Páginas

terça-feira, 30 de novembro de 2010

(SUPERLIGA) Rodrigão busca reabilitação do Pinheiros/Sky na Superliga

Após a turnê da semana passada por Santa Catarina, em que venceu o Soya/Blumenau por 3 a 0 e foi derrotado por 3 a 2 pela atual campeã Cimed, o Pinheiros/Sky volta a jogar pela Superliga Masculina de Vôlei nesta quinta-feira. O adversário será a Fátima/Medquímica/Sogipa, em confronto marcado para o ginásio do Esporte Clube Pinheiros, na Capital.

De acordo com o meio de rede Rodrigão, o objetivo da equipe é voltar a vencer para se reabilitar na competição. “Fizemos duas excelentes apresentações na semana passada em Santa Catarina, mas no sábado acabamos perdendo para a Cimed no tie break. Na quinta-feira, jogando com o apoio de nossa torcida, vamos lutar para conquistar um resultado positivo para aproximar o Pinheiros/Sky das primeiras colocações”, disse o central tricampeão mundial pela seleção.

Com seis pontos ganhos em quatro jogos, o time paulista inicia a rodada na 7ª colocação da Superliga, enquanto a Fátima/Medquímica/Sogipa aparece em 12º lugar com cinco pontos. A liderança pertence ao BMG/Montes Claros, com 12 pontos em seis partidas disputadas.

Divulgação / Foto: Divulgação

(SUPERLIGA) Sogipa se prepara para longa sequência de jogos fora de casa

Sogipa encara sequência de jogos fora de casa (Foto: Divulgação)

A Fátima/Medquímica/Sogipa prepara-se para pôr o pé na estrada e passar um mês inteiro jogando fora de casa. Serão seis compromissos seguidos fora de seus domínios. A próxima partida é contra o Pinheiros/Sky, na próxima quinta-feira, 2 de dezembro.

Depois de derrotar os craques do Vôlei Futuro no último sábado, 27 de novembro, os sogipanos preparam-se para mais uma pedreira. O Pinheiros conta com os selecionáveis Rodrigão, Gustavo e Marcelinho, além do multicampeão Giba.

Os paulistas têm duas vitórias e duas derrotas na competição. Já a equipe gaúcha espera embalar e emplacar a segunda vitória seguida. A Fátima/Medquímica/Sogipa voltará a atuar em casa somente no dia 6 de janeiro, portanto, terá de conseguir bons resultados longe do apoio da torcida.

“Os nossos dois próximos jogos (Pinheiros e Sesi) são muito difíceis. Mas nós esperamos voltar para cá em janeiro com bons resultados. Afinal, depois enfrentamos quatro adversários diretos (Londrina, Santo André, Volta Redonda e Blumenau) e nós temos que vencer”, disse o meio de rede Thiagão.

Divulgação

(SUPERLIGA) Sanca aposta na experiência de Dayse e Ciça para temporada 10/11

São Caetano estreia em casa contra a Unilever (Foto: Préu Leão)

Terceiro lugar na última edição da Superliga, a equipe do São Caetano passou por uma reformulação. Além de Mari e Sheilla, o time perdeu a também campeã olímpica Fofão e a cubana tri-campeã olímpica Regla Bell. O clube manteve apenas sete jogadoras no grupo. Entre as remanescentes, destaque para a ponteira Dayse, campeã mundial juvenil em 2003.

Técnico do clube paulista, Hairton Cabral assumiu a equipe nesta temporada. O treinador comentou o novo perfil do time. “Passamos por uma reformulação profunda. Perdemos o patrocinador e, com ele, jogadoras com nível de seleção brasileira. Agora estamos investindo em um time jovem. Vamos utilizar esta temporada para dar experiência ao grupo. Temos algumas atletas mais experientes, como a Dayse e a Ciça, que darão sustentação à equipe”, afirmou Cabral, que analisou o adversário da estreia.

“A Unilever é uma equipe muito forte. Tem uma excelente recepção, ótima distribuição de jogo e diferentes opções de ataque. É um time com equilíbrio entre todos os fundamentos”, completou o treinador do São Caetano.

Divulgação

(SUPERLIGA) Sheilla estreia contra ex-clube

Depois de duas temporadas no São Caetano – equipe pela qual conquistou duas medalhas de bronze na Superliga Feminina de Vôlei -, a oposto campeã olímpica e vice do Mundial, Sheilla, assinou com a Unilever, equipe comandada pelo técnico Bernardinho. E a estreia do time carioca na edição 10/11 da maior competição entre clubes do Brasil será justamente contra o antigo clube da jogadora. Nesta TERÇA-FEIRA (30.11), o São Caetano receberá a Unilever a partir das 21h, no ginásio Milton Feijão, em São Caetano do Sul (SP). A partida terá transmissão ao vivo do canal Sportv.

“Isso faz parte do esporte. Joguei pelo São Caetano nas últimas temporadas e hoje defendo a Unilever. Enfrentar um ex-clube é uma situação normal. Além disso, o São Caetano foi completamente reformulado. Poucas jogadoras permaneceram no time”, contou Sheilla.

A oposto espera começar a Superliga com o pé direito. “Tomara que a nossa estreia seja com vitória. Ainda vamos estudar a equipe do São Caetano. Jogar pela Unilever é a realização de um sonho. Espero que possamos fazer uma ótima temporada”, revelou a animada atacante.

Depois de defender a seleção brasileira na conquista da medalha de prata do Campeonato Mundial, Sheilla se apresentou a Unilever há pouco mais de uma semana. A jogadora falou sobre a motivação por trabalhar com Bernardinho e defender a camisa do clube carioca, hexacampeão da Superliga e medalha de prata na última edição do campeonato.

“O Bernardo é um dos melhores profissionais do mundo e tenho muito para aprender com ele. No primeiro treino, as meninas perguntaram se eu conseguia entender o que ele estava dizendo em quadra, pois ele fala rápido. Entendi perfeitamente, pois também falo muito rápido desde pequena. A Unilever está entre as melhores equipes do Brasil, totalmente consolidada e com uma estrutura invejável. Esta, talvez, seja a edição mais equilibrada da Superliga. Os talentos estão bem distribuídos pelos times. Mas estou muito motivada. Sempre foi um desejo pessoal jogar na Unilever. Quero ser campeã e vou fazer de tudo para chegar à final”, disse.

Além de Sheilla, outra que deixou o São Caetano e transferiu-se para a Unilever foi a ponteira Mari. A jogadora, no entanto, só estreará pela equipe carioca na reta final da Superliga. Mari passou por uma cirurgia para reconstituição do ligamento cruzado do joelho direito e deve voltar às quadras em março.

Divulgação

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

(PAULISTA) Horário do 2° jogo da final do paulista é alterado

A pedido da Federação Paulista de Voleibol foi alterado o horário do segundo jogo da grande final do Campeonato Paulista Feminino 2010 entre Vôlei Futuro e Pinheiros/Mackenzie, confira abaixo a informação correta e atualizada:

Evento:

Final do Campeonato Paulista Feminino – segundo jogo da série melhor de três

Vôlei Futuro x Pinheiros/Makenzie
Data: 04/12/2010 (sábado)
Horário: 19:30hs
Local: Ginásio Plácido Rocha (Araçatuba)

Divulgação

(SUPERLIGA) Pinheiros/Sky x Sogipa: Horário alterado

Após realizar duas partidas em Santa Catarina, o Pinheiros/SKY volta a jogar no Ginásio Poliesportivo do Clube, em São Paulo (SP), na próxima quinta-feira (02/12), quando enfrenta o Fátima/Medquímica/Sogipa. A partida, que estava previamente marcada para acontecer a partir das 20h30, teve o seu horário alterado. As equipes iniciarão o confronto, válido pela temporada 2010/11 da Superliga, às 16h00.

A alteração de horário foi decorrente da classificação do Pinheiros/Mackenzie para a final do Campeonato Paulista de Vôlei Feminino. Com a liderança ao final da primeira colocação, a equipe avançou à decisão com a vantagem do mando de quadra e enfrentará o Vôlei Futuro na própria quinta-feira (02/12), a partir das 20h00. O jogo também acontece no Ginásio Poliesportivo do Clube.

Divulgação / Foto: Divulgação

(SUPERLIGA) Sada/Cruzeiro faz dois jogos em Contagem pela Superliga

Para alegria da torcida cruzeirense da região metropolitana o Sada/Cruzeiro vai disputar em Contagem-MG, as próximas duas partidas da Superliga Masculina de Vôlei 2010/11. O primeiro jogo será nesta quinta-feira, 2, às 19h30, contra o São Caetano Tamoyo, no Ginásio Poliesportivo do Riacho (rua Rio Paraopeba, 1200, Riacho das Pedras). Em seguida, no mesmo local, o time celeste enfrentará o BMG São Bernardo, no sábado, 4, às 19h.

