Páginas

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

(SUPERLIGA) Sada recebe Pinheiros/Sky e Sesi-SP nesta semana em Itabira

Depois de fazer duas partidas em São Paulo o Sada/Cruzeiro Vôlei volta a jogar em casa pela Superliga, com dois duelos importantes nesta semana em Itabira-MG. Na quarta-feira, dia 2, os cruzeirenses recebem o Pinheiros Sky na quarta rodada do returno, a partir das 20h. E na sexta, dia 4, às 21h, será a vez de encarar o Sesi-SP, em jogo que terá transmissão ao vivo do Sportv.

O time celeste contará com a força da torcida itabirana para enfrentar dois fortes adversários na competição. Na noite desse domingo o elenco do técnico Marcelo Mendez foi superado pelo Medley Campinas por 3 sets a 1. E antes, na sexta-feira, venceu o Vôlei Futuro por 3 sets a 0 em Araçatuba.

O Sada Cruzeiro tem 31 pontos e está na terceira posição na tabela, com 14 vitórias e três derrotas. O Sesi é o líder, com 33 pontos e apenas uma derrota. O Pinheiros Sky ocupa hoje a quinta posição, com 11 vitórias e seis resultados negativos.

INGRESSOS - R$ 4,00 inteira - R$ 2,00 meia entrada (estudantes que apresentarem documentação, menores de 12 anos e maiores de 60 anos).

Divulgação
Foto: Divulgação

(OUTROS) Aos 31 anos, Canhoto decide encerrar a carreira

Canhoto anunciou a aposentadoria ao clube na semana passada (Foto: Divulgação)

Campeão da Superliga Masculina de Vôlei em 1997 por Suzano e vice na temporada passada com a camisa do Montes Claros, o ponteiro Canhoto decidiu encerrar sua carreira. O atleta de 31 anos de idade comunicou sua decisão na semana passada aos dirigentes do Patras, time grego com o qual possuía contrato até maio deste ano.

“Gostaria de jogar até o final da temporada, mas estava enfrentando alguns problemas físicos que me limitavam nos treinos e nas partidas. Além disso, tenho algumas metas maiores dentro do vôlei e acho que a decisão foi tomada no momento certo”, explicou.

“Fui muito feliz na Europa, em especial na Grécia. Fui vice-campeão nacional, disputei competições continentais e fiz muitos contatos. É uma experiência que será muito importante na minha vida pessoal e nos meus projetos futuros”, afirmou.

SUPERAÇÃO

Mas o maior título da vida de Canhoto foi conquistado fora das quadras. Há cerca de três anos, quando estava no Patras, o atleta teve diagnosticado um câncer no testículo, sendo operado poucos dias depois e, logo em seguida, iniciou o desgastante processo de quimioterapia.

“Foram seis meses de luta e achei que não fosse conseguir suportar, pois o tratamento era muito forte. Felizmente superei esse processo, treinei durante um tempo com a Cimed e voltei a jogar em 2009 no Montes Claros, conquistando o Campeonato Mineiro e chegando à final da Superliga”, recorda.

FUTURO

Após acertar sua rescisão de contrato com o Patras, Canhoto retorna ao Brasil no decorrer desta semana. E ele já está cheio de planos como agente para transações internacionais da 7mais7 Sports, função que irá desempenhar em parceria com o agente CBV Douglas Sousa, gerente da empresa.

“A 7mais7 já nasceu grande, realizando um trabalho sério e contando com muitos atletas de destaque no vôlei brasileiro e mundial, que contam com todo um suporte profissional. Quero aproveitar os contatos que fiz ao longo de minha carreira e as minhas ideais para fazer com que a empresa cresça ainda mais”, finaliza o ex-ponteiro.

Divulgação

(MERCADO) Rodrigão acerta com clube turco e já estreia nesta terça

(Foto: Arquivo pessoal)
Rodrigão é o mais novo reforço do Ziraat Bankasi, um dos principais times do voleibol turco e atual líder da liga nacional. A estreia do meio de rede tricampeão mundial e campeão olímpico pela seleção brasileira, que irá assinar contrato válido até maio de 2011, já acontece nesta terça-feira, no confronto com o CSKA Sofia, na Bulgária, pelas quartas de final da Copa CEV, uma das mais importantes competições de clubes da Europa.

“O Ziraat oferece uma excelente estrutura e conta com um elenco muito forte. Fiquei muito feliz com a proposta que recebi para jogar na Turquia e espero ajudar o clube a conquistar as competições nacionais e também a Copa CEV”, declarou Rodrigão.

SEGUNDA EXPERIÊNCIA INTERNACIONAL

A Turquia é o segundo país europeu em que Rodrigão irá atuar. O central de 31 anos de idade defendeu dois clubes da Itália, o Ferrara, em 2003/2004 e o Macerata, entre 2005 e 2009, período em que conquistou seis títulos: um Campeonato Italiano, duas Copas e duas Supercopas da Itália e ainda a Copa CEV.

ANCARA

Clube de propriedade do Banco da Agricultura (“Ziraat Bankasi”, em turco), o novo time de Rodrigão foi vice-campeão nacional na temporada passada e tem sede na cidade de Ancara, capital administrativa do país.

Além do meio de rede brasileiro, o elenco conta com outros três estrangeiros: o ponteiro letão Gundars Celitans, o oposto tcheco Peter Platenik e o levantador alemão Simon Tischer.

Divulgação

(SUPERLIGA) Sollys/Osasco x Pinheiros/Mackenzie no encerramento do turno

O Sollys/Osasco luta pela vice-liderança do torneio (Foto: Divulgação)

O clássico paulista entre o Pinheiros/Mackenzie e o Sollys/Osasco encerrará o turno da Superliga Feminina 10/11. A partida, que será disputada, às 19h30, desta TERÇA-FEIRA (01.02), no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP), vale o segundo lugar na classificação geral. O jogo, adiado da quinta rodada do turno, terá transmissão ao vivo do canal Sportv.


Os times paulistas têm campanhas similares na competição com oito vitórias e duas derrotas, mas o Sollys/Osasco leva vantagem no primeiro critério de desempate – set average. O jogo desta terça-feira é a chance de reabilitação para ambos os times. O Pinheiros/Mackenzie vem de duas derrotas seguidas por 3 sets a 2, para a Unilever e o Macaé Sports, respectivamente. Já o Sollys/Osasco foi derrotado, no último sábado (29), pela Unilever por 3 sets a 1.

Para o treinador do Pinheiros/Mackenzie, Paulo Coco, as últimas derrotas do time paulista são parte do passado.

“Tivemos dois jogos complicados nos quais podíamos ter saído de quadra com a vitória. Temos que buscar a regularidade e o padrão de jogo que apresentamos nas finais do paulista”, disse Paulo.

Pinheiros/Mackenzie vem de duas derrotas seguidas (Foto: Divulgação)

O técnico do Pinheiros/Mackenzie ainda elogiou a levantadora do Sollys/Osasco, Carol Albuquerque.

“Será necessário jogar bem taticamente. O Osasco tem o ataque e o bloqueio fortes. Eles têm a base da seleção brasileira e uma levantadora de qualidade que é a Carol. Não podemos deixar que ela jogue com o passe nas mãos. Precisaremos de paciência, além de ser agressivos”, explicou o treinador.

Novo confronto já marcado

Além de disputarem a última partida do turno da Superliga Feminina 10/11, Sollys/Osasco e Pinheiros/Mackenzie estarão frente a frente novamente, neste SÁBADO (05.02), pela primeira rodada do returno. O treinador do Sollys/Osasco, Luizomar de Moura, espera aproveitar as duas partidas como treinamento para os playoffs.

“Usaremos os jogos como preparação para a fase decisiva do torneio. Vamos treinar em função do Pinheiros/Mackenzie essa semana. Durante os playoffs teremos que fazer o mesmo em relação a alguma equipe. Temos que esquecer o jogo contra a Unilever e entrar com outra postura na quadra”, afirmou Luizomar.

