeonato Estadual Masculino de Vôlei do Rio de Janeiro, em que venceu todos os seis jogos disputados, foi bastante valorizada por Thiago Sens. O ponteiro garante que o time vai com moral para a semifinal, que acontece no próximo sábado.

“Vencemos todos os seis jogos e não perdemos um set sequer, inclusive para o Volta Redonda, que é um adversário forte e vai disputar a Superliga. Essa campanha certamente dá bastante confiança para nosso grupo seguir na luta pelo título”, afirma Sens.

O confronto único da semifinal está previsto para o próximo sábado, mas o adversário só será conhecido na noite desta quarta-feira, quando serão disputados os últimos jogos da primeira etapa da competição.

Divulgação

(PAULISTA) Sandro alerta para final: "Vamos com moral, mas não podemos bobear"

Sandro, levantador do Sesi-SP acredita em bom momento da equipe (Foto: Divulgação/CBV)

Já na cidade de Campinas para o primeiro jogo da final do Campeonato Paulista que acontece nesta quinta-feira (1o), o levantador Sandro do SESI-SP acredita que a vitória diante do Vôlei Futuro na semifinal deixou o time ‘com moral’ para esse duelo com a Medley, porém é preciso saber que isso não ganha jogo.

"Claro que do jeito que vencemos o Vôlei Futuro e como foram os jogos da semifinal, com superação, chegamos à essa final com o moral elevado, porém sabemos que nada vai adiantar ter vencido na semi se não conseguir superar Campinas. Chegar a essa final de Paulista nos deixou mais confiantes, mais soltos em quadra, mas não podemos bobear", avaliou o camisa 5.

Diante de uma equipe com bloqueio refinado, Sandro já estuda possibilidades de tirar seus atacantes do paredão adversário. "Já estou analisando algumas variações para amanhã, vendo como podemos equilibrar com esse bloqueio forte. Agora é descansar e concentrar para a partida, não tem segredo", acrescentou o capitão do SESI-SP (enquanto Murilo está na seleção é o camisa 5 que cumpre esse papel).

Para Sandro é importante em um jogo, na casa do adversário com a torcida contra, ter paciência nas ações. "Foi esse um dos nossos segredos na semifinal, ter paciência e inteligência para rodar as bolas. Na fase de classificação nossa equipe ainda estava se arrumando, acredito que será um jogo bem diferente dos outros dois", finalizou.

Divulgação

(MINEIRO) Sada/Cruzeiro e Vivo/Minas decidem título estadual neste sábado

Decisão acontece neste sábado em Contagem (Foto: Divulgação)

A grande final do Campeonato Mineiro Masculino de Vôlei será decidida neste sábado, 3, às 9h, no ginásio Poliesportivo do Riacho. Sada/Cruzeiro e Vivo/Minas se enfrentam, em jogo único, em busca do título estadual. Os cruzeirenses buscam o bicampeonato, pois venceram os minastenistas na edição de 2010. Já o Minas quer voltar a levantar o troféu, o que não é feito desde 2007. A partida será transmitida pela TV Alterosa e Portal Uai.

O Cruzeiro tem uma campanha que chama à atenção: de nove partidas disputadas, em todo o campeonato, a equipe perdeu apenas uma, sendo 26 sets ganhos e 8 perdidos. O treinador Marcelo Mendez credita a boa campanha ao grupo e ao trabalho realizado durante a temporada. “Acho que formamos um elenco com grandes jogadores. Em cinco meses, estamos fazendo treinamentos intensos, amistosos internacionais que nos deu bagagem e isso foi fundamental para que fizéssemos uma boa campanha”, disse o comandante.

Já o Vivo/Minas fez uma campanha irregular no Mineiro. Os minastenistas começaram o estadual com dificuldades, já que não contavam com os pontas Lucarelli, lesionado, Manius, estava em negociação com um time russo, e Guilherme Hage, contratado pela UFJF. “Tivemos muitos obstáculos no começo da competição. Estávamos sem algumas peças e o grupo em formação. O Anderson, que é oposto, chegou a ser improvisado como ponteiro. Não comprometeu, mas não é a dele. Com a volta do Lucarelli e do Manius, conseguimos crescer e apresentar mais regularidade”, disse o treinador Fronckowiak.

Em busca de um grupo mais forte, o Minas apresentou o oposto tcheco, Filip Rejlek, e o ponta Samuel, velho conhecido da torcida. Ambos já estrearam na semifinal contra o BMG/Montes Claros, com destaque ao estrangeiro que marcou 22 pontos.

INGRESSOS

Para os torcedores que queiram comparecer à grande final do Campeonato Mineiro de Vôlei Masculino, os ingressos estarão disponíveis a partir desta sexta-feira, 2. Os bilhetes serão trocado por um quilo de alimento não perecível, com exceção de fubá e sal.

Os postos de troca são as bilheterias do Poliesportivo do Riacho, que ficarão abertas nesta sexta-feira de 9h às 19h, e a Sede Administrativa do Cruzeiro, em Belo Horizonte, de 8h às 17h30. No sábado as bilheterias do ginásio de Contagem vão abrir às 7h e serão trocados ingressos até o início da partida, se ainda houver bilhetes.

Divulgação

(OUTROS) Juvenis do Vivo/Minas comemoram mais um título

Felipe Stahelin conquistou o Mineiro e o Metropolitano juvenil pelo Minas no intervalo de uma semana

Uma semana depois de sagrar-se campeão mineiro de vôlei, o time juvenil do Vivo/Minas conquistou na última segunda-feira mais um título, o do Campeonato Metropolitano da categoria. A taça foi levantada após a vitória por 3 a 0 sobre o Sada Cruzeiro na final.

Presente nas duas conquistas, o levantador Felipe Stahelin, mais um dos muitos talentos revelados na base minastenista, vibrou por faturar dois troféus em tão pouco tempo.

“O trabalho que fizemos ao longo de todo o semestre foi coroado com esses títulos. Ganhamos o Mineiro e o Metropolitano, em ambos batendo o Sada Cruzeiro na decisão. Estou muito feliz e todo o grupo está de parabéns”, comemorou o jovem atleta de 18 anos de idade com diversas convocações para a seleção brasileira.

Divulgação
Foto - Arquivo pessoal

(SUPERLIGA) Diretoria do BMG/Montes Claros lança promoção para jogos da Superliga

Montes Claros estreia em casa na Superliga no dia 10 (Foto: Fredson Souza)

A diretoria do BMG Montes Claros juntamente com a Palimontes, empresa parceira da equipe, lança uma promoção para os jogos do Pequi Atômico em Montes Claros pela Superliga Nacional, que começa no dia 10 de dezembro.

O torcedor que comprar o passaporte dos 10 primeiros jogos do BMG Montes Claros na Superliga, ganha uma camisa oficial da equipe (modelo novo), já utilizada pela equipe montes-clarense na semifinal do Campeonato Mineiro de vôlei.

Quem se interessar já pode adquirir o carnê no valor de R$ 99,00, na loja Palimontes Sports, em Montes Claros.

"No ato da compra, o comprador recebe um carnê com os tickets, que poderão ser trocados por ingresso, nos dias dos jogos do BMG Montes Claros", explica o gerente da Palimontes, Cássio Aquino.

Quanto às novas camisas de jogo do BMG Montes Claros, ele avisa que ainda não chegaram, mas que o torcedor pode ficar tranquilo, pois no ato da compra do carnê, o mesmo assegura a camisa oficial através de um ticket que pode ser trocado posteriormente.