Os ingressos para cada jogo custam R$4,00 inteira e R$2,00 a meia entrada, e estarão à venda a partir desta quarta-feira nas bilheterias do Poliesportivo, de 9h às 18h, e também na Sede Administrativa do Cruzeiro (rua Timbiras, 2903, Barro Preto-BH).

É a segunda vez que o Sada Cruzeiro jogará em Contagem pela Superliga. Em dezembro do ano passado os cruzeirenses bateram o Santo André por 3 a 0.

“A torcida do Sada Cruzeiro é muito grande e temos que tentar atender o máximo possível de torcedores. Agora o pessoal que acompanha a equipe em Belo Horizonte vai poder assistir a estes jogos. E a torcida de Contagem e Betim também. Para nós é bom jogar um pouco mais perto e espero que os torcedores lotem o ginásio e nos ajudem a buscar as vitórias”, afirmou o ponteiro Samuel Fuchs.

Divulgação / Foto: Divulgação

(SUPERLIGA) Oposto Bob, da Cimed, é o jogador com mais pontos de ataque na Superliga

Após a realização das primeiras rodadas da Superliga Masculina de Vôlei, os primeiros destaques individuais começam a despontar. Um deles é Bob, da Cimed, atleta com o maior número de pontos de ataque na competição, com 71 acertos.

Como sua equipe disputou cinco jogos até agora, o oposto apresenta a expressiva média de 14,2 pontos no fundamento por partida. “Em uma competição tão equilibrada como a Superliga, ter essa média é um dado bem positivo, até porque já enfrentamos adversários de qualidade, como o Sesi, o Pinheiros/Sky e o Medley/Campinas”, comemorou Bob.

De acordo as estatísticas disponibilizadas no site oficial da CBV, o camisa 2 da Cimed soma 78 pontos na Superliga, já que anotou também três de bloqueio e outros quatro de saque.

No geral, Bob ocupa o terceiro lugar entre os maiores pontuadores da competição, sendo superado apenas por Wallace, do Sada Cruzeiro, e por Leandrão, do BMG/Montes Claros, ambos opostos e que já assinalaram 82 pontos cada.

Divulgação / Foto: Divulgação

(SUPERLIGA) Tudo pronto para a estreia da Unilever na superliga 2010/11

A Unilever estreia nesta terça-feira (30/11) na temporada 2010/2011 da Superliga Feminina de Vôlei. O jogo da 1ª rodada do turno da competição, contra o São Caetano, será às 21 horas, no ginásio Lauro Gomes, com transmissão ao vivo do canal SporTV. Nas cinco primeiras rodadas, o time do técnico Bernardinho jogará fora de casa. A Unilever, que ficou com o vice-campeonato na temporada passada, busca o sétimo título na Superliga. Já São Caetano terminou em terceiro na última edição - sua melhor colocação foi o segundo lugar em 1996/97.

O jogo contra o São Caetano marca a estreia oficial de Sheilla, campeã olímpica (Pequim/2008), na Unilever. A oposta se junta a outras estrelas da equipe, entre elas a líbero Fabi e a levantadora Dani Lins, que já estavam com o grupo, e a meio-de-rede Valeskinha, que volta a defender um clube nacional após três temporadas no exterior. A estreia de Sheilla estava marcada para a final do Campeonato Carioca, entre Unilever e Macaé, no último dia 25, mas a decisão foi adiada para o dia 22 de dezembro em razão dos problemas de violência no Rio de Janeiro. Neste fase inicial da Superliga, a equipe estará desfalcada da ponteira Mari, outra contratação para a temporada, que segue em recuperação de cirurgia no joelho direito.

Em busca da primeira vitória na competição e com um elenco renovado, o técnico Bernardinho sabe que terá um adversário com mais ritmo de jogo do que sua equipe, que está treinando completa há apenas dez dias, quando se juntaram ao grupo as jogadoras da seleção brasileira que disputaram o Campeonato Mundial do Japão: Fabi, Sheilla, Dani Lins e Carol Gattaz.

"É uma estreia fora de casa, diante de um time que também se renovou, mas está em ritmo de competição. São Caetano, teoricamente, tem uma equipe menos forte do que na temporada passada, já que perdeu a Mari, a Sheilla e a Juciely, todas atuais jogadoras da Unilever. Mas é um adversário tradicional e merece todo o nosso respeito. Vamos entrar com cautela e, pouco a pouco, ir ajustando o time em quadra. O entrosamento virá com o decorrer dos jogos", comenta o técnico Bernardo Rezende.

Para a oposta Sheilla, a atual edição da Superliga deverá ser a mais disputada de todos os tempos. "Muitas equipes, como é o caso da Unilever e do São Caetano, se renovaram. Os talentos estão bem distribuídos pelos times", avalia. "Espero começar a temporada bem, estou um pouco ansiosa para a estreia. Acho que é normal, afinal era para eu ter estreado na semana passada, na final do Carioca. Agora é estudar bem o São Caetano e entrar o mais preparada possível", diz a atacante.

A levantadora Dani Lins observa que toda estreia normalmente envolve nervosismo e ansiedade. "O primeiro set é sempre o mais complicado. Depois, o jogo começa a fluir. Particularmente, tenho o desafio de me entrosar com algumas atletas com quem nunca joguei antes, como a Valeskinha e a Juciely."

A meio-de-rede Valeskinha, que já conquistou dois títulos nacionais pela Unilever nas temporadas 1997/1998 e 1999/2000, concorda com a companheira de time. "Estreia é sempre tensa. Mas, depois que o juiz apita, tudo começa a melhorar. Acompanhei pouco os jogos do Campeonato Paulista, pois eram na hora dos nossos treinamentos. Conheço pouco o jogo do São Caetano. Mas vamos ver vídeos e entrar o mais preparadas possível", diz a capitã, também campeã olímpica em Pequim.

Para a 17ª edição da Superliga, o técnico Bernardinho conta com 16 jogadoras contratadas: as levantadoras Dani Lins e Roberta; as líberos Fabi e Juliana Perdigão (Juju); as meios-de-rede Valeskinha, Juciely, Carol Gattaz, Dani Oliveira e Mara; as ponteiras Mari, Regiane, Suelle, Amanda e Carolina; e as opostas Sheilla e Juliana Nogueira.

Jogos no Marcanãzinho

No turno, o time fará dois jogos no Maracanãzinho, em janeiro de 2011: no dia 27, contra o Pinheiros/Mackenzie, e no dia 29, com o Sollys/Osasco. Mas ainda jogará no Maracanãzinho contra o Volêi Futuro, o Banana Boat/Praia Clube, o Usiminas/Minas e o Mackenzie/Minas e todos os jogos dos playoffs.

Divulgação / Fotos: Divulgação

(SUPERLIGA) Após derrota, Soya/Blumenau se prepara para dois jogos em casa

Catarinenses seguem sem vencer na Superliga (Foto: Divulgação)

O Soya/Blumenau/Mart/Plus começa uma nova fase na Superliga e só pensa na vitória nos dois próximos compromissos pela Superliga. Na derrota para o Sesi, no último sábado, no Galegão, por 3 a 0 (25/14, 25/17 e 25/13), o bloqueio blumenauense foi o destaque, fazendo cinco pontos. Blumenau ocupa a 13ª colocação com quatro pontos.

Os dois próximos compromissos de Blumenau: quinta, dia 2 de dezembro, 20 horas, contra o Santo André/Spread; e no sábado, 19 horas, diante do Londrina/Sercomtel, ocorrerão no ginásio da Escola Barão do Rio Branco.

Ingressos e pontos de venda alterados - Excepcionalmente, nestes dois jogos, o preço do ingresso será de R$ 10,00 e os pontos de venda foram alterados. A partir desta segunda-feira, eles já estarão disponíveis para compra junto a Escola Barão do Rio Branco, na Blubel Esportes (rua XV), na Domini Pizzas (Angeloni da Velha) e na agência da Blucredi da Vila Germânica.

Divulgação

(RUSSO) Dinamo Krasnodar de Fofinha bate Zarechie de Walewska

Dinamo Krasnodar de Fofinha segue invicto no Russo

Pela terceira rodada do Campeonato russo feminino de volei 2010/11 o clássico entre brasileiras foi a atração da rodada. De um lado, o Dinamo Krasnodar da ponteira Fofinha recebeu o atual campeão russo Zarechie Odintsovo da central campeã olímpica Walewska e fez valer seu mando de campo.