Ciente de que as duas equipes se conhecem bem, Luizomar acredita que será fundamental que o Sollys/Osasco jogue com velocidade. “Precisamos diminuir a quantidade de erros contra o Pinheiros/Mackenzie e jogar com bastante velocidade”, garantiu o técnico.

Divulgação

(OUTROS) Unilever e torcida arrecadam 61,5 toneladas para vítimas das enchentes

Equipe carioca arrecadou 61,5 toneladas para vitímas das enchentes (Foto: Divulgação)

Os três Jogos da Solidariedade promovidos pela equipe Unilever em prol das vítimas das enchentes na região serrana do Rio de Janeiro resultaram em 61,5 toneladas de produtos arrecadados. Apenas na partida do último sábado (29/1), no Maracanãzinho - em que a Unilever bateu o tradicional rival Sollys/Osasco por 3 sets a 1, encerrando invicta a participação no turno da Superliga Feminina de Vôlei 2010/11 -, foram arrecadadas 11 toneladas de donativos, incluindo água e alimentos não-perecíveis. Como já havia feito nas duas partidas anteriores, a Unilever dobrou a quantidade de produtos entregues pelos 7.500 torcedores que foram ao ginásio, totalizando 33 toneladas em apenas um jogo.

Desde a tragédia que se abateu sobre a região serrana do Rio de Janeiro, em virtude de fortes chuvas que começaram em 11 de janeiro, o time comandado pelo técnico Bernardinho e o patrocinador da equipe começaram a se mobilizar. A Unilever fez uma doação emergencial de 42 toneladas de produtos de higiene pessoal e alimentação, às quais vieram se somar as 61,5 toneladas arrecadadas nos três Jogos da Solidariedade - dia 15 de janeiro, contra o Brusque, no ginásio do Tijuca Tênis Clube; e dias 27 e 29 de janeiro, respectivamente, contra Pinheiros/Mackenzie e Sollys/Osasco, ambos no Maracanãzinho.

O técnico Bernardinho ressaltou a importância desse momento solidário e disse que o objetivo é fazer campanhas permanentes de ajuda aos mais necessitados. "A ideia é não nos atermos apenas a essas questões pontuais, com a das catástrofes naturais, mas fazer campanhas regulares voltadas para diferentes áreas, como a educação. Queremos poder usar o esporte para a mobilização de pessoas em prol de causas importantes", explicou o treinador, feliz com o retorno alcançado nos três Jogos da Solidariedade.

Alimentos arrecadados nos três 'Jogos da Solidariedade' da Unilever (Foto: Divulgação)

"Neste primeiro momento, demos prioridade às necessidades emergenciais, como água e alimentos. Mas é fundamental que as autoridades nos orientem sobre o que deverá ser feito daqui para a frente. Para tudo na vida é necessário um planejamento. Que esse desastre natural nos sirva de lição para que situações como essa não nos peguem despreparados", acrescentou Bernardinho.

A líbero campeã olímpica Fabi, que é carioca, disse sentir orgulho da mobilização de apoio às vítimas das chuvas. "O carioca deu uma demonstração de solidariedade muito bacana. Eu sinto muito orgulho de ter nascido aqui, de ver de perto o carinho e o respeito pelas pessoas que estão passando por um momento muito difícil em suas vidas", disse Fabi.

Divulgação

(ITALIANO) Treviso supera Cuneo de virada; San Giustino perde

Camisa 1, Marcelinho tenta bloquear Nikolov (Foto: Divulgação)

Foi suada e de virada. Neste domingo (30), pela terceira rodada do returno o Treviso do levantador Marcelinho enfrentou o Cuneo, atual campeão nacional, e saiu com a vitória. Sob o comando do oposto Fei Alessandro, os visitantes superaram o Cenuo, de virada, por 3 sets a 2 (25-19, 25-19, 20-25, 26-28 e 14-16), em 2h01.

Apesar do réves, o atacante Nikolov foi o maior pontuador da partida com 23 pontos. Fei terminou a partida com 21 pontos e eleito o melhor jogador. Com o triunfo sobre o vice-líder Cuneo, o Treviso permanece na quarta colocação com 31 pontos.

No encerramento da rodada, o San Giustino do oposto Lorena recebeu o Macerata e foi superado. Em jogo acirrado, o Macerata levou a melhor e precisou de 1h54 para fazer 3 sets a 1 (23-25, 22-25, 25-23 e 23-25). Van Walle anotou 21 pontos e foi o maior pontuador da partida. Lorena marcou 20 (19 ataques - 49% de aproveitamento - e 1 bloqueio)

Confira os outros resultados da 2ª rodada (27/01):

Treviso 3x1 Modena
Cuneo 3x0 Forlí
Macerata 2x3 Monza
Latina 2x3 Castellana Grotte
Piacenza 1x3 Verona
Roma 3x1 Valentia
Trentino 3x0 San Giustino

Confira os outros resultados da 3ª rodada (30/01):

Verona 3x1 Castellana Grotte
Monza 1x3 Trentino
Modena 3x2 Piacenza
Forlí 3x2 Roma
Valentia 1x3 Latina

Universo do Vôlei

(ITALIANO) Trentino segue imbatível e Castellana Grotte perde a 14ª

Neste domingo (30), o Trentino dos brasileiros Raphael (Foto) e Riad fez mais uma vitíma no campeonato italiano. Pela terceira rodada do returno, o Trentino enfrentou o Monza, passou sufoco mais venceu os anfitriãos por 3 sets a 1 (20-25, 25-23, 26-28 e 25-27), em 1h56.

Stokr foi o maior pontuador do confronto com 21 pontos. Com uma menos, seu companheiro Kaziyski veio em seguida. Com o triunfo fora de casa, o Trentino chega à 16ª vitória mantendo a invencibilidade e na lidernaça isolada da competição com 47 pontos.

Em campanha totalmente adversa a do Trentino veem o Castellana Grotte dos brasileiros Bob e Evandro Guerra. Com a segunda pior campanha do italiano, o Castellana perdeu mais uma neste domingo. Diante do Verona o time dos brasileiros foi batido por 3 sets a 1 (25-21, 25-16, 20-25 e 26-24) culminando a 14ª derrota e amargando a penúltima colocação com 6 pontos.

Lasko, do Verona, anotou 26 pontos e terminou a partida como o maior pontuador. Bob e Evandro marcaram 8 pontos, cada.

Universo do Vôlei

(ITALIANO) Fora de casa, Urbino vence e Modena perde

Urbino ocupa a 5ª colocação no italiano (Foto: Divulgação)

Em boa fase, o Urbino conseguiu a quarta vitória consecutiva no campeonato italiano. Neste domingo (30), fora de casa, o time das brasileiras Renatinha e Jaline conseguiu uma vitória tranquila sobre o Castellana Grotte por 3 sets a 0, com parciais de 21-25, 18-25 e 19-25, em 1h12.

A atacante Petrauskaite, do Urbino, foi a maior pontuadora da partida com 19 pontos. Pelo Castellana Grotte, Ravetta foi quem mais pontuou: 16 pontos. Renatinha e Jaline marcaram 4 e 5 pontos, respectivamente. Com mais um triunfo, o Urbino subiu dois degraus e ocupa a 5ª posição com 16 pontos.

Quem não teve a mesma sorte jogando fora de casa foi o Modena de Fernandinha e . Diante do atual tri-campeão nacional, o Modena não conseguiu superar o Pesaro e conheceu a sétima derrota seguida. Em 1h06, o Pesaro venceu as visitantes por 3 sets a 0 (25-20, 25-21 e 25-19).

Flier comandou a vitória das anfritiãs e terminou a partida como a maior pontuadora: 17 pontos. Pelo Modena, Matuszkova anotou 13. Com mais um réves, o time das brasileiras caiu uma posição e ocupa a 10ª colocação na tabela com 9 pontos.

Confira os outros resultados da 9ª rodada:

Piacenza 3x0 Pavia (25-18, 25-18 e 25-16)
Bergamo 3x0 Novara (25-23, 25-21 e 25-17)
Villa Cortese 3x2 Busto Arsizio (25-20, 26-28, 25-23, 21-25 e 15-11)
Perugia x Spes Conegliano - A partida será realizada hoje (31).