"Vamos realizar várias ações para mobilizar o torcedor montes-clarense, que sempre fez a diferença, a comparecer em massa novamente aos jogos do BMG Montes Claros, no ginásio poliesportivo. Vamos precisar mais uma vez do apoio e da força dessa maravilhosa torcida para fazermos bonito na Superliga deste ano", diz o diretor do BMG Montes Claros, Victor Oliveira.

O primeiro jogo do BMG Montes Claros em casa será no dia 15 de dezembro, às 21h, contra o RJX.   

O diretor do BMG Montes Claros, Victor Oliveira, informa ainda que os preços dos ingressos para os jogos da equipe em Montes Claros serão vendidos a R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada).

Divulgação

(OUTROS) São José Vôlei realiza peneira para garotos entre 15 e 21 anos

A equipe técnica do São José Vôlei realiza no dia 12 de dezembro (segunda-feira), seletiva aberta masculina para formação das equipes para a temporada 2012. A seleção acontecerá em duas fases, sendo a primeira às 9h, e a segunda às 14h30. A peneira será no Ginásio do Tênis Clube, localizado na Avenida Nove de Julho, 23 - Vila Adyanna - São José dos Campos (SP). 

As seletivas serão nas categorias: Infantil (nascidos em 1996), Infanto-Juvenil (nascidos em 1995 e 1994), Juvenil (nascidos em 1992 e 1993), Categoria Sub-21 (Nascidos em 1991).

Os atletas selecionados vão defender a cidade em competições previstas para a temporada 2012/2013. Os interessados deverão comparecer com RG ou Certidão de Nascimento original e material de treino.

Divulgação

(AMISTOSO) Voltaço vence 1º amistoso contra a Cimed/Sky

Voltaço derrotou a Cimed no tie-break (Foto: Divulgação)

O Volta Redonda venceu a primeira partida da série de amistosos contra o Cimed/SKY. Os Gigantes de Aço enfrentaram a equipe catarinense na noite desta terça-feira, dia 29, no Ginásio Capoeirão, em Florianópolis-SC. O Tricolor precisou do tie-break para derrotar o adversário por 3 sets a 2, com parciais de 25/27, 22/25, 26/24 25/19 e 15/12.

O Voltaço chegou a estar perdendo por 2 sets a 0, mas a equipe comandada pelo técnico Sérgio Negrão se recuperou e buscou o resultado.

“A equipe vem crescendo e ganhando ritmo de jogo. Vencemos um dos principais times do país e ganhamos confiança, mas ainda precisamos evoluir para estrear na Superliga nas condições ideais. Certamente, esses amistosos serão importantes para fazer os últimos acertos”, comentou o técnico do Voltaço.

As equipes voltam a se enfrentar nesta quarta-feira, às 17 horas. O local ainda será definido. O terceiro e último amistoso será na quinta-feira, às 20 horas, e acontecerá na cidade de Luís Alves-SC.

Divulgação

(CARIOCA) RJX vence o Tijuca e encerra 1ª fase do estadual invicto

RJX aguarda adversário da semifinal (Foto: Gugah Mariano/Guilherme Taboada)

O RJX superou nesta terça-feira, dia 29, o time do Tijuca por 3 sets a 0 (parciais de 25x15; 25x23; 25x19), em 1h11, na AABB  da Lagoa. Com o resultado, o time patrocinado pelo Grupo EBX terminou a fase classificatória do Campeonato Estadual em primeiro lugar, com 12 pontos. Volta Redonda é o segundo colocado e o Botafogo ocupa a terceira posição. O RJX enfrenta na semifinal o quarto colocado, que será definido nos jogos desta quarta-feira, 30 de novembro.

O técnico do RJX, Marcos Miranda, afirma que a primeira fase do Estadual serviu como preparação para a Superliga, que começa no próximo dia 10. O RJX enfrenta na estreia o atual campeão SESI/SP, em São Paulo.

“O nosso primeiro adversário, o SESI, já está classificado para a final do Campeonato Paulista, um torneio super difícil. O Estadual do Rio foi a nossa chance de pegar ritmo e chegar à Superliga no mesmo nível dos nossos adversários”, analisou.

Pelo RJX, começaram jogando Guilherme, Luiz Felipe, Paulo Victor, Thiago Sens, Ualas, Luiz Roque e Alan (líbero). Renan, Vitor e Carlos também entraram em quadra.

Divulgação

(SUPERLIGA) CBV lança oficialmente a 18ª edição da Superliga feminina

 Competição contará com 12 equipes na luta pelo título (Foto: Divulgação/CBV)

A Superliga feminina de vôlei chega à maior idade. Foi lançada, nesta TERÇA-FEIRA (29.11), a 18ª edição da principal campeonato entre clubes do Brasil. Com a presença de grandes estrelas, técnicos e dirigentes, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) deu o saque inicial para a competição que reunirá 12 clubes em busca de um único objetivo: o lugar mais alto o pódio.

Quatro estados brasileiros estarão envolvidos na Superliga 11/12 ao longo de cinco meses: Banana Boat/Praia Clube (MG), BMG/São Bernardo (SP), Macaé Sports (RJ), Mackenzie (MG), Pinheiros (SP), Rio do Sul (SC), São Caetano (SP), Sesi-SP, Sollys/Nestlé (SP), Unilever (RJ) Usiminas/Minas (MG) e Vôlei Futuro (SP).

Na última temporada, a Superliga reuniu um público de mais de 500 mil torcedores, no masculino e feminino. Nesta temporada a expectativa é superar este número durante os 302 jogos e as mais de 100 transmissões pela TV.

“Mais uma vez, esta Superliga tem tudo para ser uma das melhores competições do mundo. O voleibol é o segundo esporte na preferência do brasileiro, mas o primeiro entre as mulheres. Essas atletas são merecedoras, se dedicam. Nos dias de hoje, é difícil ser uma atleta profissional com disciplina. E todas elas são”, disse Ary Graça, presidente da Confederação Brasileira de Voleibol, que agradeceu clube por clube pela parceria.

Competição começará no dia nove

No próximo dia nove (sexta-feira), cinco jogos marcarão a estreia da edição 11/12 da Superliga Feminina. A primeira rodada será movimentada. Quatro jogos acontecerão, às 20h. O Mackenzie/Cia Terno (MG) enfrentará o Vôlei Futuro (SP), em casa. Já o Rio do Sul (SC) jogará contra o Pinheiros (SP), no ginásio Artenir Werner. O BMG/São Bernardo (SP) receberá a Usiminas/Minas (MG), no ginásio Baetão, e o Banana Boat/Praia Clube (MG) medirá forças com o Macaé Sports (RJ), no ginásio Praia Clube.

Às 21h, o Sollys/Nestlé (SP) jogará com o São Caetano (SP), no ginásio Delenice Fonseca, com transmissão ao vivo do canal Sportv.

No dia seguinte (10.12), a Unilever (RJ) encerrará a primeira rodada contra o Sesi-SP, às 15h, no ginásio do Maracañazinho. O Sportv transmitirá ao vivo.

A volta de duas estrelas

Entre atletas consagradas e novos talentos, dois nomes que já fizeram história no voleibol brasileiro estão de volta à Superliga. Aos 41 anos, a levantadora Fernanda Venturini voltará à quadra para defender a Unilever. Enquanto isso, a campeã olímpica Walewska foi repatriada. Após sete temporadas no exterior, a central defenderá as cores do Vôlei Futuro, de Araçatuba (SP).