O Dinamo precisou de 1h15 para vencer o Zarechie por 3 sets a 0 (25-22, 25-23, 25-17) mantendo a invencibilidade e a vice-liderança do campeonato com 9 pontos. O Zarechie ocupa a oitava colocação com 2 pontos. Fofinha e Walewska marcaram 8 pontos na partida.

O próximo compromisso do Dinamo Krasnodar é contra, o também invicto, Dinamo Moscou das jogadoras Costagrande, Godina, Goncharova e Gioli. Já o Zarechie recebe, em Odintsovo, o Uralochka.

Confira os outros resultados da 3ª rodada:

Uralochka-NTMK 3x0 Proton Balakovo
Dinamo MOscou 3x0 Fakel New Urengoy
Omichka Omsk 3x0 Leningradka
Avtodor-Metar 3x0 Samorodok

30/11 - Dinamo Kazan x Dinamo Yantar

Universo do Vôlei / Foto: Divulgação

domingo, 28 de novembro de 2010

(ITALIANO) Fernandinha comanda vitória do Modena na estreia do Italiano

 
Levantadora Fernandinha tenta bloquear a atacante do Perugia (Foto: Divulgação)

Teve início ontem (27/11) a Lega Pallavolo serie A Femminile, a Liga Italiana de voleibol feminino, com a partida antecipada entre a atual tri-campeã, Scavolini Pesaro, e o Riso Scotti Pavia que terminou com a vitória do time de Pesaro por 3 sets a 1.

Complementando a primeira rodada, mais cinco partidas aconteceram neste domingo. O recém promovido, LIU•JO Volley Modena, da levantadora brasileira Fernandinha estreou com o pé direito. E com grande atuação da brasileira, o Modena bateu, em casa, o Despar Perugia por 3 sets a 0 (25-23, 25-23 e 25-18) em 1h15. Fernandinha marcou 4 pontos no confronto (1 ataque e 3 saques). O próximo compromisso do Modena é contra o Bergamo no domingo (05/12).

Renatinha e Jaline estreiam com derrota

Com o elenco mais "abrasileiradado" do campeonato italiano, o Urbino Volley, das atacantes Renatinha e Jaline, foi derrotado na estreia da competição. Contra o forte MC-Carnaghi Villa Cortese das atacantes Aguero, Aurea Cruz e Hodge o Urbino perdeu por 3 sets a 1 (25-17, 25-21, 22-25, 25-20) em 1h42.

Aguero foi a maior pontuadora da partida com 17 pontos. Renatinha marcou 7 pontos e Jaline 1. No próximo domingo, as brasileiras buscam a reabilitação diante do Novara.

Confira os outros resultados da 1ª rodada:

Scavolini Pesaro 3 x 1 Riso Scotti Pavia
Spes Conegliano 3 x 2 Norda Foppapedretti Bergamo
Florens Castellana Grotte 0 x 3 Yamamay Busto Arsizio
Asystel Volley Novara 2 x 3 Rebecchi Nordmeccanica Piacenza

Universo do Vôlei

(ITALIANO) Trentino de Rapha e Riad vence e segue na liderança

Raphael vibra com mais uma vitória do Trentino (Foto: Divulgação)

Jogando em casa, o atual vice-campeão italiano Itas Diatec Trentino dos brasileiros Raphael e Riad não encontrou dificuldades para vencer o Valentia por 3 sets a 0. Empurrado pelos 3 mil torcedores que compareceram ao ginásio em Trento, o time dos brasileiros aplicaram as parciais de 25-19, 25-18 e 25-23 em 1h16 de partida.

Com o sexto triunfo em seis jogos, o Trentino segue na ponta da tabela com 17 pontos. O búlgaro Matey Kaziyski foi o maior pontuador do confronto com 18 acertos e o melhor jogador da partida. Raphael marcou um ponto na partida. Já Riad não entrou na partida. Pelo Valentia, Simeonov marcou 13 pontos.

Lorena marca 19 pontos mais não impede 4ª derrota do San Giustino

O maior pontuador e melhor sacador da superliga masculina 2009/10, o oposto Lorena, soma sua quarta derrota com o RPA-LuigiBacchi.it San Giustino. Nem os 19 pontos (18 ataques e 1 bloqueio) marcados pelo brasileiro neste domingo foram capazes de evitar a derrota, de virada, para o M. Roma Volley por 3 sets a 1 (15-25, 25-21, 25-15 e 25-12) com duração de 1h36, em partida realizada em Roma. Com o revés, a equipe do oposto brasileiro caiu para 11ª colocação com 6 pontos.

Castellana Grotte, do ponteiro Bob, perde mais uma e segue mal no Italiano

Jogando em Macerata neste domingo, o BCC-NEP Castellana Grotte do ponteiro Bob (ex-Sada/Cruzeiro) perdeu mais uma no italiano. Contra o vice-líder da competição, o Lube Banca Marche Macerata, o time do brasileiro perdeu por 3 sets a 0 (26-24, 25-20 e 25-18) e acumulou sua quinta derrota amargando a 13ª colocação. Bob marcou 5 pontos no confronto (2 ataques, 2 saques e 1 bloqueio)

Confira os outros resultados da 6ª rodada:

Bre Banca Lannutti Cuneo 3 x 0 Casa Modena
Sisley Treviso 1 x 3 Acqua Paradiso Monza Brianza
Copra Morpho Piacenza 3 x 0 Yoga Forlì
Andreoli Latina 3 x 2 Marmi Lanza Verona

Confira a classificação

Universo do Vôlei

(TURCO) Fenerbahce de Zé Roberto e Fofão vence a segunda no tuco

Fenerbahce conta com Fofão e Zé Roberto (Foto: Divulgação)

Com Fofão, Skowronska e Fürst o estrelado time do Fenerbahce dirigido pelo técnico José Roberto Guimarães conseguiu a segunda vitória e a liderança no campeonato turco.

Com vitória tranquila sobre o Besiktas, o time da casa precisou de 64 minutos para aplicar as parciais de 25-18, 25-11 e 25-16 liquidando a partida em 3 sets a 0. Com 19 e 18 pontos, respectivamente, as atacantes do Fenerbahce Seda e Skowronska foram as maiores pontuadoras da partida.

Conforme o regulamento do campeonato turco que só permite três estrangeiras entre as doze relacionadas para à partida, Zé Roberto optou por Fofão, Skowronska e Fürst deixando Sokolova e a ponteira croata Osmokrovic, que se recupera de uma lesão no ombro, de fora da partida.

Ponteira Érika machuca joelho e passará por artroscopia 

A ponteira Érika não esteve presente na primeira vitória de seu time, Galatasaray, sobre o Karsiyaka por 3 sets a 0 (13-25, 12-25 e 19-25) na tarde de hoje. Ontem (27/11) a ponteira brasileira sofreu um rompimento do ligamento lateral do joelho e passará por uma artroscopia nas próximas semanas. A jogadora deve voltar as quadras dentro de quatro a cinco semanas.

Universo do Vôlei

(SUPERLIGA) "Não podemos facilitar para os adversários, diz Kátia após derrota

Meninas do São Bernardo foram superadas em casa pelo Macaé (Foto: Divulgação)

Na estreia da Superliga 2010/2011, a equipe feminina do BMG/São Bernardo perdeu para o time do Macaé, do Rio de Janeiro, por 3 sets a 2.

“Hoje deixamos o jogo complicar por nós mesmas. Isso não é desculpa, mas estamos vindo de dois jogos muito fortes da semifinal do Paulista contra Araçatuba e isso acabou influenciando de um modo geral. Porem sabemos que não podemos facilitar os jogos para os adversários”, avaliou a capitã e levantadora da equipe, Kátia.

O treinador também fez referência à grande sequencia de jogos da sua equipe na temporada, porém ressaltou que nesta Superliga é preciso ficar ligado mais do que 100%. “A Superliga não terá jogo sem ser equilibrado, porém hoje não começamos a partida bem e isso influenciou no placar diante do Macaé. Achamos sempre que iria dar, iria dar, mas no fim vimos que o primeiro set foi decisivo para hoje”, declarou Zé Alexadre.

Próximo Jogo – Outra equipe carioca. Na próxima sexta-feira, dia 03 de Dezembro, às 21h no Ginásio do Baetão, as meninas do BMG/São Bernardo encaram o Unilever.