Universo do Vôlei

domingo, 30 de janeiro de 2011

(SUPERLIGA) BMG/Montes Claros para fácil pelo Londrina/Sercomtel

Mineiros passaram fácil pelo Londrina (Foto: Divulgação)

O BMG/Montes Claros confirmou o favoritismo e dominou o Londrina/Sercomtel fora de casa por 3 sets a 0 (25/21, 25/18 e 25/13), em 1h21 de jogo, no ginásio Moringão, em Londrina (PR). O jogo foi disputado neste domingo (30.01), e foi válido pela terceira rodada do returno da Superliga Masculina 10/11.

Essa foi a 12ª vitória do BMG/Montes Claros no torneio. A atual vice-campeã da competição está na quarta colocação com 28 pontos. Já o Londrina/Sercomtel encontra-se em oitavo lugar com 25 pontos – nove vitórias e sete derrotas.

O ponteiro da equipe de Montes Claros, Bruno Zanuto foi o maior pontuador da partida com 13 pontos. Seu companheiro de time, o levantador Rodriguinho, em noite inspirada, foi eleito o melhor atleta da partida e recebeu o troféu VivaVôlei.

O BMG/Montes espera contar com a força da sua torcida para derrotar a Fátima/Medquímica/Sogipa, às 19h30, desta quinta-feira (03.02), no ginásio Tancredo Neves, em Montes Claros (MG). O Londrina/Sercomtel também jogará em casa contra o São Caetano/Tamoyo, às 20h30, de quinta-feira (03.02), no ginásio Moringão, em Londrina (PR).

Divulgação

(SUPERLIGA) Vivo/Minas bate o Vôlei Futuro fora de casa

Minastenistas bateram o Vôlei Futuro no caldeirão de Araçatuba (Foto: Divulgação)

Nem mesmo o apoio de 2.400 torcedores que compareceram ao ginásio Plácido Rocha, em Araçatuba (SP), neste domingo (30.01), foi suficiente para impedir a derrota do Vôlei Futuro para o Vivo/Minas por 3 sets a 0 (25/17, 25/21 e 25/18), em 1h22 de jogo. A partida foi válida pela terceira rodada do returno da Superliga Masculina 10/11.

O resultado colocou o time mineiro na sexta colocação com 26 pontos – nove vitórias e oito derrotas. Já o Vôlei Futuro, que conheceu a segunda derrota seguida no returno, está na sétima posição com 25 pontos – oito triunfos e nove resultados negativos.

O central Henrique, campeão mundial em 2002, marcou 15 pontos – sete de ataque, quatro de bloqueio e quatro de saque para o Vivo/Minas e foi o maior pontuador da partida. Henrique ainda foi eleito o melhor atleta em quadra e ficou com o troféu VivaVôlei.

Pela quarta rodada do returno, o Vôlei Futuro terá um forte desafio contra a Cimed, às 18h30, de quinta-feira (03.02), no ginásio Capoeirão, em Florianópolis (SC), com transmissão ao vivo do canal Sportv. O próximo confronto do Vivo/Minas será contra o Pinheiros/SKY, no domingo (06.02), às 16h, na Arena Vivo, em Belo Horizonte (MG).

Divulgação

(SUPERLIGA) De virada, Medley/Campinas bate Sada/Cruzeiro

Oposto Franco saiu do banco e comandou a vitória do campinas (Foto: Divulgação)

A Medley/Campinas venceu o forte time do Sada/Cruzeiro na tarde de hoje (30), por 3 sets a 1 (18-25, 25-21, 25-17 e 25-21), em 107 minutos. A partida, jogada no Ginásio do Taquaral, em Campinas (SP), foi válida pela 3ª rodada do 2º turno da Superliga de Vôlei. Com o resultado, os campineiros chegaram a sete vitórias e 24 pontos.


Para o técnico da Medley/Campinas, Cacá Bizzocchi, o resultado foi importante. “Foi uma vitória fundamental. Sem ela, estaríamos perto de enfrentar sérias dificuldades na competição. Hoje o time teve uma postura de vencedor, contra uma equipe muito forte”, comemorou Cacá. “Não tem descanso na Superliga. Não podemos mais pensar em outro resultado que não seja vencer”.

O oposto Franco, ganhador do troféu Viva Vôlei, de melhor jogador da partida, também destacou o valor da vitória. “Ficamos em uma situação complicada na competição após as duas derrotas. Sabíamos que era um jogo difícil, mas conseguimos um excelente resultado. Agora o pensamento é vencer fora de casa”, afirmou Franco.

No duelo entre os irmãos Gelinski, Thiago, levantador da Medley/Campinas, saiu vitorioso sobre o irmão Danilo, e comemorou o resultado. “Não tenho palavras para expressar a força do grupo hoje. Conversamos durante a semana e, além de superarmos nosso momento difícil, superamos uma grande equipe. Isso nos dá força para buscar duas vitórias fora de casa”, disse o levantador.

A Medley/Campinas volta às quadras na próxima quinta-feira (3), às 20h, e tem como adversário o Soya/Blumenau/Mart Plus, no Ginásio Sebastião Cruz, Em Blumenau (SC).

Divulgação

(TURCO) Fenerbahce vence e assume vice-liderança; Galatasaray vence 3ª seguida

Skowronska foi o grande destaque da partida (Foto: Divulgação)

Sem Fofão, o Fenerbahce entrou em quadra neste domingo (30) pela 11ª rodada do turco feminino 10/11 e garantiu mais uma vitória. Dessa vez sobre o Kimya TED Kolejliler por 3 sets a 0, parciais de 25-16, 25-14 e 25-15, em 1h03. 

Com a oposta Skowronska inspirada no ataque, o Fernerbahce não encontrou dificuldades para vencer as visitantes e alcançar a décima vitória no nacional. A oposta polonesa foi a maior pontuadora da partida com 19 pontos (15 ataques - 75% de aproveitamento -, 1 bloqueio e 3 saques). Sokolova marcou 15.

Com o triunfo em casa, e o tropeço do Eczacibasi que perdeu a invecibilidade na rodada para o VakifGunes, o time comandado pelo técnico José Roberto Guimarães assumiu a vice-liderança com 30 pontos.

Galatasaray vence 3ª seguida no Turco

Em boa fase, o Galatasaray da ponteira Érika garantiu a terceira vitória seguida na competição. Jogando fora de casa, nem os 32 pontos marcados pela atacante Rhkyliuk, maior pontuadora do confronto, foram capazes de estragar a vitória das visitantes por 3 sets a 1 (13-25, 18-25, 25-23 e 20-25).

Djerisilo foi a maior pontuadora do Galatasay com 26 pontos. Érika marcou 10 (9 ataques - 32% de aproveitamento - e 1 bloqueio). Com a vitória fora de casa, o time da ponteira brasileira somou a sexta vitória no turco e permanece na sexta colocação 18 pontos.

Confira os outros resultados da 11ª rodada:

MKE Ankaragucu 2x3 Iller Bankasi (23-25, 25-23, 21-25, 25-22 e 11-15)
VakifGunes 3x2 Eczacibasi (25-20, 25-22, 15-25, 23-25 e 17-15)

Nilufer Bld 3x0 Eregli Bld (22-25, 15-25 e 24-26)
Karsiyaka IZKA 3x2 Dicle Universitesi (25-19, 21-25, 22-25, 25-19 e 15-12)

Universo do Vôlei

(SUPERLIGA) “Não mantivemos o equilíbrio durante o decorrer do jogo”, declara Rubinho

Rubinho criticou a postura de seus comandados (Foto: Divulgação)

Depois da boa vitória em cima do Pinheiros/Sky na última rodada, a equipe masculina do BMG/São Bernardo não conseguiu efetivar seu jogo diante do primeiro colocado do torneio. Jogando na casa do Sesi-SP, a equipe de Rubinho perdeu por 3 sets a 1.

“Jogar com um time experiente é assim. Eles tiveram muitas variações de ataque e saque. Quando chegamos bem no bloqueio eles nos respeitaram, mas não mantivemos o equilíbrio durante o decorrer do jogo”, avaliou o treinador Rubinho.