“As meninas mais novas são muito fortes, mas não senti muito desnível na parte física. Na última final, no Mineirinho, onde a Unilever foi campeã, mais uma vez, senti falta deste clima. Isso me motivou para retornar. Estou tentando passar minha experiência para as mais novas, em especial a Roberta, outra levantadora da equipe. Ela é mais alta do que eu e tem um belo futuro pela frente”, destacou Fernanda.

Já Walewska revelou que precisou estudar o novo cenário do voleibol brasileiro. “É uma readaptação. Estou muito feliz por fazer parte do projeto do Vôlei Futuro. Não poderia ter escolhido clube melhor para este meu retorno. Depois de tanto tempo fora, precisei ver vídeos das últimas Superligas para conhecer um pouco mais dessa garotada que está em ação”, disse a medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim/2008.

Sesi-SP e Rio do Sul são as novidades
Entre as equipes que disputarão a Superliga 11/12, duas delas farão sua estreia. Atual campeão no masculino, o Sesi-SP montou um time feminino e contará com grandes estrelas da seleção brasileira, como a levantadora Dani Lins e a ponteira Sassá. Tradicional estado do voleibol brasileiro, Santa Catarina será representado pela equipe de Rio do Sul, equipe campeã da Liga Nacional 2011.

“As expectativas para esta Superliga são as melhores possíveis. Temos um novo time, que mesclou jogadoras novas com outras de destaque no cenário nacional. Neste nosso ano de estreia, queremos, sim, lutar para chegar à final. Sabemos que Unilever, Vôlei Futuro e Sollys/Nestlé são grandes adversários, mas estamos na briga”, disse Dani Lins, que fez sua primeira partida com a camisa do Sesi-SP nas semifinais do Campeonato Paulista.

O time do Rio do Sul quer dar alegria à população de sua cidade, afetada com problemas de uma grande enchente. “Conquistamos o direito de participar da Superliga dentro de quadra na Liga Nacional. Vamos buscar fazer bons jogos para levar boas energias para a nossa torcida. São torcedores que gostam muito de voleibol e precisam de felicidade para superar os problemas decorrentes das chuvas”, declarou Rogério Portela, técnico do time catarinense.

Novo sistema de pontuação

Nesta temporada, a Superliga seguirá a regra internacional e adotará um novo sistema de pontuação. O modelo será o mesmo já adotado pela Federação Internacional de Voleibol (FIVB).

A vitória por 3 sets a 0 ou por 3 sets a 1 valerá 3 pontos, enquanto a derrota pelos mesmos placares não vale ponto algum. Já o time que ganhar pelo placar de 3 sets a 2 ganhará dois pontos e o perdedor, um. O não comparecimento de uma equipe ao jogo valerá menos dois pontos para o time desistente.

O critério de desempate seguirá os seguintes índices técnicos: 1º - número de vitórias; 2º - sets average; 3º - pontos average; 4º - confronto direto e 5º - sorteio.

São Paulo é o estado com o maior número de títulos

Na história da competição, São Paulo é o estado com o maior número de conquistas. São oito no total. Quatro delas foram do Sollys/Osasco. O Rio de Janeiro soma seis títulos, enquanto o Paraná tem dois e Minas Gerais, um.

Na última edição, Sollys/Osasco e Unilever duelaram pela sétima vez consecutiva na final. Melhor para o time do Rio de Janeiro, que venceu por 3 sets a 0, no ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte, e garantiu o sétimo título da equipe: 97/98, 99/00, 05/06, 06/07, 07/08, 08/09 e 10/11 (as duas primeiras conquistas foram quando time ainda tinha sede em Curitiba).

O Sollys/Osasco, dirigido por Luizomar de Moura, é o time que mais vezes disputou uma final de Superliga. Foram 10 no total, todas consecutivas, e com quatro títulos (02/03, 03/04, 04/05 e 09/10).

A Unilever é a equipe que mais vezes subiu ao lugar mais alto do pódio. Ao todo, foram sete conquistas da equipe dirigida pelo técnico Bernardinho.

Além de Sollys/Osasco e Unilever, outros quatro times ganharam a Superliga. Leite Moça (SP), nas temporadas 94/95, 95/96 e 96/97; Uniban/São Bernardo (SP), na edição 98/99; Flamengo (RJ), na temporada 00/01, e MRV/Minas (MG), na edição 01/02.

Sistema de disputa

Na fase classificatória, as equipes jogarão em sistema de turno returno. Os oito times mais bem classificados passarão para as quartas-de-final, que serão disputadas em série melhor-de-três, assim como as semifinais. A final será disputada em jogo único no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro.

Divulgação

(MINEIRO) Ingressos para Sada/Cruzeiro x Vivo/Minas serão trocados na sexta-feir​a

Os ingressos para a decisão do Campeonato Mineiro de Vôlei Masculino 2011 em Contagem, entre Sada Cruzeiro e Vivo Minas, no próximo sábado, às 9h, estarão disponíveis para os torcedores a partir desta sexta-feira. Os bilhetes serão trocados por um quilo de alimento não perecível, exceto sal e fubá, e os alimentos arrecadados serão doados a instituições carentes da região metropolitana.

Os postos de troca são as bilheterias do Poliesportivo do Riacho, que ficarão abertas nesta sexta-feira de 9h às 19h, e a Sede Administrativa do Cruzeiro, em Belo Horizonte, de 8h às 17h30. No sábado as bilheterias do ginásio de Contagem vão abrir às 7h e serão trocados ingressos até o início da partida, se ainda houver bilhetes.

O Sada Cruzeiro, atual campeão, teve a melhor campanha na fase classificatória e por isso tem o mando de campo, com o jogo decisivo em Contagem. Nas semifinais o time celeste bateu o Olympico Blumenau Martminas por 3 a 1, mesmo placar do Vivo Minas sobre o eliminado BMG Montes Claros.

O Sada Cruzeiro foi campeão estadual em 2008 e 2010 e agora busca o tricampeonato.

Divulgação

terça-feira, 29 de novembro de 2011

(COPA CEV) Time de Érika estreia com vitória


Érika comemora ponto com a líbero Sano (Foto: Nargiz Gasimli)

A maior pontuadora da história da Superliga Feminina de Vôlei, a ponteira Érika Coimbra, estreou na Copa Europeia nesta terça-feira (29/11) com vitória. Seu time, Igtisadchi Baku, derrotou o Dinamo Romprest, da Romênia, no jogo de abertura da competição, por 3 sets a 0, com parciais de 25/16, 25/21 e 25/10, em 1h05, jogando em casa. A partida de volta contra o Dinamo acontecerá no dia 7 de dezembro, na Romênia.

Esta foi a segunda vitória de Érika com a camisa do Igtisadchi Baku em dois jogos. No sábado passado, a equipe estreou na Superliga nacional superando o Azeryolservis por 3 a 1. O Igtisadchi volta à quadra no próximo sábado (3/12), contra o Baku, pela segunda rodada do campeonato local.

“Jogamos bem e cometemos menos erros do que na partida de sábado pela Superliga. O saque foi fundamental. Fizemos dez aces”, disse Érika. Sobre a reação no segundo set, quando o time perdia por 13/16, a jogadora explicou. “Cometemos alguns vacilos, mais depois colocamos a casa no lugar e viramos”.

A Copa Europeia conta com a participação de 32 equipes, e o Igtisadchi Baku é o único representante do Azerbaijão no campeonato.  A fase classificatória terminará no próximo dia 8, quando serão definidos os times que passarão as oitavas de final.