Divulgação

(SUPERLIGA) Sollys/Osasco e Macaé se dão bem na estreia

Após revés no Paulista, Sollys estreia com vitória na Superliga (Foto: Divulgação)

Sollys/Osasco, atual campeão, e Macaé Sports venceram seus jogos de estreia na Superliga Feminina de vôlei 10/11. Na manhã deste DOMINGO (28.11), o Sollys/Osasco venceu o Brusque, no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP), por 3 sets a 0, com parciais de 25/17, 25/17 e 25/20, em 1h05. Em São Bernardo, no ABC paulista, o Macaé Sports surpreendeu o time da casa, o BMG/São Bernardo, ganhando por 3 a 2 (25/23, 23/25, 25/23, 22/25 e 15/10), após 2h14 de partida.

Um dia depois de perder a vaga na decisão do Campeonato Paulista, o Sollys/Osasco entrou com força máxima para a estreia na Superliga 10/11. Natália foi a maior pontuadora na vitória sobre o Brusque, com 16 pontos, e ainda foi eleita melhor jogadora da partida, levando para casa o troféu VivaVôlei.

“Apesar de o grupo ter ficado chateado pela eliminação no Paulista, deixamos isso para trás. Perdeu, perdeu, e agora é pensar na Superliga e no Mundial de Clubes. Apesar do cansaço, entramos em quadra dispostas e determinadas a vencer. E esse é o objetivo sempre”, ressalta Natália.

No outro jogo, a maior pontuadora foi a ponteira Thaisinha, do BMG/São Bernardo, com 31 pontos, sendo 28 de ataque, dois de bloqueio e um de saque. O troféu VivaVôlei de melhor atleta em quadra foi entregue a Fê Ísis, do Macaé Sports. A jogadora do time do Rio de Janeiro marcou 16 vezes na partida.

O próximo confronto desta rodada acontecerá nesta TERÇA (30.11), em São Caetano do Sul (SP), onde o time da casa receberá a Unilever (RJ), no ginásio Lauro Gomes, a partir das 21 horas. O canal Sportv transmitirá a partida ao vivo.

Divulgação

(SUPERLIGA) Jogadores do São Caetano lamentam nova derrota

"O time deles soube bloqueas nossas estratégias", diz Gestich

Jogando na casa do adversário, o São Caetano/Tamoyo foi derrotado pelo BMG/Montes Claros. Agora o time do ABC paulista volta suas atenções para o próximo desafio, o Sada/Cruzeiro no dia 02 de dezembro, às 19h30 pela 7ª rodada.

Apesar do equilíbrio no jogo durante os sets, os donos da casa souberam explorar o erro do time do ABC paulista, mantendo a invencibilidade no torneio. “O time deles soube bloquear nossas estratégias, jogamos bem, porém nos momentos decisivos eles foram mais eficientes”, alertou o oposto Gestich.

O atleta ainda reforça que neste início de Superliga é preciso melhorar alguns fundamentos. “Temos que ter mais regularidade e agressividade em nosso saque, além disso aproveitar os contra-ataques com equipes fortes é fundamental”.

Gestich antes da partida prometeu que faria novo ace e fez. “Pois é, as coisas estão funcionando nesse sentido e isso vai me dando confiança jogo após jogo”, declarou o jogador que tem média de um ace por partida desde o início de temporada.

Para o central João Dias, além do saque, o passe da equipe de São Caetano também precisa entrar. “É importante que as bolas cheguem redonda para que o levantador possa fazer um jogo perfeito. Nosso contra-ataque também merece atenção, pois não estamos conseguindo pontuar nesse fundamento com freqüência”, avisou.

Com início de Superliga atípico, João Dias acredita em uma vitória na próxima rodada. “Esse início está sendo tenso, pois deixamos escapar vitórias que tínhamos chance de sair com elas em nossas mãos. Mas vamos jogando jogo a jogo, entrando em quadra com confiança e determinação que a vitoria chegará”, finalizou.

Divulgação / Foto: Reprodução Twitter

(SUPERLIGA) Central Roberto celebra primeira vitória da Sogipa na Superliga

A vitória da Fátima/Medquímica/Sogipa sobre o Vôlei Futuro por 3 sets a 2, em partida disputada na noite deste sábado em Porto Alegre foi bastante comemorada pelo meio de rede Roberto. O triunfo foi o primeiro da equipe gaúcha na Superliga, após amargar derrotas em seus três compromissos anteriores.

“Já estávamos com essa situação entalada na garganta. Mesmo assim, não desanimamos em momento algum, pois sempre confiamos na qualidade de nosso grupo. Felizmente, nosso esforço foi recompensado com uma vitória diante de um dos times apontados como favoritos ao título da competição”, destacou Roberto.

A Fátima/Medquímica/Sogipa volta a jogar na próxima quinta-feira, quando terá mais um “osso duro” pela frente: o Pinheiros/Sky, em confronto marcado para o ginásio do Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo.

Divulgação

(SUPERLIGA) André Nascimento e Russell são destaques na vitória do Vivo/Minas

Norte-americano foi o melhor jogador da partida (Foto: Divulgação)

Com quatro pontos de bloqueio e três de saque, o meio de rede norte-americano, Russell Holmes, foi considerado o melhor jogador em quadra na vitória do Vivo/Minas sobre o Santo André/Spread por 3 a 0 (25/19, 25/17 e 25/21). O jogo teve a duração de 1h12 e foi disputado na manhã deste DOMINGO (28.11), na cidade da região do ABC paulista, no complemento da sexta rodada do turno da Superliga Masculina 10/11.

Por sua excelente atuação, Russell ganhou o troféu VivaVôlei. O oposto André Nascimento, também do time mineiro, foi o maior pontuador da partida, com 15 pontos, sendo 13 de ataque, um de bloqueio e um de saque.

E foi no saque, que a equipe do Vivo/Minas assegurou sua segunda vitória na Superliga 10/11 em cinco jogos. Foram sete pontos obtidos neste fundamento, contra apenas dois do Santo André/Spread. O time paulista ainda cedeu quase o dobro de pontos em erros para o adversário em todo o jogo: 23 contra 12.

O próximo compromisso do Vivo/Minas na Superliga 10/11 será nesta QUINTA (02.12), em Belo Horizonte, onde receberá o BMG/São Bernardo (SP). No mesmo dia, o Santo André/Spread vai à cidade catarinense de Blumenau jogar contra o Soya/Blumenau/Mart Plus.

SANTO ANDRÉ/SPREAD – Bernardo, Alan, Matheus, Paulão, Rudi e Orlando. Líbero – Rodolfo
Entraram – Gaúcho, Juarez, Alemão e Jonathan

VIVO/MINAS – Marlon, André Nascimento, Henrique, Russell, Ezinho e Diogo. Líbero – Tiago Brendle
Entraram – Índio, Sérgio, Otávio e Edinho


Divulgação

(JAPONÊS) Garay e Elisângela estreiam com vitória

Camisa 12, Fernanda Garay estreou com vitória (Foto: Divulgação)


Teve iníco ontem (27/11) a V-League, a Liga Japonesa de Voleibol, que reuni oito equipes entre elas o NEC Red Rockets da ponteira vice-campeã mundial Fernanda Garay e o Hisamitsu Spring da oposta medalhista de bronze em Sydney (00), Elisângela.

E as brasileiras começaram com o pé direito na competição. Fora de casa, o NEC enfrentou o Okayama Seagulls e venceu por 3 sets a 0 (26-28, 18-25 e 30-32) com 18 pontos da ponteira Fernanda Garay, maior pontuadora da partida.

Já o Hisamitsu de Elisângela não teve moleza na estreia. De virada, o time da brasileira venceu por 3 sets a 2 (23/25, 25/21, 25/14, 21/25 e 15/11) o Toyota Auto Body Queenseys, da central americana Akinradewo. Pelo Hisamitsu, Vasonovo e Elisângela marcaram 31 e 18 pontos, respectivamente. Akinradewo marcou 25 pontos.

Universo do Vôlei

(SUPERLIGA) Em jogo eletrizante, Cimed vence Pinheiros/Sky no tie-break

Jardel foi o melhor jogador em quadra (Foto: Divulgação)

Cimed e Pinheiros/Sky fizeram uma partida equilibrada do primeiro ao quinto set e que só foi decidida após um bloqueio de Jardel e João Paulo Tavares. A equipe catarinense venceu por 3 sets a 2, com parciais de 16/25, 25/16, 22/25, 25/22 e 15/13, em Florianópolis, após 2h13 de jogo na noite deste SÁBADO (27.11). Jardel foi eleito melhor jogador do clássico e recebeu o troféu VivaVôlei. O tricampeão mundial Giba, do Pinheiros/Sky, foi o maior pontuador, com 17 pontos.