Para o líbero Gian, mesmo com o respeito do SESI, era preciso ir para cima. “Não conseguimos reverter a situação e ir para cima deles. Começamos bem, mas não fomos efetivos depois”, lamentou.

Ygor, que entrou no decorrer da partida e virou boas bolas, relembra o jogo da última quinta-feira diante do Pinheiros/Sky. “Naquele jogo, os caras do Pinheiros nos olhavam e viam que estávamos dispostos a vencer a qualquer custo, hoje talvez tenha faltado aquele espírito vencedor. Eles nos respeitaram, mas não conseguimos virar as bolas”, concluiu.

Divulgação

(SUPERLIGA) Em Araçatuba, Vivo/Minas duela com Vôlei Futuro

Mineiros vem de vitória sobre o Medley/Campinas na última rodada (Foto: Divulgação)

Em sétimo lugar na classificação geral com 24 pontos, oito vitórias e mesmo número de derrotas, a Vivo/Minas entra em quadra neste domingo (30/01), às 18h, no Ginásio Plácido Rocha, para enfrentar o forte time do Vôlei Futuro, em Araçatuba (SP), partida válida pela terceira rodada do returno da primeira fase da Superliga 2010/11. Além da qualidade que o jogo promete, ele também mostrará em quadra duas equipes buscando afirmação e tentando garantir vaga entre os oito que seguirão na competição nacional. O time paulista está na nona colocação com 23 pontos (8 vitórias e 7 derrotas).

O técnico Marcelo Fronckowiak conta com Henrique e Tiago neste jogo de domingo (30/01) e pode promover a troca de Diogo por Ezinho na equipe que começa jogando em Araçatuba.

Depois da reabilitadora vitória em Campinas, comissão-técnica e jogadores da Vivo/Minas estão conversando bastante, além dos fortes treinamentos, em busca da estabilidade da equipe na competição. O técnico Marcelo Fronckowiak quer força emocional e concentração em busca da vaga para os play-offs.

“Será um jogo muito difícil, na casa do adversário, e com eles também buscando reação para confirmar a classificação. Precisamos superar todos os problemas, pois existe até a possibilidade de ficarmos entre os quatro primeiros. Estamos distantes, mas vamos pensar jogo a jogo, pois temos que confirmar o mais rápido possível a nossa vaga a próxima fase”, comentou Marcelo Fronckowiak, técnico da Vivo/Minas.

Divulgação

(SUPERLIGA) Usiminas/Minas sua e só vence o Brusque no tie-break

Camisa 1, Nicole foi a maior pontuadora e melhor jogadora da partida (Foto: Divulgação)

A partida que encerrou a 11ª rodada do turno da Superliga Feminina 10/11 reuniu as equipes da Usiminas/Minas e do Brusque. As mineiras venceram o confronto, de virada, por 3 sets a 2 (23/25, 25/20, 16/25, 25/17 e 15/13), em 3h de jogo, na Arena Multiuso, em Brusque (SC).

A oposto norte americana Nicole Fawcett, da Usiminas/Minas, foi a maior pontuadora da partida com 27 pontos. Sua companheira de equipe, a central Renata Maggioni recebeu o troféu VivaVôlei como a melhor atleta do jogo.

Pela abertura do returno, Brusque enfrenta o Pauta/São José no clássico catarinense no sábado (05/02), às 10h30, no ginásio São José, em São José (SC). No dia seguinte, o Usiminas/Minas enfrenta o BMG/Mackenzie, às 14h, na Arena JK, com transmissão ao vivo do canal SporTV.

Divulgação/Universo do Vôlei

(SUPERLIGA) Pinheiros/Sky bate lanterna Sanca e conquista a 11ª vitória

'Galácticos' conquistam a 11ª vitória na Superliga (Foto: Divulgação)

Na noite deste sábado (29), atuando no Ginásio Poliesrpotivo do EC Pinheiros, em São Paulo (SP), o Pinheiros/Sky obteve a 11ª vitória na temporada 2010/2011 da Superliga Masculina ao derrotar o São Caetano/Tamoyo de virada em quatro sets (23-25, 25-17, 25-17, 25-17). Agora, a equipe viaja a Minas Gerais para enfrentar dois adversários diretos na luta pelas primeiras posições da tabela de classificação: Sada/Cruzeiro e Vivo/Minas.

Com uma alteração em relação à equipe que enfrentou o BMG/São Bernardo na última quinta-feira (27/01), o ponteiro Aranha no lugar de Maurício, o técnico Mauro Grasso mandou o Pinheiros/SKY à quadra com os pontas Reffatti e Aranha; os meios-de-rede Gustavo e Silêncio; Murilo como levantador; o oposto Tuba; e Polaco atuando como líbero.

Ao fim do confronto, o ponta Aranha recebeu o troféu VivaVôlei como melhor jogador do jogo. O atleta, que voltou a equipe titular nesta noite, ficou duplamente satisfeito. "É muito bom ser eleito o melhor da partida. Mostra que fizemos um bom jogo. Não só eu, como a equipe inteira. Mas o mais importante é ver que o time está se entrosando a cada dia e ficando cada vez mais forte para a sequência da Superliga", afirmou Aranha.

Opostos preocupam - O Pinheiros/SKY teve duas baixas no confronto deste sábado. Tuba e Léo, os dois opostos da equipe, deixaram a quadra contundidos. O primeiro saiu do jogo devido a um incômodo no ombro direito, devido a uma tendinite no local, que não deve ser preocupante. Já seu substituto foi removido de maca após um choque em que bateu o joelho direito com o oposto do São Caetano/Tamoyo, Urso. O atleta pinheirense foi levado direto para o Hospital das Clínicas, onde se encontrava o médico do time, Dr. Julio Nardelli, para fazer exames a fim de determinar o grau da lesão.

Divulgação

(SUPERLIGA) Em casa, Macaé vira e bate Pinheiros/Mackenzie no tie-break

Giovanna (16) foi a melhor jogadora da partida (Foto: Divulgação)

Neste sábado (29) a equipe do Macaé Sports venceu por 3 sets a 2, a forte equipe paulista do Pinheiros/Mackenzie, pela Superliga Feminina 2010/2011, no Ginásio Municipal Poliesportivo Engenheiro Maurício Soares Bittencourt.

O Jogo -
O primeiro set não foi favorável a equipe macaense, que foi vencida com certa facilidade pela equipe paulista pelo placar de 15/25. No segundo set, as macaenses voltaram completamente diferentes das últimas atuações, jogando com raça e determinação técnica fechou os dois outros sets por 25/23 e 25/23.

No quarto set o jogo foi muito equilibrado, tendo a equipe de Macaé, perdido pelo placar de 23/25. No quinto é último set, incentivado pelo bom público que compareceram ao ginásio municipal, as jogadoras macaenses fecharam o set por 25/10 e a partida por 3 sets a 2. A central Giovanna, foi a melhor jogadora da partida, e recebeu o troféu VivaVôlei.

O técnico do Macaé Sports, Alexandre Ferrante, afirmou "foi uma vitória de superação, o time estava precisando deste resultado à equipe ficou um pouco abalada pela derrota frente à equipe do Praia, que é uma equipe do confronto direto", depois de ter realizado uma grande partida contra um adversário mais forte.

Alexandre, ainda afirmou que no voleibol feminino, existe uma pré-disposição dos jogos serem decididos pelo lado emocional. Nesta partida as jogadoras souberam superar este momento e recuperaram a alta estima e conseguiram uma grande vitória, estando de parabéns, concluiu Ferrante.

Divulgação

(SUPERLIGA) Sesi-SP perde set, mas vence BMG/Bernardo

Ponteiro Thiago Alves foi o melhor jogador da partida (Foto: Divulgação)

Na noite deste SÁBADO (29), O Sesi-SP passou pelo BMG/São Bernardo por 3 sets a 1 (25/20, 25/18, 21/25 e 25/19), em 1h47 de jogo, no ginásio Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo (SP).