Divulgação

(PAULISTA) Medley/Cam​pinas espera confronto equilibrad​o na final

André Heller no ataque contra o Sesi-SP (Foto: Cinara Piccol)

O confronto entre Medley/Campinas e SESI-SP é sinônimo de equilíbrio, principalmente neste ano. Em três duelos até aqui na temporada, o time campineiro leva pequena vantagem. Foram duas vitórias, ambas no Campeonato Paulista, e uma derrota, na Copa São Paulo. Por isso, a expectativa é para mais um jogo parelho na próxima quinta-feira (01), às 18h30, em Campinas, na primeira partida da decisão do Estadual, que será disputado em melhor de três.

"As duas equipes saíram muito fortalecidas da semifinal. Por isso, acredito que serão jogos muito equilibrados, em alto nível", analisou o treinador do Medley/Campinas, Cacá Bizzocchi. Para chegar à decisão, o time campineiro eliminou o BMG/São Bernardo, enquanto o SESI-SP passou pelo Vôlei Futuro.

Cacá acredita que o fator quadra pode ser o diferencial para que sua equipe largue na frente. "Nossa torcida vai nos ajudar muito. Por isso, queremos casa cheia", pediu. Como fez melhor campanha que o rival na fase de classificação, o Medley/Campinas tem a vantagem de jogar duas vezes no Taquaral, se necessário. O segundo duelo da série será sábado, às 19h, em São Paulo, no Ginásio da Vila Leopoldina. A terceira partida está marcada para terça-feira (06), às 21h, em Campinas. Todos os confrontos terão transmissão ao vivo no SporTV.

Ingressos - A troca de ingressos começa amanhã (30), das 12h às 20h, na bilheteria do Ginásio do Taquaral. No dia do jogo, a partir das 10h. Um quilo de alimento não perecível dá direito à entrada. Serão disponibilizados 2,6 mil bilhetes.

Divulgação

(PAULISTA) Sesi-SP aponta favoritismo da Medley/Campinas, mas garante: "Estamos acostumados a disputar decisões"

Sesi-SP jogará as finais sem Murilo, Serginho, Sidão e Rodrigão (Foto: Divulgação)

SESI-SP e Medley/Campinas chegam à final do Paulistão de Vôlei após terem eliminado o Vôlei Futuro e BMG/São Bernardo, respectivamente, em dois jogos cada. Por ter ficado em segundo lugar na fase de classificação, atrás apenas do Vôlei futuro, o time de Campinas tem a vantagem de poder decidir a final jogando em seu próprio ginásio.

As equipes finalistas se enfrentaram três vezes na atual temporada. O primeiro jogo, válido pela Copa São Paulo, aconteceu no dia 11 de agosto em Campinas. Na ocasião o SESI-SP venceu por 3 sets a 2. Os outros dois jogos foram válidos pelo campeonato Paulista e o Medley/Campinas se saiu melhor. No dia 9 de setembro, em Campinas, o time da casa venceu por 3 sets a 2. No dia 1 de novembro, em partida disputada no ginásio do SESI-SP Vila Leopoldina, a equipe campineira derrotou o time da indústria por 3 sets a 1.

O favoritismo dos campineiros não incomoda o time da indústria, que mesmo desfalcado de quatro jogadores que estão na seleção brasileira (Murilo, Serginho, Sidão e Rodrigão) conseguiu chegar a mais uma final de campeonato. Habituado com o clima de partidas decisivas o técnico do SESI-SP, Giovane Gávio, sabe que seus atletas atuaram muito bem contra o antigo favorito, o Vôlei Futuro, e que a manutenção do bom aproveitamento em alguns fundamentos será essencial para bater o atual favorito ao título, o Medley de Campinas. “Estamos acostumados a disputar decisões, seja como favoritos ou não. Aprendemos a jogar esse tipo de playoff aonde o adversário leva a vantagem de começar e poder decidir jogando em casa em apenas 3 jogos. O que precisamos é manter a concentração por toda a partida, errarmos pouco e não nos esquecermos de que no segundo jogo contaremos com o apoio da fanática torcida do SESI-SP”, afirmou.

 O primeiro confronto da final será nesta quinta-feira, dia 1º de dezembro, às 18h30, no Ginásio do Taquaral, em Campinas. A segunda partida será no dia 3 de dezembro, sábado, às 19 horas, no ginásio do SESI-SP Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo. Caso seja necessário, o terceiro e decisivo jogo será no dia 6 de dezembro, às 21 horas, outra vez em Campinas.

Divulgação

(AMISTOSO) Usiminas/M​inas disputa amistosos com a Unilever, no Rio

Flavinha é um dos reforços do Usiminas/Minas para a temporada 2011/12 (Foto: Gisa Alves)

Usiminas/Minas e Unilever irão disputar dois amistosos neste meio de semana no Rio de Janeiro. O primeiro deles acontece às 19 horas desta quarta-feira na Escola de Educação Física do Exército, no Bairro da Urca. O outro será no dia seguinte, às 18 horas, no mesmo local.


“Esses dois amistosos que vamos fazer no Rio vão servir pra fechar bem nossa preparação para a Superliga, que é uma competição longa, difícil e que este ano está com um nível muito elevado”, declarou a levantadora Flavinha, um dos reforços do time mineiro para a temporada.

ESTREIA DIA 9 NO ABC

O Usiminas/Minas estreia na edição 2011/2012 da Superliga Feminina de Vôlei no dia 9 de dezembro, diante do BMG/São Bernardo, no ABC Paulista. “Estamos treinando forte para fazer uma boa estreia e emplacar uma sequência de bons resultados logo no início da competição”, acrescentou Flavinha.

Divulgação

(COPA DO MUNDO) Brasil tropeça diante da Sérvia e se complica

Sérvia aplicou a terceira derrota na seleção brasileira na Copa do Mundo (Foto: Divulgação/FIVB)

A seleção brasileira masculina de vôlei enfrentou a Sérvia, nesta TERÇA-FEIRA (29.11), e acabou superada por 3 sets a 1 (27/25, 20/25, 20/25 e 22/25), em 1h40 de jogo. Esta foi a segunda vez que os sérvios venceram o Brasil desde que o técnico Bernardinho está no comando, há 11 anos. A primeira aconteceu na Liga Mundial de 2008, por 3 sets a 2, e, desta vez, o resultado foi válido pela Copa do Mundo.

A equipe brasileira encerrou a terceira fase, disputada na cidade de Hamamatsu, com cinco vitórias e três derrotas. Agora, o time verde e amarelo segue para Tóquio, onde jogará a quarta e última etapa da competição. Neste novo momento, os adversários serão Irã, Polônia e Japão nos dias dois, três e quatro de dezembro, respectivamente.

Na quarta fase, a seleção brasileira terá como objetivo encerrar a participação na Copa do Mundo entre os três primeiros colocados e, assim, garantir a classificação para os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

O capitão da Sérvia, Ivan Miljkovic, foi o maior pontuador do jogo desta terça-feira, com 22 acertos. O capitão também foi quem mais marcou para o Brasil: Giba, com 15 pontos. Logo após a partida, o ponteiro falou sobre a situação do adversário.

“A Sérvia parece que não se importa muito com o campeonato, mas, sim, em fazer com que o maior número de times europeus se classificassem, facilitando o pré-olímpico para eles. Sabemos que a nossa classificação continua dependendo só de gente. Vamos buscar os nove pontos na próxima fase para garantir a nossa vaga de qualquer jeito”, disse Giba.