QUATRO BLOQUEIOS ATÉ O PONTO FINAL

O jogo entre Cimed e Pinheiros/Sky foi decidido nos detalhes. Enquanto a equipe paulista foi melhor no bloqueio, no qual, marcou 12 pontos – com destaque para o tricampeão mundial Rodrigão -, a tricampeã da Superliga teve dez acertos. Mas em pontos cedidos em erros, o Pinheiros/Sky cedeu cinco a mais que o adversário: 35 contra 30. O ponto decisivo, no quinto set, veio após o bloqueio da Cimed segurar quatro tentativas de ataque do Pinheiros/Sky.

A vitória foi bastante comemorada pelos jogadores da Cimed. Isso porque o time vinha de uma derrota durante a semana para o Sesi-SP. O levantador Bruno fez sua análise da partida.

“Foi uma vitória da superação. A gente pode crescer muito ainda na competição. Sabemos de nossas limitações, mas estamos trabalhando para diminuí-las.”

O central Jardel, que recebeu o troféu VivaVôlei pela segunda vez nesta Superliga – também foi o melhor em quadra na vitória sobre o Volta Redonda -, afirmou que o grupo se preparou muito para o jogo contra o Pinheiros/Sky.

“Essa vitória não foi de recuperação da derrota para o Sesi. Na verdade, essa Superliga vai ser marcada por um tremendo perde e ganha. Mas mostramos nossa pegada neste jogo”.

Divulgação

(SUPERLIGA) Sogipa bate o estrelado Vôlei Futuro e consquista 1ª vitória na Superliga

Sogipa venceu a 1ª na Superliga (Foto: Divulgação)

Desencantou. Depois de três derrotas consecutivas – duas por 3 sets a 2 apresentando um bom desempenho – a Fátima/Medquímica/Sogipa venceu o Vôlei Futuro neste sábado, 27 de novembro, pela Superliga Masculina de Vôlei. Com total apoio e contribuição das arquibancadas, o time gaúcho derrotou o adversário por 3 sets a 2 com parciais de 23-25, 25-21, 25-22, 18-25 e 15-12.

O time sogipano começou um pouco nervoso e, após liderar grande parte do set inicial, acabou sendo ultrapassado no placar nos minutos finais pela equipe paulista. 1 set a zero para o Vôlei Futuro.

No segundo set, o nervosismo mudou de lado. E a Fátima/Medquímica/Sogipa aproveitou. Sempre se mantendo a frente no embate, fechou o segundo set em erro de saque de Lucão, jogador da Seleção Brasileira. Empate, 1 a 1.

A história repetiu-se no set seguinte. Os visitantes entraram mais uma vez com os nervos à flor da pele e reclamaram constantemente da arbitragem. Prova disto, o capitão Ricardinho acabou recebendo dois cartões amarelos. Os sogipanos seguiram no mesmo ritmo do set anterior e venceram. Virada, 2 a 1.

A torcida ia a loucura e empurrava a equipe gaúcha para fechar o jogo no quarto set. No entanto, com o decorrer da partida, os comandados de Jorginho Schmidt se desligaram e deixaram os visitantes criarem uma vantagem considerável. Visando o tie break, o técnico poupou Clinty, Kaio e Feijão, que havia entrado no lugar de Rodrigo no segundo set. Empate dos paulistas, 2 a 2.

O final foi emocionante. A torcida extasiada ficou em pé no ginásio apoiando a equipe e assistiu a primeira vitória da Fátima/Medquímica/Sogipa na competição.

“Foi maravilhoso. Depois de duas derrotas na frente do nosso torcedor nos demos a eles a vitória que eles mereciam, que a gente merecia. Nós estávamos precisando disso”, disse Feijão, que recebeu o troféu Viva Vôlei de melhor jogador da partida.

Divulgação

sábado, 27 de novembro de 2010

(SUPERLIGA) Sada bate Londrina e garante a quarta vitória seguida

A equipe Sada/Cruzeiro conquistou a quarta vitória consecutiva na Superliga Masculina de Vôlei ao bater o Londrina/Sercomtel por 3 a 0, em Londrina-PR, na noite deste sábado, 27. Os cruzeirenses anotaram parciais de 25/18, 25/22 e 25/22.

O central Acácio recebeu o troféu VivaVôlei, de destaque do jogo.

“Tivemos alguns momentos difíceis na partida, mas conquistamos mais uma importante vitória”, disse o meio-de-rede Douglas Cordeiro, que marcou 12 pontos, de acordo com estatística do clube.

No fim do primeiro set o levantador William caiu sentindo muitas dores no tornozelo esquerdo e teve que ser substituído por Danilo. Segundo o fisioterapeuta do Sada Cruzeiro, Alysson Zuin, aparentemente o levantador William teve uma leve entorse no tornozelo esquerdo, mas ainda passará por exames.

Na próxima semana o Sada Cruzeiro volta a jogar diante da torcida de Minas Gerais. Serão dois jogos disputados no Ginásio Poliesportivo do Riacho, em Contagem. O primeiro confronto será na quinta, 2, às 19h30, contra o São Caetano Tamoyo. Em seguida o time estrelado enfrentará o BMG São Bernardo, no sábado, 4, às 19h.

Divulgação / Foto: Divulgação

(SUPERLIGA) Com 34 pontos de Priscila, BMG/Mackenzie vence clássico mineiro

Camisa 7, Priscila marcou 34 pontos na partida (Foto: Divulgação)

A primeira vitória na Superliga Feminina 10/11 é do BMG/Mackenzie. Na noite deste SÁBADO (27.11), no clássico estadual, o bicampeão mineiro superou o Banana Boat/Praia Clube por 3 sets a 2, com parciais de 26/24, 22/25, 20/25, 26/24 e 15/13, após 2h28. O jogo, válido pela primeira rodada do turno da competição, foi disputado no Praia Clube, em Uberlândia.

Priscila Daroit, do BMG/Mackenzie, foi a maior pontuadora do confronto, com 34 pontos, sendo 27 de ataque, três de bloqueio e quatro de saque. Por sua atuação, a ponteira também foi considerada a melhor jogadora em quadra e ganhou o troféu VivaVôlei. Pelo Banana Boat/Praia Clube, quem mais pontuou foi a cubana Ramirez, com 26 acertos.

Foi um clássico bem equilibrado. O BMG/Mackenzie marcou dois pontos a mais no bloqueio (19 contra 17) e um a mais no saque (cinco contra quatro). Já o Banana Boat/Praia Clube foi mais eficiente no ataque, com 58 pontos, enquanto o adversário teve 55 finalizações.

A rodada terá mais duas partidas neste DOMINGO (28.11). O Sollys/Osasco (SP), atual campeão da Superliga, receberá o Brusque (SC), no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP), às 11 horas. No mesmo horário, o BMG/São Bernardo (SP) jogará contra o Macaé Sports (RJ), no Baetão, na cidade paulista de São Bernardo.

BANANA BOAT/PRAIA CLUBE – Ana Maria, Daymi, Pôu, Bia, Fernanda Berti e Sara. Líbero - Nine
Entraram – Ananda, Fernanda e Angélica

BMG/MACKENZIE – Priscila Heldes, Vivi, Ligia, Gabi, Priscila Daroit e Vivi Cruz. Líbero - Arlene
Entraram – Aline, Marci e Tati

Divulgação

(SUPERLIGA) BMG/Montes Claros e Sesi-SP mantém invencibilidade

MOC tem seis jogos e seis vitórias (Foto: Divulgação)

O BMG/Montes Claros e o Sesi-SP mantiveram sua invencibilidade na Superliga Masculina de Vôlei 10/11 na noite deste SÁBADO (27.11). Jogando na casa do adversário, na cidade catarinense de Blumenau, o SESI-SP venceu o Soya/Blumenau/Mart Plus por 3 a 0 (25/14, 25/17 e 25/13) em 1h12. Em Montes Claros, com o apoio da torcida, o time mineiro derrotou o São Caetano/Tamoyo por 3 a 0 (25/23, 25/19 e 25/23), após 1h26.

Esta foi a sexta vitória, em seis jogos, do BMG/Montes Claros. Os dois maiores pontuadores na partida foram do time comandado por Talmo Oliveira: o oposto Leandrão e o ponteiro Manius, que marcaram 12 vezes, cada. O Troféu VivaVôlei de melhor jogador foi entregue ao central Alberto, também do BMG/Montes Claros.