No duelo, o destaque da partida foi o ponteiro Thiago Alves, do time da Villa Leopoldina, que recebeu o troféu VivaVôlei como melhor atleta do confronto. O oposto Wallace, do Sesi-SP, foi o maior pontuador do jogo com 21 pontos.

“Jogamos dois excelentes sets, mas o nosso ritmo caiu um pouco no terceiro, numa hora importante. Foram 17 erros só neste set perdido. Mas a equipe reagiu bem, o Thiago Alves começou como titular e jogou muito bem, teve um excelente aproveitamento de ataque, e aos poucos vamos estar com o time completo. Na semana que vem temos duas partidas difíceis em Minas Gerais, contra o Minas e o Cruzeiro, e já estamos pensando nesses dois confrontos – disse o treinador do Sesi-SP, Giovane Gávio.

Divulgação

sábado, 29 de janeiro de 2011

(SUPERLIGA) Em casa, Sogipa vence Soya/Blumenau e já pensa no MOC

Sogipanos comemoram vitória (Foto: Divulgação)

Venceu e convenceu. Neste sábado (29), o Fátima/Medquímica/Sogipa enfrentou o Soya/Blumenau/Martplus e venceu por 3 sets a 0. Mostrou-se uma equipe com um jogo mais encaixado, e fez a alegria dos sogipanos que compareceram. Jorginho Schmidt, técnico do time, exaltou a vitória, e já visou o próximo jogo, contra o BMG/Montes Claros, dia 3 de fevereiro.

"Hoje ganhamos quando tínhamos que ganhar. Apesar da nossa recepção não ter sido muito boa, saímos com a vitória. Agora é o Montes Claros. Temos que ganhar deles também", avaliou o treinador.

Kaio foi o grande destaque do jogo. Graças a isto, levou o troféu Viva Vôlei, que premia o melhor jogador da partida. "Eu tinha que ganhar este troféu alguma vez", brinca Kaio. "Agora, contra o Montes Claros, nós estamos embalados e temos que ganhar", analisou.

O Jogo - O início do jogo foi difícil, os gaúchos saíram atrás do placar devido a uma sequência de erros de bloqueio. Os visitantes chegaram a abrir quatro pontos de vantagem. Porém, no final do set, a equipe da casa fechou o set mais disputado da partida em um erro de ataque de Dariel, 27 a 25.

No segundo set, os porto-alegrenses saíram na frente. No entanto, logo em seguida cederam a virada para o adversário. Na metade do set, nova virada sogipana. E, abrindo uma vantagem para o Fátima/Medquímica/Sogipa, Dudu entrou e, com direito a ace, garantiu três pontos de diferença. Final, 25 a 22 e 2 sets a 0.

O domínio dos donos da casa apareceu no set derradeiro. Thiagão, o melhor bloqueador da Superliga, resolveu entrar em ação. Ele não tinha feito nenhum ponto de bloqueio ainda e, na abertura do set, marcou logo três. Os gaúchos abriram a maior vantagem de toda a partida, seis pontos, e terminaram com o set em um belo ataque de Clinty, 25 a 19.

Com este resultado, a equipe sogipana fica com uma vitória a mais que os blumenenses. Fátima/Medquímica/Sogipa e Montes Claros enfrentam-se no dia 3 de fevereiro, em Montes Claros.

Divulgação 

(SUPERLIGA) Juciely brilha, Unilever bate Sollys e fecha turno invicto

Camisa 6, central Juciely marcou incrivéis 10 pontos de bloqueio (Foto: Divulgação)

Em um típico dia de sol do verão carioca, um público de mais de 7.500 pessoas compareceu ao ginásio do Maracanãzinho para assistir a vitória da Unilever sobre o Sollys/Osasco por 3 sets a 1 (23/25, 25/18, 25/19 e 25/15), em 1h53 de jogo, no Rio de Janeiro (RJ). Além de apaixonados por voleibol, os torcedores provaram ser solidários. Neste SÁBADO (29.01) foram arrecadados 11 toneladas de produtos. Como a equipe da Unilever vai dobrar a quantia arrecadada, 33 toneladas de suprimentos serão doados para as vítimas dos desastres naturais na Região Serrana do Rio de Janeiro.

O clássico entre as duas equipes mais vitoriosas da história da competição foi marcado por uma grande atuação da central Juciely. A atleta da Unilever, que foi escolhida a melhor atleta em quadra e levou para casa o troféu VivaVôlei, foi um verdadeiro paredão na rede. Ao todo foram 24 pontos no confronto – dez de bloqueio e 14 de ataque.

“Essa partida é o resultado de muito treino. Foi um jogo difícil, mas nosso time veio muito determinado”, disse Juciely.

O técnico da Unilever, Bernardinho, também estava satisfeito com a atuação das jogadoras do Rio de Janeiro.

“Começamos a partida errando muito, mas quando passamos a bloquear com eficiência tudo melhorou. A Sheilla foi brilhante como sempre, a Regiane e a Suelle jogaram com inteligência e a Juciely teve uma excelente atuação”, explicou o treinador.

Unilever termina o turno invicta

A Unilever encerrou o primeiro turno na liderança da competição de forma invicta com 32 pontos. As cariocas estrearão no returno contra o Macaé Sports, na próxima quinta-feira (3.02), às 19h, no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ). Já o Sollys/Osasco encerrará sua participação no turno, nesta terça-feira (01.02), contra o Pinheiros/Mackenzie, às 19h30, no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP). A partida terá transmissão ao vivo do canal SPORTV.

UNILEVER – Dani, Sheilla, Suelle, Regiane, Juciely e Valeskinha. Líbero – Fabi
Entraram – Amanda, Juliana e Roberta

SOLLYS/OSASCO – Carol, Natália, Jaqueline, Sassá, Adenízia e Thaissa . Líbero – Camila
Entraram – Thaís, Ana Tieme, Samara e Juliana

Divulgação

(SUPERLIGA) Banana Boat/Praia Clube bate lanterninha e encerra turno no G-8

Equipe mineira encerra turno no G-8 (Foto: Divulgação)

O Banana Boat/Praia Clube venceu, por 3 a 0, o São Caetano, hoje (29), fora de casa, pela última rodada do primeiro turno da Superliga Feminina de Vôlei. As parciais foram 25 a 17 e duplo 25 a 20 em uma hora e 25 minutos de jogo. A vitória sobre o lanterna garantiu a permanência do time praiano na zona de classificação da Superliga.

A oposto Fernanda Berti e a cubana Ramirez foram as maiores pontuadoras da partida, ambas com 16 pontos. O time do Praia fez 39 pontos no ataque, cinco no bloqueio e cinco diretamente do saque. A cubana acertou quatro saques em 13 tentativas e teve o melhor desempenho da equipe de Uberlândia.

Com a vitória, o time praiano continua entre as oito melhores equipes classificadas na Superliga. A rodada ainda está em andamento neste fim de semana e a Confederação Brasileira de Vôlei Superliga Feminina de Vôlei não havia atualizado a classificação até o início da noite deste sábado. O time tem 15 pontos ganhos em quarto vitórias e sete derrotas.

(SUPERLIGA) Cimed bate Volta Redonda e segue 100% fora de casa na Superliga

Cimed encerra maratona de jogos fora de casa com vitória (Foto: Divulgação)

A Cimed segue imbatível fora de casa na Superliga Masculina de Vôlei. Jogando na tarde deste sábado no interior do Rio de Janeiro, o time de Bruninho e Bob precisou de menos de uma hora e meia para derrotar o Volta Redonda por 3 sets a 0, com parciais de 25/16, 25/23 e 25/17.

Essa foi a quinta vitória consecutiva da Cimed como visitante na competição. Nas rodadas anteriores, os catarinenses passaram pelo BMG/Montes Claros, BMG/São Bernardo, Soya/Blumenau e Fátima/Sogipa.

Maior pontuador da Cimed no confronto com 11 acertos, sendo 10 de ataque e um de bloqueio, o oposto Bob comemorou mais um triunfo da equipe longe de Florianópolis.

“Foi uma sequência desgastante, pois jogamos em cinco estados diferentes, passando mais tempo em aeroportos e aviões do que em quadra. Mesmo assim nos superamos e conquistamos cinco importantes vitórias. Agora vamos descansar um pouco pois na semana que vem já temos mais um grande desafio”, disse o camisa 2.