O líbero Serginho concorda com o capitão e afirma que a equipe segue na busca pela principal meta na Copa do Mundo: a classificação olímpica.

“A nossa atuação não foi boa. Sabemos que o Miljkovic vai sempre fazer muitos pontos, mas não podemos errar tanto. Agora esse resultado já passou e temos que readquirir a confiança dentro da competição. Vamos para a etapa de Tóquio para conquistar três vitórias e alcançar o objetivo de conquistar a vaga”, afirmou Serginho.

Para Bernardinho, o excesso de erros cometidos pelo Brasil, 32 no total, foi crucial.

“Contra a Rússia e Estados Unidos, por exemplo, erramos pouco e vencemos bem. Hoje, a Sérvia jogou solta, tranquila, e hoje o excesso de erros cometidos por nós acabou nos penalizando. Agora são três partidas que nos restam, ainda há chances, mas sabemos que as dificuldades serão ainda maiores. Temos que buscar três vitórias”, afirmou Bernardinho.

OUTROS RESULTADOS DA 8ª RODADA:

Polônia 3 x 0 Egito (25/21, 26/24 e 25/21)
Irã 0 x 3 China (25/19, 25/19 e 25/17)
Japão 0 x 3 Estados Unidos (37/39, 16/25 e 15/25)
Cuba 1 x 3 Rússia (23/25, 27/25, 18/25 e 12/25)
Argentina 1 x 3 Itália (36/34, 20/25, 19/25 e 20/25)

Divulgação

(PAULISTA) Vôlei Futuro inicia venda de ingressos para 1ª partida da final

Vôlei Futuro e Sollys/Nestlé decidem o título do estadual 2011 (Foto: Alessandro Iwata)

Vôlei Futuro e Sollys/Nestlé são os finalistas do Campeonato Paulista Feminino. As equipes se enfrentarão na série melhor-de-três em busca do ouro no torneio, para Araçatuba essa conquista será inédita. O primeiro embate já está marcado e será realizado nesta sexta-feira (02/12), às 21h, no Ginásio Plácido Rocha, em Araçatuba.

Os ingressos começam a ser vendidos nesta terça-feira (29/11) na bilheteria do Ginásio das 9 às 21h para sócios contribuintes, com desconto de 50% em cada entrada. A promoção visa a comemoração do aniversário da cidade de Araçatuba que estará completando 103 anos no dia 02 de dezembro.

A partir de quarta-feira os ingressos estarão disponíveis para sócios e não sócios, as bilheterias estarão abertas das 9 às 19:00hs e na sexta-feira a venda estará aberta até o final do jogo.

Final Feminina do Paulista:

- Não sócio = R$ 10,00 Meia-entrada* = R$ 5,00
- Sócio = R$ 4,00 Meia-entrada* = R$ 2,00

* (estudante, professor da rede pública estadual e maior de 60 anos - aposentado com menos de 60 anos não tem direito).

Divulgação

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

(MINEIRO) Alberto e Rivoli lamentam derrota mas focam na estreia da Superliga

A derrota na semifinal do Mineiro para o Vivo Minas, ainda não foi bem digerida pelos jogadores de Montes Claros. Um dos jogadores que mais tempo defende o Pequi Atômico, o meio-de-rede Alberto Pedra lamentou a desclassificação.

“Treinamos bastante para aquele confronto, mas durante o jogo não conseguimos colocar em quadra tudo que vínhamos fazendo”, contou o central.

Já o levantador Rodrigo Rivoli que começou a partida no banco de reservas, respeitou a decisão do técnico interino. “Eu fiquei surpreso por não ter saído jogando porque havia jogado todas as partidas até então, tenho trabalhado muito forte. Mas respeitei a decisão do técnico. Uma pena não termos ganhado, tínhamos conseguido mudar o ritmo, atacamos melhor. Erramos quando não podia no 4° set e eles fecharam o jogo”, comentou o jogador que entrou no segundo set e foi o destaque de Montes Claros na partida.

Alberto e Rivoli concordam que agora o melhor é focar na Superliga. “Agora temos que usar esse resultado negativo para aprendermos com os erros que cometemos. Temos que nos fecharmos e trabalharmos mais forte ainda nessas duas semanas pra entrarmos com tudo na Superliga”, finalizou Rivoli que teve o coro engrossado por Alberto: “Temos que levantar a cabeça e pensar na Superliga”.

O BMG/Montes Claros estreará dia 10 de dezembro (sábado), contra a Medley/Campinas, às 18h, no ginásio Taquaral, em Campinas (SP).

Divulgação
Foto: Havar Comunicacão

(COPA DO MUNDO) Brasil enfrenta a Sérvia nesta terça-feira

Giba é um dos destaques da seleção brasileira (Foto: Divulgação/FIVB)

A seleção brasileira masculina de vôlei fará sua despedida de Hamamatsu contra a Sérvia. A partida será nesta TERÇA-FEIRA (29.11), às 7h20 (horário de Brasília), com transmissão dos canais Sportv e Esporte Interativo. Este será o último jogo do Brasil pela terceira fase da Copa do Mundo. Quatro são disputadas no total e os três primeiros colocados estarão garantidos nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

Na opinião do técnico Bernardinho, é necessário que o Brasil esteja bem preparado para esta partida.

“Contra a Sérvia, certamente teremos um jogo totalmente diferente do que eles fizeram contra a Rússia (vitória para os russos por 3 a 0). Eles não vão poupar ninguém e vão jogar no intuito de favorecer os europeus. Isso ficou bastante claro depois da partida contra a Rússia. Por isso, temos que nos preparar muito bem”, disse Bernardinho.

O treinador da seleção brasileira afirma que a Sérvia será mais uma equipe difícil no caminho do Brasil.

“É um grande time, que não tem mais pretensões de título, mas que tem outras pretensões. Então precisamos pensar em um jogo de cada vez e a Sérvia, com certeza, será mais um adversário complicado para o Brasil”, disse Bernardinho.

OUTROS JOGOS DA 8ª RODADA (29/11):

Grupo A
Polônia x Egito, às 0h
Irã x China, às 4h
Japão x Estados Unidos, às 7h20

Grupo B
Cuba x Rússia, às 0h
Argentina x Itália, às 4h

Divulgação

(AMISTOSO) Cimed/Sky faz últimos amistosos antes da Superliga 2011/12

Cimed chega aos preparativos finais para a disputa do penta na Superliga (Foto: Hermes Bezerra)

Na fase final da preparação para a temporada 2011/2012 da Superliga Masculina de Vôlei, a Cimed/SKY realizará três amistosos contra a equipe de Volta Redonda nesta semana. O primeiro deles acontecerá no ginásio do Capoeirão, em Florianópolis (SC), nesta terça-feira (29/11), a partir das 20h00. Os ingressos para o jogo estão sendo vendidos antecipadamente através do site da Blueticket por R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

"Serão partidas muito importantes na nossa preparação para o campeonato. No primeiro e no último amistoso, vou começar com o mesmo time com o qual iremos iniciar a Superliga. Para o jogo-treino, vou dar ênfase às substituições e simular outras opções de formação", afirmou Marcos Pacheco, técnico da Cimed/SKY.

O jogo-treino do tetracampeão da Superliga Masculina contra o Volta Redonda citado por Pacheco será disputado nesta quarta-feira (30/11), na ELASE (Clube Desportivo e Social), no ginásio Telmo Thompson Flores, também em Florianópolis, a partir das 17h00, desta vez com os portões abertos para o público. A partida faz parte do início de um projeto em conjunto com o poder público da capital de Santa Catarina.