Já o Sesi-SP assegurou sua quarta vitória em quatro jogos. O oposto Wallace foi o principal pontuador da partida, com 14 pontos, e também eleito melhor jogador em quadra, recebendo o troféu VivaVôlei.

No bloqueio, o time paulista marcou 12 pontos, com destaque para o ponteiro bicampeão mundial, Murilo, e o central Vini, que marcaram quatro vezes cada um neste fundamento. Por sua vez, o Soya/Blumenau/Mart Plus bloqueou o ataque adversário em cinco oportunidades.

Divulgação

(SUPERLIGA) Volta Redonda saca bem e vence Medley/Campinas

Equipe carioca alcança 2ª vitória na Superliga (Foto: Divulgação)

O Volta Redonda garantiu sua segunda vitória na Superliga Masculina 10/11 na tarde deste SÁBADO (27.11). O time venceu a Medley/Campinas por 3 sets a 1, com parciais de 25/22, 25/21, 20/25 e 25/22 em duas horas de jogo disputado no ginásio Poliesportivo de Volta Redonda, pela sexta rodada do turno da competição.

O ponteiro Vinícius, do Volta Redonda, foi eleito melhor jogador da partida e recebeu o troféu VivaVôlei. Seu companheiro de equipe, o oposto Leozão, foi o maior pontuador do jogo, com 17 pontos, sendo 13 de ataque, dois de bloqueio e dois de saque. Vinícius marcou 14 vezes no confronto.

O bloqueio foi o principal fundamento da equipe do Volta Redonda. Os centrais Mudo e Uálas foram os que mais pararam o ataque da Medley/Campinas. Mudo bloqueou cinco vezes, e Uálas, em outras três oportunidades. No total, o Volta Redonda fez 13 pontos de bloqueio – cinco a mais que o adversário.

“Na verdade, conseguimos sacar muito bem, tiramos o passe dos levantadores da Medley, e isso facilitou nosso bloqueio. Mantivemos o mesmo padrão de jogo que mostramos na partida passada, contra o Vôlei Futuro (o time perdeu por 3 a 2). E esse é o objetivo. Queremos crescer ao longo da competição e tentar complicar a vida dos times grandes”, ressalta o técnico do Volta Redonda, Alexandre Fadul.

Em erros, a Medley/Campinas também cedeu mais pontos que o adversário. Foram 27 do time paulista, contra 21 do Volta Redonda. Pela Medley/Campinas, os maiores pontuadores foram o ponteiro André e o central Gustavão, com 13 pontos, cada.

O próximo compromisso do Volta Redonda na Superliga 10/11 será na QUINTA (02.12), em São Paulo, contra o Sesi-SP. Já a Medley/Campinas folgará durante a semana e voltará à quadra na oitava rodada do turno no sábado (04.12). A equipe receberá o BMG/Montes Claros (MG), no Taquaral, em Campinas.

VOLTA REDONDA – Everaldo, Leozão, Mudo, Uálas, Fábio e Vinícius. Líbero - Alex
Entraram – Léo, Rodolpho, Brasília e Ricardo


MEDLEY/CAMPINAS – Gelinski, Franco, Gustavão, André Heller, Mão e André. Líbero - Lukinha
Entraram – Wanderson, Robinho, Pedrão, Jamelão e Daniel.


Divulgação

(PAULISTA) Decisão do Paulista Feminino começa nesta quinta

Decisão do Paulista começa no iníco de dezembro (Foto: Divulgação)

O Vôlei Futuro decidirá o título de 2010 do Campeonato Paulista Feminino de Vôlei contra o Pinheiros/Mackenzie. A decisão pelo título do principal campeonato regional do País será realizada nos dias 02, 04 e 08 de dezembro.

Pinheiros e Vôlei Futuro fizeram a primeira e terceira melhor campanha da primeira fase, respectivamente. A equipe de Araçatuba passou pelas semifinais sem perder nenhum jogo contra o BMG/São Bernardo. A primeira partida foi com uma vitória de 3 a 1 na casa do adversário e o segundo jogo foi decidido no tie break em Araçatuba, onde os anfitriões levaram a melhor e fecharam o jogo em 3 sets a 2. Já o Pinheiros/Mackenzie começou bem vencendo por 3 sets a 0 o primeiro jogo, depois o Sollys reagiu e levou a decisão para o terceiro jogo onde o Pinheiros levou a melhor em 3 sets a 1.

O confronto reunirá algumas das melhores atletas do país na atualidade. O Vôlei Futuro conta em seu elenco com as vice-campeãs mundiais Fabiana e Joycinha, além de Paula Pequeno e os reforços recém-chegados do exterior, Alisha Glass (que estreou no Paulista ontem) e a líbero Stacy Sykora. No Pinheiros/Mackenzie destaque para a levantadora Fabíola também vice-campeã do Mundial no Japão, Soninha e Jú Costa.

Confira a Programação:

02/12 às 20h00 - Pinheiros/Mackenzie x Vôlei Futuro, em São Paulo.

04/12 às 11h40 - Vôlei Futuro x Pinheiros/Mackenzie, em Araçatuba.

08/12 às 21h00 - Pinheiros/Mackenzie x Vôlei Futuro, em São Paulo (Se necessário).

Divulgação

(PAULISTA) Marina vibra com classificação do Pinheiros/Mackenzie para a final

Pinheiros de Marina vai em busca do Bi no Paulista (Foto: Divulgação) 

A vitória de virada deste sábado do Pinheiros/Mackenzie por 3 a 1 sobre o Sollys/Osasco, que garantiu a classificação para a grande final do Campeonato Paulista Feminino de Vôlei, foi bastante comemorada pela meio de rede Marina Daloca.

Uma das jogadoras mais experientes do elenco pinheirense, a central destacou a união do grupo. “Somos muito unidas, sempre dando força para quem está em quadra. Isso faz a diferença e hoje mais uma vez conseguimos superar um adversário de grande qualidade. Estou muito feliz“, declarou Marina.

Remanescente do time campeão estadual em 2009, a meio de rede não esconde o desejo de conquistar o bicampeonato. “Ganhar o Paulista por dois anos consecutivos seria sensacional. Vamos lutar muito para alcançar esse objetivo”, finalizou.

Divulgação

(PAULISTA) Pinheiros derruba vice-campeãs mundiais e enfrenta Vôlei Futuro na final

Pinheiros/Mackenzie enfrenta o Vôlei Futuro na final (Foto: Préu Leão)

Na terceira e decisiva partida da série semifinal do Campeonato Paulista Feminino de 2010 o atual campeão Pinheiros/Mackenzie recebeu em seu ginásio o estrelado time do Sollys/Osasco das vice-campeãs mundiais Natália, Jaqueline, Sassá, Thaísa, Adenizia e Camila Brait além da levantadora campeã olímpica Carol Albuquerque e não tomaram conhecimento do time laranja.

Com grande atuação das atacantes Ju Costa e Soninha o time pinheirense venceu, de virada, o time de osasco por 3 sets a 1 (23-25, 25-17, 25-18 e 25-17) abocanhando a vaga para à final e decidirá o título de 2010 contra o Vôlei Futuro, de Araçatuba. A ponteira Ju Costa foi a maior pontuadora do confronto com 23 pontos.

“Estou até arrepiada. A gente sabia que estava disputando contra uma bela equipe, cheia de selecionáveis, mas nós mostramos mais uma vez a força do nosso grupo. É o resultado de muito treinamento e concentração, tem que ter foco, sabendo o que tem que fazer”, declarou Ju Costa após a emocionante classificação.

“Que jogaço, eu estou sem palavras. Estou muito emocionada, porque depois de três anos fora, vir pra uma equipe como essa, fazer uma campanha boa e estar na final do Paulista é a coisa mais linda. Essa vibração que chegou até aqui com o time a gente vai colocar na final. O Pinheiros é assim, uma equipe vibrante, muito guerreira” disse a ponteira Soninha.

Durante o primeiro set a levantadora e capitã do Sollys/osasco Carol Albuquerque teve uma lesão muscular na panturrilha e foi substituída pela sua reserva Ana Tiemi.

Universo do Vôlei

(SUPERLIGA) Parceiros na seleção, Bruninho e Rodrigão se enfrentam neste sábado pela Superliga

Campeões mundiais se enfrentam neste sábado (Foto: Divulgação)

Acostumados a jogar juntos pela seleção brasileira, e sempre com excelentes resultados, como nas conquistas da Liga e do Campeonato Mundial deste ano, Bruninho e Rodrigão estarão em lados opostos da rede neste sábado.