O adversário a que Bob se refere é o Vôlei Futuro, em confronto marcado para a próxima quinta-feira no Ginásio Capoeirão, em Florianópolis, com transmissão ao vivo do SporTV.

Divulgação

(SUPERLIGA) Paula Pequeno: “Conseguimos sair de uma dificuldade juntas"

Paula destacou o crescimento do Vôlei Futuro na partida (Foto: Divulgação)

De virada, a equipe de Araçatuba venceu o BMG/São Bernardo no Ginásio Baetão. Perdendo por 2 sets a 0, o Vôlei Futuro conseguiu virar o jogo e conquistar o suado tie break, garantindo a segunda vitória no ABC.

Segundo o técnico William Carvalho o time precisa mostrar mais disposição para entrar em quadra e conseguir impor o ritmo de jogo, hoje conseguiram reverter a situação e agora é corrigir erros e se preparar para o segundo turno. “Duas vitórias fora de casa são muito importantes, o campeonato está muito equilibrado e apesar das 3 derrotas continuamos tendo chances de estar entre os primeiros. Continuo tentando acertar nossa equipe, encontramos alguns desencontros entre bloqueio e defesa e as meninas precisam estar mais atentas às fragilidades do adversário”, analisou William.

Paula Pequeno ainda ressaltou o crescimento da equipe. “Conseguimos sair de uma dificuldade juntas, não aparecemos nos dois primeiros sets, mas mesmo assim tivemos a cabeça boa para virar e conquistar o jogo. Estamos nos fortalecendo e nos preparando para os próximos jogos”, conclui Paula.

Divulgação

(SUPERLIGA) 'Não tivemos paciência', diz Zé Alexandre após virada

Meninas do ABC Paulista permitiram a virada do Vôlei Futuro (Foto: Divulgação)

Depois da vitória na última rodada em cima do Praia Clube, as meninas do BMG/São Bernardo entraram em quadra determinadas a vencer o Vôlei Futuro. Apesar de vencer os dois primeiros sets, a equipe de São Bernardo do Campo deixou o time de Araçatuba virar o placar.

Para o treinador, a falta de paciência para definir a partida contribui para a derrota. “Não tivemos paciência depois do terceiro set para fechar o jogo, queríamos definir a partida em todas as bolas e isso não pode acontece”, avisou Zé Alexandre.

Ainda segundo o treinador, é preciso para o próximo duelo ter padrão de jogo do início ao fim. “Temos que jogar com inteligência do início ao fim da partida. Estávamos vencendo o terceiro set. Depois erramos muito e não conseguimos mais ser efetivos”, concluiu.

Divulgação

(SUPERLIGA) Vôlei Futuro consegue virada e vence o BMG/São Bernardo

Vôlei Futuro encerrou turno com 8 vitórias e 3 derrotas (Foto: Divulgação)

Na manhã deste SÁBADO (29), o Vôlei Futuro enfrentou o embalado BMG/São Bernardo que vinha de quatro vitórias seguidas. E a partida foi uma batalha decidida no quinto set. O time de Araçatuba venceu a equipe do ABC Paulista, de virada, por 3 sets a 2 (18/25, 19/25, 25/23, 25/12 e 15/13), em 2h41 de jogo, no ginásio Baetão, em São Bernardo (SP). O confronto foi válido pela última rodada do turno da Superliga Feminina 10/11 e parte da “Rodada da Solidariedade” da Confederação Brasileira de Voleibol.

O jogo chegou a ser interrompido no início do quarto set por causa das fortes chuvas que caíram em São Bernardo do Campo. A interrupção fez bem a equipe visitante que voltou melhor para o confronto e venceu as três parciais após a paralisação.

O resultado fez o Vôlei Futuro assumir momentaneamente a vice-liderança da competição com 19 pontos – oito vitórias e três derrotas, porém com dois jogos a mais que o Pinheiros/Mackenzie e o Sollys/Osasco. O BMG/São Bernardo encerrou sua participação no turno com 16 pontos – cinco triunfos e seis derrotas. O time de São Bernardo ocupa a sexta colocação.

Tandara e Fernanda brilham

A ponteira Tandara, do Vôlei Futuro, teve grande atuação no confronto. A atacante foi a maior pontuadora em quadra com 24 pontos. Sua companheira de equipe, a central Fernanda, foi eleita a melhor atleta da partida e ficou com o troféu VivaVôlei.

Divulgação

(SUPERLIGA) BMG/Mackenzie vence Pauta e encerra turno com vitória

Mineiras encerra turno com vitória e aposta no retuno melhor (Foto: Divulgação)

O BMG/Mackenzie venceu o Pauta/São José por 3 sets a 0, na manhã deste sábado (29), no interior de Santa Catarina. As parciais foram 19/25, 14/25 e 21/25. A oposta Wime foi eleita a melhor em quadra e ganhou o Troféu Viva Vôlei. Ela também foi a maior pontuadora da partida com 15 acertos.

Essa foi a terceira vitória da equipe na Superliga 2010/2011. O técnico Ricardo Picinin comentou o triunfo da equipe: “O time jogou muito bem e entrou determinado para buscar essa vitória. Jogamos a frente no placar o tempo todo e o terceiro set foi o mais equilibrado. Nós soubemos administrar a vantagem o tempo todo e tivemos tranqüilidade para fechar a partida”, afirmou o treinador.

Ricardo Picinin destacou a importância do resultado positivo no encerramento do turno da competição: “Nossa equipe precisava dessa vitória. Agora, a gente precisa entrar mais concentrado no returno para conseguir descontar as derrotas que tivemos. Pelas nossas contas, precisamos de pelo menos mais cinco vitórias para conseguir a classificação”, declarou.

A líbero Arlene aposta que o BMG/Mackenzie vai ter um melhor desempenho no returno da Superliga: “Nosso time está mais preparado para a segunda fase. Aprendemos muito com os nosso erros e daqui para frente temos que ter mais tranquilidade nos momentos decisivos porque perdemos muitas partidas no tie break”, concluiu Arlene.

Divulgação

(SUPERLIGA) Cruzeirense elogiam atuação na vitória sobre o Vôlei Futuro

Mais do que a vitória por 3 a 0 sobre o Vôlei Futuro, em jogo pela segunda rodada do returno da Superliga disputado nesta sexta-feira em Araçatuba, o líbero Serginho ficou satisfeito com a atuação do Sada/Cruzeiro no confronto.

“Fizemos uma partida quase perfeita, com grandes atuações individuais e um trabalho de conjunto de altíssimo nível. Mesmo diante de um adversário que conta com grandes jogadores, conquistamos uma vitória que mostra que estamos fortes na luta pelo título da Superliga”, destacou Serginho.

Após a partida em Araçatuba, a delegação do Sada/Cruzeiro permanece no interior paulista para enfrentar o Medley/Campinas, na tarde deste domingo, no ginásio do Taquaral. “O Medley vai querer se reabilitar após a derrota para o Minas, mas vamos procurar manter o nosso ritmo de jogo para buscar para mais uma vitória”, garante o experiente líbero cruzeirense.

Divulgação

(SUPERLIGA) Londrina/Sercomtel tem novo confronto pela Superliga

Londrina enfrenta o MOC neste domingo (Foto: Divulgação)

A trajetória registrada até agora pelo Londrina/Sercomtel, que aparece em sexto lugar na classificação geral da competição nacional Superliga Masculina de Vôlei, com 24 pontos (nove vitórias e seis derrotas), é de sucesso.

A equipe londrinense espera repetir o desempenho positivo contra o time mineiro do BMG/Montes Claros, vice-campeão no ano passado, neste domingo (30), às 18h, em jogo no Moringão.

Evolução

“O grupo chegou ao nível que pode brigar com qualquer equipe. Porém, essa não era a realidade no começo do torneio, quando a falta de entrosamento dos atletas prejudicou na classificação. Graças a força da torcida e o desempenho dos jogadores dentro de quadra, a situação hoje é totalmente diferente”, avaliou o presidente do time, Luiz Maccagnan.