"Estamos preparando uma parceria com a Prefeitura Municipal de Florianópolis através da Fundação Municipal de Esportes para incentivarmos o voleibol em 2012, com um núcleo de formação para jovens e um time feminino para defender a cidade no Campeonato Estadual, Jogos Abertos e Liga Nacional. Esta aproximação começa com este jogo da equipe principal", declarou Marcelo Vanzelotti, coordenador de marketing do Cimed Esporte Clube.

O terceiro e ultimo amistoso entre Cimed/SKY e Volta Redonda antes da Superliga vai acontecer na cidade de Luis Alves, no Vale do Itajaí, a 140 km da capital catarinense, na quinta-feira (01/12), às 20h.

Divulgação

(CARIOCA) RJX derrota o Metrô Rio por 3 a 0

O RJX manteve a invencibilidade no Campeonato Estadual ao vencer, na noite desta segunda-feira, dia 28, o time do Metrô Rio por 3 sets a 0 (parciais de 25x12; 25x15; 25x16), em 1h07min, no Ginásio Anexo do Maracanãzinho. Nesta terça-feira o RJX cumpre o último compromisso da primeira fase em partida contra o Tijuca, na AABB da Lagoa, às 18h, com entrada gratuita.

Pelo torneio, o RJX já derrotou Botafogo, Flamengo, Volta Redonda e UFRJ sempre por 3 sets a 0. O técnico do RJX, Marcos Miranda, avalia como positiva a participação do RJX nesta primeira fase do Estadual. “Jogar é sempre bom, independente do nível técnico do adversário. Durante a primeira fase do campeonato, que termina com o jogo desta terça-feira contra o Tijuca, tivemos a chance de colocar todo o nosso elenco em quadra para ganharem ritmo para a Superliga”, analisou.

Pelo RJX, começaram jogando Guilherme, Riad, Paulo Vitor, Thiago Sens, Ualas, Luiz Roque e Alan (líbero). Renan, Vitor e Carlos também entraram em quadra.

Divulgação
Foto: Ismar Ingber

(INTERNACIONAL) Catarmarca de Adornelas surpreende UPCN na Copa Aclav

A primeira etapa da Copa Aclav, competição que movimenta o voleibol argentino durante a paralisação do campeonato nacional para a disputa da Copa do Mundo, foi realizada no último final de semana.

E a exemplo do que vem acontecendo desde o início da temporada, o Catamarca foi a grande sensação. O time do oposto brasileiro Renato Adornelas bateu o UPCN, atual campeão argentino e vice-sul-americano, por 3 sets a 1, parciais de 26/24, 26/28, 25/19 e 25/22.

“Estreamos na quinta-feira passada ganhando do Sarmiento por 3 a 2, mas essa vitória sobre o UPCN foi espetacular e levou nossa torcida à loucura. Vamos procurar somar pontos nas próximas etapas para garantir presença nas finais do torneio”, declarou Adornelas.

PRÓXIMA ETAPA EM FORMOSA

Na segunda das três etapas da fase de classificação da Copa Aclav, o Catamarca vai enfrentar o Villa Maria e o La Unión. Os jogos serão realizados na quinta e sexta-feira desta semana na cidade de Formosa.

As finais, com a participação dos seis clubes melhor classificados, estão marcadas para o período entre 11 e 15 de dezembro em Bahia Blanca.

Divulgação

(PRÉ-TEMPORADA) Visando a Superliga, MOC volta aos treinos nesta 3ª

Montes Claros agora foca na Superliga 2011/12 (Foto: Heberth Halley)

Após a eliminação na semifinal do Campeonato Mineiro de vôlei, no último sábado, o foco agora do BMG Montes Claros é a Superliga Nacional de vôlei, que começa no dia 10 de dezembro.

Os jogadores do BMG Montes Claros voltam aos treinos nesta terça-feira, dia 29 de novembro, em dois períodos, às 9h (academia FW-13) e às 17h (treino com bola) no ginásio Poliesportivo), em preparação para a Superliga masculina de vôlei.

Serão 10 dias de trabalho intenso visando uma boa estreia no dia 10, às 18h, no interior paulista, contra o Medley/Campinas, que conta com velhos conhecidos da equipe do Norte de Minas, como o levantador Rodriguinho e ponteiro Bruno Zanutto.

Os treinos têm sido comandados pelo assisntente técnico Leandro Dutra, que dirigiu a equipe na reta final do Campeonato Mineiro e o preparador físico, Ubiratan Miranda.

A diretoria do BMG Montes Claros ainda negocia a contratação de um treinador para a Superliga Nacional.

Segundo o diretor do BMG Montes Claros, Victor Oliveira, a definição do novo treinador deve surgir nos próximos dias.

Está será a terceira participação do Pequi Atômico na principal competição de vôlei do país. Na temporada 2009/2010, o time montes-clarense sagrou-se vice-campeão e no campeonato de 2010/2011, terminou como o sexto melhor do país.

Para a atual temporada 2011/2012, o BMG Montes Claros, que tem sido um dos destaques do voleibol nacional nos dois últimos anos, manteve o central Tiago Salsa, que está na equipe desde sua fundação em 2009, o central Alberto, o líbero Fábio Paes e o ponteiro Breno, além das jovens promessas, o central Mateuzão e o levantador Guilherme.

A diretoria fez nove contratações para a Superliga deste ano, como os levantadores Rodrigo Rivoli e Rafinha, os opostos Pereyra, da Seleção Argentina, e Tuba, o central Silêncio, os ponteiros Leo Caldeira, Reffatti e Ricardo Serafim. A diretoria do BMG Montes Claros ainda negocia com o experiente ponteiro Cléber Mineiro, que treina há dois meses com a equipe e que inclusive disputou os jogos decisivos do Campeonato Mineiro.

A estreia do Pequi Atômico diante de sua imensa torcida apaixonada pelo time de vôlei do BMG Montes Claros será no dia 15 de dezembro, às 21h, no Ginásio Tancredo Neves, contra o recém-criado RJX, com transmissão ao vivo pela SporTV.

Divulgação

(AMISTOSO) Volta Redonda faz amistosos contra o Cimed/Sky

Voltaço mede forças com a treta campeã Cimed, em Floripa (Foto: Gisa Alves)

O Volta Redonda Vôlei segue para a cidade de Florianópolis-SC na noite desta segunda-feira, dia 28. Os Gigantes de Aço farão três amistosos na cidade catarinense contra a equipe do Cimed/SKY. Os jogos acontecerão na terça, quarta e quinta-feira.

De acordo com o técnico Sérgio Negrão, os amistosos fazem parte da preparação para a Superliga.

“Estamos na reta final da preparação e vai ser um excelente teste para a equipe. Enfrentaremos um adversário bem estruturado que, seguramente, tem uma das melhores equipes do país, postulante ao título. A expectativa é fazer um bom jogo e adquirir mais ritmo para entrar nas melhores condições para a Superliga”, argumentou Sérgio.

A delegação do Voltaço retorna dos amistosos na quinta-feira, pois tem um importante compromisso no fim de semana, mas pelo Campeonato Estadual. Os Gigantes farão a semifinal da competição contra o Botafogo no sábado, às 19 horas, no Ginásio da 249, em Volta Redonda.