A Cimed, capitaneada pelo levantador, recebe o Pinheiros/Sky, do meio de rede, em compromisso válido pela sexta rodada da Superliga e que será realizado às 20h30 no Ginásio Capoeirão, em Florianópolis, com transmissão ao vivo do SporTV.

“O Rodrigão é um grande amigo e já conquistamos muitas coisas juntos na seleção. Mas hoje (sábado) é cada um fazendo o seu trabalho e procurando o melhor para sua equipe”, avisa Bruninho, cuja equipe busca a reabilitação após perder para o Sesi por 3 a 1, nesta quinta-feira.

Também mostrando respeito pelo companheiro, o meio de rede diz que o objetivo é conquistar mais uma vitória em território catarinense, após os 3 a 0 aplicados pelo Pinheiros/Sky no Soya/Blumenau.

“Nossa equipe está crescendo de produção a cada rodada e vamos buscar mais um resultado positivo contra a Cimed, com todo o respeito ao meu irmão Bruninho”, arrematou o camisa 14 da seleção e do clube paulista.

Divulgação

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

(PAULISTA) BMG/São Bernardo lamenta derrota, enaltece campanha e já pensa na Superliga

Laranjas foram superadas no tie-break (Foto: Divulgação)

Jogando em Araçatuba, as meninas do BMG/São Bernardo lutaram até o final, porém acabaram deixando a vaga à decisão do Paulista escapar. O Vôlei Futuro venceu no set desempate por 3 a 2.

“Acho que meu time ta de parabéns. No momento decisivo eles ficaram mais forte, mas eu repito, meu time esta de parabéns”, disse emocionada a capitã e levantadora Kátia. A jogadora também falou da importância desse momento para a equipe e a estréia do time do BMG/São Bernardo para a Superliga. “Nessa Superliga será a mais equilibrada, não tem time imbatível, não tem time fácil, vamos entrar forte para fazer sempre bons jogos”, continuou Kátia.

O técnico Zé Alexandre também parabenizou suas meninas e mostrou o quanto é importante ser um grupo. “Hoje foi um jogo de altíssimo nível, sem contar que pudemos ter em quadra as estrangeiras, a Dani Scott pelo nosso lado e a levantadora deles. A partida foi decidida em detalhes, pecamos na transição de bola e isso fez a diferença, em momentos decisivos a Tandara e a Paula fizeram a diferenã para Araçatuba”, avaliou.

Zé fez questão de agradecer à São Bernardo do Campo pelo apoio. “Estão de parabéns as duas prefeituras, São Bernardo e Araçatuba e nosso patrocinador, o Banco BMG por acreditarem nesse projeto, agora que venha a Superliga. Saímos deste Paulista mais fortalecidos”, finalizou.

(PAULISTA) Vôlei Futuro é o primeiro finalista do paulista feminino

Paula Pequeno marcou 24 pontos na partida (Foto: Divulgação)

Em jogo tenso a equipe do Vôlei Futuro venceu hoje (26/11) o segundo jogo da semifinal contra o BMG/São Bernardo por 3 sets a 2, parciais de 25-18, 18-25, 25-20, 14-25, 15-12 e duração de 2h15min. No primeiro jogo a vitória do Vôlei Futuro foi por 3 sets a 1 , em São Bernardo.

A partida contou com várias estreias do elenco de Araçatuba. Paula Pequeno, Fabiana e Joycinha atuaram pela primeira vez em casa e enlouqueceram a torcida que tanto aguardava por este momento. E pela primeira vez com a camisa da equipe a levantadora Alisha Glass entrou em quadra. “Foi muito bom o suporte e o apoio que recebi da equipe, o mais importante para mim foi começar o trabalho com o grupo unido”, comenta Alisha.

Glass fez sua estreia no Vôlei Futuro
O primeiro jogo em casa será uma boa lembrança para Paula Pequeno que informou ter ficado ansiosa pela primeira vez ao lado da torcida do Vôlei Futuro. “Fiquei muito nervosa, pois sei que temos que retribuir muito a eles”. Sobre o jogo, Paula ressaltou que a equipe saiu de quadra feliz com o resultado, mas não com a atuação no jogo. ”Sabíamos que o São Bernardo viria com tudo para ganhar. Precisamos ter mais envolvimento e concentração, vamos focar em nosso trabalho para as finais e buscar a conquista do campeonato”, conclui.

Motivada por estar em casa a equipe fechou com tranqüilidade o primeiro set, o que não aconteceu no set seguinte. O BMG/São Bernardo reagiu e conseguiu neutralizar o anfitrião, fechando em 25-18. No terceiro set Alisha assume a posição de Ana Cristina, apoiada pela torcida que lotou o Ginásio Plácido Rocha a equipe conseguiu acertar o ataque e fechou a partida. São Bernardo sabia que seria necessário dar seu melhor em quadra e levou o jogo para o tie break. Na decisão, Tandara e Paula Pequeno apareceram e o grupo conseguiu conquistar a vitória e a vaga inédita na final Paulista. As maiores pontuadoras da partida foram elas, Tandara com 26 pontos e Paula com 24.

Agora, a equipe do técnico William Carvalho aguarda a definição da outra semifinal, que chegou ao terceiro jogo. A decisão da vaga final será neste sábado (27), ao meio-dia entre Mackenzie/Pinheiros e Sollys/Osasco.

Vôlei Futuro: Fabi, Andressa, Paula Pequeno, Ana Cristina, Joycinha, Tandara e a líbero Teny. Técnico: William Carvalho. Entrou Alisha, Vivi e Neneca.

BMG/São Bernardo: Thaisinha, Bia, Kátia, Helo, Mari, Dani Scott e Marcinha. Técnico: Zé Alexandre. Entraram Ana, Aline, Renata e Bruna.

Divulgação

(SUPERLIGA) São Caetano/Tamoyo pronto para encara BMG/Montes Claros neste sábado

São Caetano enfrenta o invicto Montes Claros neste sábado

Neste sábado, às 19h30 a equipe do São Caetano/Tamoyo encara o BMG/Montes Claros na casa do adversário. Buscando a recuperação neste início de Superliga, a equipe do ABC paulista usou os treinos desta semana para ‘arrumar a casa’.

Encarar um adversário invicto na competição requer cuidados. “O jogo será bem difícil, a quadra é bem diferente da nossa aqui em São Caetano e por isso temos que partir fortes no saque e contra-ataque para sairmos de lá com um bom resultado”, avaliou o oposto Gestich.

Desde o início do Paulista, passando pelos Jogos Abertos do Interior, o atleta é o dono dos aces na equipe: média de um por jogo e isso traz confiança para o jogo de logo mais a noite. “Desde o paulista tenho feito um ponto por jogo assim, quem sabe hoje a noite não consigo manter a média em Montes Claros”, brincou o jogador.

Para o levantador Fred a arma dos donos da casa será o potente saque, por isso sua equipe está consciente de que o passe do lado de cá será importante para um bom resultado. “No saque eles não irão aliviar, por isso temos que prestar atenção na nossa recepção e também em nosso passe para que eles não comecem a dominar a partida”.

O jogador usou os últimos dias de preparação para analisar o time adversário e preparar novas jogadas. “Não só com eles, mas com todos os times dessa Superliga é preciso estudar como joga o adversário, assim eu consigo durante a partida tirar uma bola do bloqueador mais alto, ou então virar uma bola para explorar o bloqueio deles”, finalizou.

Divulgação / Créditos Foto: Lu Gomes

(SUPERLIGA) Murilo, o melhor do mundo, é o destaque no segundo jogo do Soya/Blumenau no Galegão

O ponteiro Murilo, eleito pela segunda vez o melhor do mundo em um Campeonato Mundial, será a principal da atração do quarto jogo do Soya/Blumenau/Mart Plus pela Superliga Masculina de Vôlei, diante do Sesi de São Paulo. O confronto começa às 19 horas deste sábado, 27 de novembro, no ginásio do Galegão, em Blumenau. O time paulista venceu a Cimed na última quinta, em Florianópolis, e continua invicta na competição.

Além de Murilo, o Sesi conta com Sidão, também campeão mundial e destaque na partida contra a Cimed. Após três jogos, o Soya/Blumenau/Mart Plus ocupa a 13ª colocação, com três pontos ganhos. O Sesi é o quarto colocado, com seis pontos. A liderança parcial é de Montes Claros, com 10 pontos em cinco jogos.