A vitória não tem sido registrada apenas no placar eletrônico do Ginásio de Esportes Moringão. Um dos melhores momentos na Superliga foi o resultado positivo conquistado fora de casa contra o Sesi-SP, atual líder e último invicto na competição nacional, por 3 sets a 2 no dia 13 de janeiro. “Planejamos conquistar novas vitórias conforme o andar do campeonato, mas ficamos surpresos em ter fechado o primeiro turno entre os oito primeiros colocados”, disse Maccagnan.

Para torcer junto

Os ingressos custam R$ 10,00. Já para estudantes, professores, idosos (acima de 65 anos) e crianças (menores de 6), o valor é de R$ 5,00.

Estão à venda nas lavanderias 5àSec, localizadas na avenida Higienópolis, 533, no Shopping Catuaí e na avenida Maringá, 199, além da Ótica Matsumoto, na rua Sergipe. As entradas também podem ser adquiridas nas lojas Sercomtel do Shopping Catuaí e da rua Professor João Cândido, 555.

Divulgação

(SUPERLIGA) Pinheiros/Sky recebe o São Caetano na Rodada da Solidariedade

Pela terceira rodada do returno da temporada 2010/11 da Superliga, o Pinheiros/SKY entra em quadra neste sábado (29/01), a partir das 19h30. No Ginásio Henrique Villaboim, em São Paulo (SP), a equipe comandada pelo técnico Mauro Grasso recebe o São Caetano/Tamoyo buscando a sua 11ª vitória na competição nacional.

A partida entre Pinheiros/SKY e São Caetano/Tamoyo também será válida pela Rodada da Solidariedade da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). A entrada do público é gratuita e acontece pelo portão da Rua Hans Nobiling, mas donativos - especialmente água e produtos de higiene pessoal - serão angariados na entrada do Ginásio Henrique Villaboim. O montante arrecadado será entregue à Cruz Vermelha que, posteriormente, enviará à população afetada pelas fortes chuvas que atingiram a Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro.

"Essa é uma atitude muito bacana dos times. É o tipo de ação que sempre tem de ser feita. É um modo de ajudar a quem precisa. Acredito que isso tem de ser feito a cada ano. E, desta vez, vamos ajudar os prejudicados pelas chuvas no Rio de Janeiro. E quanto mais gente puder comparecer ao nosso jogo e doar às vítimas das enchentes, é melhor ainda", disse o levantador Murilo (Foto).

Desfalque - O técnico Mauro Grasso não poderá contar com o ponteiro Giba na partida deste sábado (29/01). Com uma lesão ligamentar no tornozelo direito, o jogador está em processo de recuperação e deve retornar à equipe no período entre três e cinco semanas.

Divulgação

(SUPERLIGA) Sada/Cruzeiro atropela Vôlei Futuro e segue na cola do líder

Nesta SEXTA-FEIRA (29.01), o Sada/Cruzeiro manteve a vice-liderança da Superliga Masculina 10/11 ao bater o Vôlei Futuro por 3 sets a 0 (27/29, 16/25 e 19/25), em 1h30 de jogo, no ginásio Plácido Rocha, em Araçatuba (SP). A partida encerrou a segunda rodada do returno da competição e fez parte da "Rodada da Solidariedade" da Confederação Brasileira de Voleibol.

O oposto Wallace foi o maior pontuador do confronto com 18 pontos, e recebeu o troféu Viva Vôlei como o melhor atleta da partida. Para Wallace, a concentração do time celeste foi determinante para a vitória.

“No primeiro set oscilamos muito o nosso ritmo. Já na segunda e na terceira parciais jogamos mais concentrados e passamos a sacar melhor”, explicou Wallace.

O técnico do Sada/Cruzeiro, Marcelo Mendez, também elogiou o saque da equipe mineira. “Nosso contra-ataque funcionou e também estivemos muito bem no saque”, analisou o técnico.

Com o resultado, o Sada/Cruzeiro manteve-se em segundo lugar na classificação da Superliga Masculina 10/11 com 30 pontos – 14 vitórias e duas derrotas. Já o Vôlei Futuro está em oitavo lugar com 24 pontos – oito triunfos e oito resultados negativos.

VÔLEI FUTURO – Ricardinho, Vissotto, Pedro, Camejo, Michael e Diego . Líbero – Mário Jr.
Entraram – Mineiro, Leandro, Aurélio e Dentinho.

SADA/CRUZEIRO – William, Wallace, Felipe, Léo Mineiro, Acácio e Douglas Cordeiro . Líbero – Serginho
Entrou – Danilo

Divulgação

(SUPERLIGA) Sesi busca mais uma vitória contra o motivado BMG/São Bernardo

No confronto do 1° turno deu Sesi (Foto: Divulgação)

O BMG/São Bernardo tem aprontado para cima dos times favoritos ao título da Superliga Masculina 10/11. A equipe do ABC Paulista, oitava colocada na classificação geral, acumula vitórias contra equipes de maior orçamento como o Vôlei Futuro e o Pinheiros/Sky. Neste SÁBADO (29.01), o Sesi-SP, líder do torneio com apenas uma derrota, buscará conter a boa fase do BMG/São Bernardo, às 18h, no ginásio Villa Leopoldina, em São Paulo (SP). O jogo será válido pela terceira rodada do returno e parte da "Rodada da Solidariedade" da CBV.

No primeiro turno, o Sesi-SP levou a melhor no duelo com o time do ABC Paulista por 3 sets a 0. O ponteiro Thiago Alves, que retornou para o Sesi-SP depois de dois meses parado na última rodada, sabe das dificuldades que encontrará no jogo deste sábado.

“Acompanhei alguns jogos do time deles pela TV e eles têm feito um belo campeonato com um time jovem que bloqueia muito bem. Além disso, eles são muito altos, a maioria tem mais de dois metros”, disse o jogador.

Thiago também está feliz com o seu retorno as quadras depois de dois meses de afastamento para a recuperação de uma cirurgia no joelho esquerdo.

“Após a cirurgia, essa será a primeira partida na qual poderei jogar por inteiro. Fiquei praticamente dois meses parado, mas aproveitei os treinos para voltar ao ritmo de jogo. Quero aproveitar o returno e voltar à boa forma física. O Sesi-SP fez um excelente turno e esperamos fazer um returno tão bom quanto.”, afirmou o atleta.

Fidele pede concentração

Fidele, levantador do BMG/São Bernardo, comemorou o resultado da equipe do ABC Paulista na última rodada da competição - a vitória sobre o Pinheiros/SKY por 3 sets a 1, porém ele garante que o triunfo já é passado.

“Vencemos o Pinheiros, comemoramos, mas esse jogo já passou. Temos que ter o pé no chão e saber que o Sesi-SP é o melhor time do torneio e isso requer foco. Nosso grupo, como um todo, tem que fazer a diferença como fizemos no jogo anterior para obter um resultado positivo”, explicou Fidele.

Divulgação

(SUPERLIGA) Fora de casa, BMG/Mackenzie enfrenta Pauta/São José

Levantadora Tati Saldanha quer saque forte contra o Pauta (Foto: Divulgação)

O BMG/Mackenzie fecha o turno da Superliga 2010/2011 contra o Pauta/São José, neste sábado, às 10h30, no ginásio São José, no interior de Santa Catarina. As duas equipes têm duas vitória em dez jogos pela competição.

“O Pauta tem uma campanha muito parecida com a nossa e precisamos dessa vitória para melhorar a nossa posição na tabela de classificação. Eles também têm uma equipe jovem e temos que ter muita atenção com algumas atletas como a oposta Patrícia e Tati Crispim”, declarou o técnico Ricardo Picinin.

A levantadora Tatiana Saldanha aposta no qualidade do saque da equipe mineira para superar o adversário. O BMG Mackenzie é dono do terceiro melhor saque da competição.

“Nosso saque é bom e a gente tem que tentar quebrar o passe de Pauta para dificultar o contra-ataque adversário. Nossa equipe também precisa aproveitar melhor os nossos contra-ataques e de uma melhor qualidade no passe. Se conseguirmos fazer isso, podemos conseguir a vitória”, afirmou Tatiana.