Divulgação 

(PAULISTA) Datas e horários das finais do Paulista são definidos

Sesi-SP e Medley/Campinas decidem o título o masculino (Foto: Cinara Piccolo)

O Departamento Técnico da Federação Paulista de Volleyball definiu nesta segunda-feira a tabela das finais do Campeonato Paulista Adulto da Divisão Especial, masculino e feminino. São dois confrontos de gigantes, com algumas das principais equipes do estado e do país, em partidas nas quais devem sobrar técnica e emoção. No masculino, Medley/Campinas e Sesi/SP decidem o titulo de 2011 do principal torneio regional do país, enquanto entre as mulheres, Vôlei Futuro e Sollys/Nestlé lutam pela conquista. Os dois confrontos serão em melhor de três e terão transmissão ao vivo pelo Canal SporTV.

Medley/Campinas e Sesi/SP chegam à decisão após terem eliminado BMG/São Bernardo e Vôlei Futuro, respectivamente, em dois jogos cada. O primeiro confronto da final será nesta quinta-feira, dia 1º de dezembro, às 18h30, no Ginásio do Taquaral, em Campinas, uma vez que o time do interior terminou a primeira fase na segunda colocação, enquanto o Sesi/SP foi o terceiro colocado. O jogo da volta será no dia 3, às 19h, no ginásio do Sesi Leopoldina, em São Paulo. Caso seja necessário, o terceiro e decisivo jogo será no dia 6, às 21h, outra vez em Campinas.

No feminino, o Vôlei Futuro passou pelo BMG/São Bernardo nas semifinais, enquanto o Sollys/Nestlé eliminou o Sesi/SP. Por ter feito a melhor campanha da fase classificatória, o representante de Araçatuba garantiu o direito de fazer o terceiro confronto em casa. O playoff final começa na sexta-feira, dia 2, às 21h, no Ginásio Plácido Rocha, em Araçatuba. O segundo confronto será no dia 5, segunda-feira, a partir das 18, no Ginásio Professor Liberatti, em Osasco. A terceira partida, caso seja necessária, será no dia 7, em Araçatuba.

Sollys/Nestlé e Vôlei Futuro decidem o título o feminino (Foto: Fábio Rubinato)

A tabela completa das finais da Divisão Especial é a seguintes:

Masculino
01/12 - 18h30 - Medley.Campinas x Sesi/SP - Campinas - Ginásio do Taquaral
03/12 - 19h - Sesi/SP x Medley/Campinas - São Paulo - Sesi Leopoldina
06/11 - 21h - Medley/Campinas x Sesi/SP - Campinas - Ginásio do Taquaral - se nec.

Feminino
02/12 - 21h - Vôlei Futuro x Sollys/Nestlé - Araçatuba - Ginásio Plácido Rocha
05/12 - 18h - Sollys/Nestlé x Vôlei Futuro - Osasco - Ginásio Professor José Liberatti
07/12 - 20h - Vôlei Futuro x Sollys/Nestlé - Araçatuba - Ginásio Plácido Rocha -se nec.

Divulgação

(COPA DO MUNDO) Brasil é superado por Cuba no tie-break

O Brasil sofreu a segunda derrota na Copa do Mundo (Foto: Divulgação/FIVB)

O Brasil enfrentou Cuba, que vinha de duas importantes vitórias na Copa do Mundo, sobre Sérvia e Itália, e acabou superado, no tie-break, com parciais de 25/17, 22/25, 23/25, 25/20 e 12/15, em 1h59 de jogo. O capitão Giba foi o maior pontuador do Brasil nesta SEGUNDA-FEIRA (28.11), com 21 acertos, enquanto o cubano Hernandez marcou 22 e foi eleito o melhor da partida.

A equipe brasileira não tem tempo para lamentar a derrota, já que volta à quadra nesta TERÇA-FEIRA (29.11), às 7h20 (horário de Brasília) para mais um jogo difícil, desta vez, contra a Sérvia. A partida, que terá transmissão do Sportv e do Esporte Interativo, será a última do Brasil na terceira fase. O jogo marcará a despedida da cidade de Hamamatsu, onde há a maior população brasileira no Japão.

Após a terceira fase, os brasileiros seguirão para Tóquio, onde jogarão contra Irã, Polônia e Japão e tentarão encerrar a participação na Copa do Mundo entre os três primeiros colocados e, assim, garantir a classificação para os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

Logo após o jogo de hoje, o técnico Bernardinho elogiou o desempenho da seleção brasileira.

“O time lutou e fez uma boa partida, de alto nível. Jogamos de uma forma correta. Só precisamos ter um pouco mais de atenção em algumas situações de dificuldades, com bolas ruins, para não enfrentar e conceder os pontos de bloqueios. Precisamos trabalhar um pouco mais a bola, tocar e deixar que eles também se atrapalhem um pouco mais”, comentou Bernardinho, que complementou.

“Foi um jogo muito igual. Fomos efetivamente um time. Depois dos jogos contra Rússia e Estados Unidos, essa foi a nossa melhor partida. Agora, temos que recuperar as energias para a partida decisiva de amanhã, contra a Sérvia”, disse o treinador do Brasil.

O ponteiro Giba também saiu de quadra satisfeito com a atuação do Brasil, embora não com o resultado.
“Sabemos que o jogo é sempre muito difícil contra Cuba. Sacamos muito bem no primeiro set e depois perdemos um pouco o tempo de bloqueio deles e eles acabaram começando a rodar bola. Mas foi uma partida bem jogada e em um 3 a 2 como esse não temos muito o que lamentar. O título fica difícil, mas sabemos que a classificação é o mais importante. Por isso, temos que continuar fazendo pontos”, disse o capitão brasileiro.

O ponteiro Murilo destacou a boa performance individual do cubano Hernandez.

“Uma das nossas preocupações era conseguir marcar o Hernandez. Tocamos em algumas bolas, mas, na maioria delas, infelizmente, ele conseguiu marcar o ponto”, comentou Murilo, que também falou sobre a diferença de rendimento do Brasil do primeiro set para os demais.

“No primeiro set o saque funcionou e eles jogaram com a recepção longe da rede o tempo todo, o que ajuda muito o nosso bloqueio, defesa e contra-ataque. Não conseguimos manter o mesmo nível de saque durante o jogo. Depois, demoramos para entrar no jogo de novo, o que foi acontecer só no quarto set. Já o tie-break foi igual e decidido nos detalhes”, concluiu Murilo.

OUTROS RESULTADOS DA 7ª RODADA:

Polônia 3 x 0 Estados Unidos (25/15, 25/20 e 25/18)
Irã 3 x 0 Egito (25/18, 25/21 e 25/15)
Argentina 0 x 3 Rússia (25/23, 25/22 e 25/19)
Sérvia 1 x 3 Itália (20/25, 18/25, 25/22 e 20/25)
Japão 3 x 0 China (25/23, 25/20 e 26/24)

Universo do Vôlei

(PAULISTA) Meninos do BMG/São Bernardo lamentam derrota e focam na Superliga

Bloqueio do BMG São Bernardo tenta parar ataque da Medley (Foto: July Stanzioni)

A segunda partida da semifinal do Paulista entre BMG/São Bernardo e Medley/Campinas foi recheada de emoção. Depois de sair perdendo o primeiro set, os donos da casa foram buscar o jogo. Estavam vencendo por 2 sets a 1, deixaram Campinas empatar em 2 a 2 e no tie break o time do ABC paulista acabou deixando escapar a vitória, perdendo por 3 sets a 2.

"Foi erro de jogo que fez a diferença e acaba comprometendo a partida toda. Nossa postura foi diferente do primeiro jogo. Tem que servir de lição esses jogos da semifinal. Temos que manter a postura e melhorar, ainda precisamos amadurecer em muitos aspectos, em especial na hora de decidir a partida", salientou o levantador e capitão Paulo Renan.