Ingressos

A procura pelos ingressos para o confronto de sábado é grande. Nos pontos de venda antecipada, foram disponibilizados ingressos promocionais ao preço de R$ 5,00. As agências da Blucredi venderão ingressos até às 16 horas desta sexta-feira. Blubel Esportes (rua XV), Paquetá Esportes (Neumarkt), Madrugadão (rua Antônio da Veiga) e Domini Pizzas do Angeloni da Velha estará vendendo ingressos até a metade da tarde de sábado. Após, somente na bilheteria do Galegão, se ainda houver disponibilidade, a partir das 18 horas.

Divulgação

(SUPERLIGA) Sada/Cruzeiro encara o Londrina/Sercomtel no Paraná

Depois de vencer o Santo André Spread por 3 a 0, em São Paulo, o Sada/Cruzeiro já viajou para Londrina-PR, onde enfrentará neste sábado a equipe do Londrina/Sercomtel, às 20h30. Em terceiro lugar na tabela, com três vitórias e uma derrota na competição, o time celeste quer fechar esta sequência de jogos fora de casa com mais um resultado positivo.

O Londrina/Sercomtel, que conta até agora três derrotas e uma vitória, é um estreante na Superliga, mas tem no elenco atletas e profissionais conhecidos dos cruzeirenses. O meio-de-rede Acácio reencontrará na comissão técnica da equipe adversária um antigo comandante, o técnico Chiquita, que na edição 2009/10 foi assistente no time de Montes Claros, defendido por Acácio.

“O time de Londrina é uma novidade no campeonato, mas tem alguns jogadores que a gente já conhece, como o Gaúcho e o Guilherme, que já jogaram no Sada, além da força no banco. Já trabalhei por cinco anos e em três clubes com o Chiquita. É um técnico de muita qualidade, e acho que quase todos os times onde ele passou chegaram em uma final de Superliga. Temos que entrar bem atentos no jogo”, disse Acácio, que destacou as qualidades do Sada Cruzeiro para buscar mais uma vitória.

“Nosso time vem crescendo muito. E o bom trabalho começou desde a montagem da equipe. Temos uma excelente linha de passe e um dos melhores levantadores do Brasil, que é o William. O grupo tem atletas bem experientes e o técnico Marcelo Mendez tem feito um ótimo trabalho, pois faz com que a gente se cobre muito, em um nível cada vez maior”, ressalta.

Divulgação / Foto: Divulgação

(SUPERLIGA) Recuperado, oposto Léo reforça Pinheiros/Sky contra Cimed neste sábado

Na capital catarinense, o Pinheiros/Sky entrar em quadra na noite deste sábado (27/11), a partir das 20h30, quando enfrenta o Cimed. Esta será a quarta partida da equipe na temporada 2010/11 da Superliga.

A boa notícia para Mauro Grasso é o retorno do oposto Léo. Recuperado de uma gripe, o atleta, que estava se tratando em São Paulo (SP), se une ao elenco em Florianópolis (SC) nesta sexta-feira (26/11). O meio-de-rede Silêncio, com uma lesão na cartilagem do punho, segue na Capital Paulista e é o único desfalque do Pinheiros/SKY para a partida contra o Cimed.

"É sempre positivo poder contar com um oposto a mais. A gente ganha poder de troca e será importante contar com o Léo amanhã", completou o treinador.

Divulgação / Foto: Divulgação

(SUPERLIGA) Medley/Campinas encara Volta Redonda fora de casa

Após a última vitória diante do Sogipa, em Porto Alegre (RS), a equipe da Medley/Campinas segue direto para o Rio de Janeiro, onde enfrenta a equipe de Volta Redonda, no Ginásio Poliesportivo General Euclídes Figueiredo (Ilha São João), em Volta Redonda, amanhã (27), às 16h. Essa será a quarta partida do time de Campinas na Superliga Masculina de Vôlei. Até o momento a equipe soma duas vitórias e uma derrota.

Segundo o técnico da Medley/Campinas, Cacá Bizzocchi, o time tem que ditar o ritmo da partida. “Volta Redonda é um time que, se crescer no jogo, aumenta bem o seu rendimento. Não podemos deixar que a partida caminhe da forma como eles queiram. Precisamos impor um ritmo de jogo forte, pois eles têm um time com jogadores altos, e esse é um dos pontos que precisamos trabalhar para que não levem vantagem, tanto no bloqueio, quanto no ataque”, explicou o técnico.

O oposto Franco acredita em uma partida equilibrada. “Jogar na casa deles é muito difícil. É um confronto direto, pois é um time que está disputando uma vaga entre os oito, assim como nós. Espero que a Medley saia com a vitória”, disse o atleta que tem sido titular nas últimas partidas. “Acho que ganhei a confiança e agora é aproveitar a oportunidade que o Cacá me deu”.

E o treinador da Medley/Campinas tem tido a oportunidade de contar com boa parte do elenco. Outra posição onde há um revezamento entre os titulares é na de levantador. Daniel e Tiago Gelinski se preocupam com o bem da equipe. “Temos uma união pelo melhor do time. Somos diferentes em termos de comportamento e tecnicamente. O Daniel saca e bloqueia muito bem, e eu tenho meus pontos fortes também. Felizmente o Cacá confia nos dois”, comentou Gelinski.

O meio-de-rede Pedrão já atuou pela equipe fluminense, na temporada 2009/2010, sua estréia na Superliga. “Só três atletas ainda estão lá dos que jogaram comigo, mas acho que consigo ajudar a Medley/Campinas por já conhecer o ginásio e saber como a torcida age. Eles sempre vaiam quando o adversário está na frente, com o objetivo de tirar a concentração do time rival e não podemos deixar que isso nos atrapalhe”, conclui Pedrão.

Divulgação / Foto: Divulgação

(SUPERLIGA) Cimed quer retomar o caminho das vitórias diante do Pinheiros/Sky

Cimed busca reabilitação contra os 'galácticos' do Pinheiros/Sky (Foto: Divulgação)

Na última rodada, a Cimed sofreu sua primeira derrota na Superliga Masculina de Vôlei 10/11. O algoz da equipe catarinense foi o Sesi-SP, que permanece invicto na competição. Agora, para retomar o caminho das vitórias e conquistar o quarto triunfo no campeonato, a Cimed terá de passar pelo Pinheiros/Sky, do experiente trio formado por Giba, Gustavo e Rodrigão. A partida, válida pela sexta rodada do primeiro turno, será neste SÁBADO (27.11), às 20h30, no ginásio Capoeirão, em Florianópolis, com transmissão ao vivo do canal Sportv.

Para o técnico da Cimed, Marcos Pacheco, não há tempo para pensar na derrota para o Sesi-SP. A hora é de se concentrar no próximo desafio. “Perdemos para o Sesi num jogo em que o saque adversário fez a diferença. Mas agora passou. A Superliga tem um calendário intenso e o tempo é curto. Temos que pensar no jogo contra o Pinheiros. Será mais uma partida difícil e muito equilibrada”, analisa Pacheco, que vê os centrais campeões olímpicos Gustavo e Rodrigão como o ponto de equilíbrio da equipe paulista.

“O Pinheiros tem uma equipe muito experiente e conta com jogadores talentosos. Mas acho que os dois centrais funcionam como a referência do time principalmente no bloqueio. É uma equipe muito forte. Vai ser um clássico”, completa o treinador da Cimed.

O time da capital catarinense soma três vitórias em quatro jogos na Superliga Masculina 10/11. O Pinheiros/Sky apresenta campanha parecida. Em três jogos, foram dois triunfos e um revés. Na última partida, a equipe venceu o Soya/Blumenau/Mart Plus por 3 sets a 0.

Técnico do Pinheiros/Sky, Mauro Grasso confia no crescimento da equipe ao longo da Superliga. “Estamos no início da competição. O Giba e o Rodrigão, por exemplo, que estavam na seleção, chegaram depois e estão treinando com a equipe há um mês apenas. A tendência é que o time melhore a cada jogo. Espero uma partida muito equilibrada contra a Cimed. É uma equipe muito forte, consistente e que jogará em casa. Teremos que ter cuidado com o tetracampeão da Superliga”, conta.

Para o confronto deste sábado, o Pinheiros/Sky contará com o retorno do oposto Léo. Recuperado de uma gripe, que o deixou de fora da última partida, o jogador se juntará ao restante do elenco em Florianópolis. O único desfalque da equipe paulista será o meio de rede Silêncio. Com uma lesão na cartilagem do punho, o central segue em tratamento em São Paulo.

Divulgação