Divulgação

(SUPERLIGA) Para clássico, líbero Fabi usará camisa especial

Na partida deste sábado, Fabi vai usar uma camisa especial (Foto: Divulgação)

Neste sábado, a líbero campeã olímpica Fabi vestirá uma camisa especialmente criada para o confronto, que leva a marca AdeS, produto da Unilever. O objetivo da empresa é que o suco à base de soja esteja presente dentro e fora de quadra, já que foi um dos itens mais enviados pela Unilever para a região serrana do Rio afetada pelas chuvas. A Unilever fez uma doação emergencial de 42 toneladas de produtos às vítimas antes do início dos três Jogos da Solidariedade. Contra Brusque, no ginásio do Tijuca, foram doados 7 toneladas, mais 3.500 itens, entre água, alimentos, roupas, calçados e produtos de higiene. Mais as 18 toneladas do jogo contra o Pinheiros.

Divulgação

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

(SUPERLIGA) Unilever e Sollys fazem clássico no encerramento do turno

Sheilla é o grande destaque da equipe carioca (Foto: Divulgação)

Nas últimas oito edições da Superliga Feminina, o Sollys/Osasco e a Unilever foram as únicas equipes a vencerem a competição. O time de Osasco ficou com título em quatro oportunidades (02/03, 03/04, 04/05 e 09/10) e o Rio de Janeiro em outras quatro ocasiões (05/06, 06/07, 07/08 e 08/09). Os finalistas da última edição do torneio terão mais um capítulo de uma das maiores rivalidades do voleibol brasileiro, neste SÁBADO (29.01), às 17h, no ginásio do Maracanãzinho, pela última rodada do turno da Superliga Feminina 10/11.

O duelo, que faz parte da Rodada da Solidariedade da CBV, reunirá sete campeãs olímpicas – Jaqueline, Carol, Thaissa e Sassá, pelo Sollys/Osasco, e Valeskinha, Sheilla e Fabi, pela Unilever. Outra campeã olímpica da Unilever, a ponteira Mari segue em recuperação de uma cirurgia no joelho direito. O técnico do Sollys/Osasco, Luizomar de Moura, conhece bem a qualidade das duas equipes e espera uma partida muito disputada.

Natália é a principal atacante do Sollys (Foto: Divulgação)

“O jogo contra a Unilever é um clássico mundial que chama a atenção não só no Brasil, mas no mundo inteiro. Temos treinado e vamos precisar de muita concentração para o jogo contra a Unilever”, disse Luizomar.

Unilever defende a invencibilidade

O time do Rio de Janeiro é a última equipe invicta na competição com 10 vitórias. Já o Sollys/Osasco ocupa a vice-liderança com uma derrota. Para a líbero campeã olímpica Fabi, os confrontos entre Sollys/Osasco e Unilever ultrapassam a esfera do voleibol.

"Unilever e Osasco é sempre um clássico muito aguardado por quem acompanha vôlei", comentou a líbero Fabi. "A partida traz à tona uma grande rivalidade entre Rio e São Paulo. Não tem jeito. É sempre um jogo muito difícil, sem favoritos."

Divulgação

(SUPERLIGA) Soya/Blumenau busca a quinta vitória em Porto Alegre

Soya quer a 5ª vitória na Superliga (Foto: Eraldo Schnaider)

O Soya Blumenau/Mart Plus espera repetir o bom desempenho da última quinta-feira, em Volta Redonda, para alcançar sua quinta vitória na Superliga e subir uma posição na tabela. A equipe comandada por André Donegá joga neste sábado contra o Fatima/Medquimica/Sogipa. A partida será no ginásio da Sogipa, em Porto Alegre, a partir das 19 horas.

Donegá aposta nos bons desempenhos do ponta Digão, maior pontuador de Blumenau contra Volta Redonda, e do central Athos, ganhador do Troféu Viva Vôlei na quinta. Também espera que o central Juliano Bendini mantenha a boa regularidade nos jogos que o colocou como o sétimo melhor bloqueio da competição, segundo as estatísticas da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). Fez 32 pontos nesse fundamento e taxa de sucesso de 19,88%.

O Soya Blumenau/Mart Plus ainda ocupa a 13a colocação da Superliga. Mesmo número de pontos do adversário deste sábado. Os dois times somam 20 pontos em 16 jogos, com quatro vitórias cada. Blumenau fica atrás apenas no primeiro critério de desempate: o set average. O time gaúcho venceu três sets a mais. Blumenau venceu 17 sets e perdeu 37. A Sogipa venceu 20, mas perdeu 40.

Desfalques - Mas o Donegá ainda tem dúvidas para definir a equipe. O ponteiro Marcos Cordeiro torceu o pé na vitória sobre Volta Redonda, na quinta, e ainda é dúvida. Está fazendo tratamento intensivo para se recuperar. China recebeu o terceiro cartão amarelo na Superliga.

Divulgação

(SUPERLIGA) Voltaço Vôlei enfrenta atual tricampeão da Superliga em casa

Cariocas buscam a reabilitação diante da Cimed (Foto: Divulgação)

Após o revés contra o Soya/Blumenau, o Volta Redonda terá mais um desafio em casa pela Superliga Masculina 2010/2011. Os Gigantes de Aço enfrentarão a Cimed neste sábado, dia 29, às 16 horas, no Ginásio da Ilha São João, em Volta Redonda. A partida é válida pela terceira rodada do returno da competição.

Com 23 pontos, o Volta Redonda ocupa a décima colocação na Superliga. De acordo com o técnico Alessandro Fadul, o Voltaço participará de uma série de jogos difíceis nas próximas rodadas.

“Enfrentaremos equipes que brigam pelo título na Superliga nos próximos jogos. Mesmo assim queremos surpreender e buscar pontos importantes rumo aos playoffs”, comentou Fadul.

No confronto entre Voltaço e Cimed pelo primeiro turno, que aconteceu no dia 13 de novembro de 2010, em Florianópolis-SC, a equipe catarinense levou a melhor e venceu por 3 sets a 0 (parciais de 25/20, 25/22 e 25/23).

Atual tricampeão da Superliga, a Cimed assumiu, na rodada anterior, a vice-liderança da competição. Jogadores como o levantador Bruninho e o oposto Anderson, que já foram campeões mundiais com a Seleção Brasileira, fazem parte do seu elenco.

Divulgação

(SUPERLIGA) De olho no G-8, Fátima/Medquímica/Sogipa enfrenta o Soya

Sogipanos recebem o Soya neste sábado (Foto: Divulgação)

O objetivo dentro de quadra é o mesmo. Ficar entre as oito melhores equipes na classificação geral para jogar os playoffs finais. Atualmente, Fátima/Medquímica/Sogipa e Soya/Blumenau/MartPlus fazem campanhas parecidíssimas. Os sogipanos estão em 12º lugar geral, enquanto os adversários estão em 13º. Os dois times estão empatados com 20 pontos na competição, porém, como os sogipanos venceram três sets a mais, estão na frente.

As duas equipes enfrentam-se pela Superliga Masculina de Vôlei neste sábado, às 19h, no ginásio principal da Sogipa. Os visitantes, são os reais adversários, segundo o técnico do Fátima/Medquímica/Sogipa, Jorginho Schmidt. “Eles são os nossos reais adversários. Para nos classificarmos entre os oito, temos de ganhar esta partida. E, para ganhar, nosso principal trunfo é esta torcida que lotou este ginásio hoje”, afirmou o treinador após o jogo contra a Cimed.

Enquanto os gaúchos buscam a recuperação após a derrota para a Cimed por 3 sets a 0, os mineiros do Blumenau esperam encaminhar a segunda vitória em sequência na competição. Nesta quinta-feira, 27 de janeiro, eles venceram o Volta Redonda por 3 sets a 0.

Ingressos antecipados: R$15,00 para não sócios e R$8,00 para sócios, atletas e funcionários.
Ingressos no dia: R$20,00 para não sócios e R$10,00 para sócios, atletas e funcionários.

Divulgação