Já o oposto Renan Buiatti quer sua equipe melhor preparada para os desafios da Superliga. "Temos que melhorar muito mais, sabemos que cada um pode dar um pouco a mais e vamos com tudo nessa Superliga. Hoje erramos menos, mas nas horas decisivas ainda deixamos o erro acontecer", finalizou o camisa 14 que anotou 24 pontos nesta semifinal.

Divulgação

(PAULISTA) Na raça, Medley/Cam​pinas derrota o São Bernardo e está na decisão

Campineiros estão na final do Paulista (Foto: Cinara Piccolo

O Medley/Campinas está na decisão do Campeonato Paulista Masculino de Vôlei. Os comandados do técnico Cacá Bizzocchi venceram o BMG/São Bernardo por 3 a 2 (20/25; 25/20; 25/20; 27/25 e 15/11) nesta noite, no Ginásio Baetão, na cidade do ABC, e carimbaram passaporte para a final.


O adversário do Medley na disputa do ouro será o SESI-SP, que fechou a série melhor de três contra o Vôlei Futuro em 2 a 0 na última sexta-feira (25). O primeiro confronto entre Medley e SESI será na próxima quinta-feira (01), às 18h30, no Ginásio do Taquaral, em Campinas. Datas, horários e locais do segundo jogo e do terceiro, caso necessário, ainda não foram definidos. O time campineiro tem a vantagem de jogar duas partidas em casa, por ter feito melhor campanha na primeira fase do Estadual.

"Sabíamos que seria assim, complicado. Tivemos dificuldades durante a partida, oscilamos durante alguns momentos, mas o importante é que a equipe se encontrou no jogo e soube se recuperar nos momentos decisivos", analisou Cacá Bizzocchi.

"Foi uma classificação conquistada na raça. Estivemos em situações complicadas durante o jogo, mas na base da vontade conseguimos superar. Agora, é pensar no SESI-SP", comentou o líbero Lukinha. O ponta André Lukianetz foi o maior pontuador do Medley, com 27 pontos.

Divulgação

domingo, 27 de novembro de 2011

(COPA DO MUNDO) Brasil e Cuba se enfrentam nesta segunda-feira

Marlon aposta em jogo difícil (Foto: Divulgação/FIVB)

Jogadores e comissão técnica do Brasil afirmam que todos os adversários na Copa do Mundo são fortes. E a seleção brasileira masculina de vôlei enfrentará mais um deles na segunda rodada da terceira fase da competição. O confronto será contra Cuba, nesta SEGUNDA-FEIRA (28.11), às 4h, na Hamamatsu Arena. A partida terá transmissão da TV Globo e dos canais Sportv e Esporte Interativo.

O ponteiro João Paulo Bravo destaca que este será mais um jogo difícil e importante para que a seleção brasileira alcance a meta de terminar a competição entre os três primeiros colocados e, com isso, assegurar a vaga nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

“Partida entre Brasil e Cuba sempre tem uma rivalidade muito grande. E esse vai ser mais um jogo complicado no nosso caminho. Se quisermos atingir o nosso objetivo, que é a classificação para Londres, temos que vencer todo e qualquer adversário, inclusive Cuba”, disse Bravo.

Na opinião do levantador Marlon, os cubanos formam uma boa equipe, que tem tudo para dar trabalho ao time brasileiro.

“Cuba sempre tem um time forte e disposto a ganhar da gente. Se existe algum ponto que pode ser considerado como vantagem do Brasil é o respeito que os cubanos têm pela seleção brasileira. Em algumas ocasiões, sentimos isso em momentos de decisões de sets, mas sabemos que não é possível contar com isso”, comentou o levantador brasileiro.

Depois de Argentina e Cuba, o Brasil ainda enfrentará a Sérvia nesta terceira fase da Copa do Mundo. A última etapa será em Tóquio, onde a seleção comandada pelo técnico Bernardinho jogará contra Irã, Polônia e Japão.

OUTROS JOGOS DA 7ª RODADA:

Grupo A
Irã x Egito, às 0h
Polônia x Estados Unidos, às 4h
Japão x China, às 7h20

Grupo B
Argentina x Rússia, às 0h
Sérvia x Itália, às 7h20

Divulgação

(OUTROS) Após conquista do estadual juvenil, Felipe Stahelin quer também o título do Metropolit​ano para o Vivo/Minas

Uma semana depois de conquistar o Campeonato Mineiro Juvenil de Vôlei, o Vivo/Minas busca nesta segunda-feira mais um título. O time do levantador Felipe Stahelin enfrenta o Sada Cruzeiro, na decisão do Campeonato Metropolitano da categoria.

“A conquista do estadual, em que ganhamos do Cruzeiro, foi muito comemorada. Mas queremos mais e trabalhamos duro durante toda a semana para levantar também a taça do Metropolitano”, declarou o jovem atleta de 19 anos de idade e com diversas convocações para a seleção brasileira juvenil.

Divulgação

(MINEIRO) Sada/Cruze​iro despacha Olympico e faz final com o Vivo/Minas

Cruzeirenses conquistaram vaga na decisão do Mineiro 2011 (Foto: Havar Comunicação)

Em partida realizada neste domingo, 27, o Sada/Cruzeiro levou a melhor sobre o Olympico/MartMinas. Com placar de 3 sets a 1, com parciais de 25/21, 25/27, 25/19 e 25/18, a equipe celeste garantiu vaga para a disputa da grande final do Campeonato Mineiro contra o Vivo/Minas.

Para Marcelo Mendez, comandante do Sada/Cruzeiro, sua equipe apresentou um bom jogo, mas precisar ser mais regular. “Jogamos bem e estamos classificados. Tivemos um bom poder de ataque e nosso bloqueio foi muito bem, mas em alguns sets jogamos muito bem e em outros nem tanto. Precisamos achar a regularidade e oscilar menos”, disse o argentino.

Maior pontuador do Sada/Cruzeiro, com 17 pontos, o central Rogério credita a vitória ao bom trabalho feito por toda a equipe. “Fizemos uma boa partida e fomos bem em quase todos os fundamentos. Vacilamos no segundo set, por conta do nervosismo, mas conseguimos apresentar um bom jogo e ir para a final”, conta o central.

André Donegá, treinador do Olympico/MartMinas, acredita que sua equipe foi muito bem, apesar da derrota. “Enfrentamos um adversário muito complicado. Mas jogamos bem e viemos focados. Durante toda a temporada estamos fazendo um bom trabalho e queríamos ir à final. Infelizmente, não deu. Vamos nos preparar para entrar mais fortes para a Superliga”, conclui o treinador.

O ponta tricolor, Evandro, saiu chateado com a derrota. “Viemos em busca da classificação para a final. O tempo inteiro nos preparamos pensando na decisão. Gostaríamos de ir à final e treinamos intensamente para isso. Fica a frustração, até porque fizemos um bom jogo. Perdemos para o favorito”, finaliza o camisa 18.

FINAL

A grande decisão do Campeonato Mineiro Masculino será no dia 3 de dezembro, sábado, às 9h. A partida será realizada no ginásio Poliesportivo do Riacho, em Contagem, casa do Sada/Cruzeiro. A equipe celeste receberá o Vivo/Minas, que teve a terceira melhor campanha na fase classificatória e venceu o BMG/Montes Claros na semifinal, por 3 sets a 1. A final será transmitida pela TV Alterosa e o Portal Uai.

Divulgação