Páginas

quinta-feira, 31 de março de 2011

(SUPERLIGA) Sollys/Osasco despacha o Praia Clube e está nas semifinais

Ponteira Jaqueline recebeu o Troféu VivaVôlei (Foto: Luiz Pires/VIPCOMM)

Atual campeão da Superliga Feminina de Vôlei, o Sollys/Osasco segue na luta pelo bicampeonato. Nesta QUINTA-FEIRA (31), a equipe paulista confirmou vaga nas semifinais da edição 10/11 da competição, após derrotar o Banana Boat/Praia Clube por 3 sets a 0 (25/20, 25/22 e 25/13) no ginásio do Praia Clube, em Uberlândia (MG). A vitória, em 1h19 encerrou a série das quartas-de-final com duas vitórias.

A ponteira Jaqueline, do Sollys/Osasco, que disputou sua segunda partida após recuperar-se de uma lesão no joelho, recebeu o Troféu VivaVôlei de destaque da partida. Ela marcou 11 pontos na partida, mesma pontuação da sua companheira de equipe: A central Thaisa, e a oposta Ramirez, do Banana Boat/Praia Clube, que foram as principais pontuadoras do confronto.

“A equipe me ajudou o tempo todo enquanto estive contundida, além da minha família e do meu fisioterapeuta, Fernando, que se dedicou muito pela minha recuperação. Ainda sinto falta de ritmo de jogo e velocidade, mas só com os treinos vou readquirir isso”, comemora a campeã olímpica Jaqueline.

Equipe paulista mantém escrita e está nas semifinais (Foto: Luiz Pires/VIPCOMM)

O Sollys/Osasco aguarda agora a definição do confronto entre Vôlei Futuro e Macaé Sports para conhecer seu adversário na semifinal. As equipes medirão forças nesta quinta, às 21h45, em Macaé (RJ), com transmissão do Sportv, e uma vitória da equipe de Araçatuba (SP) decidirá a classificação das paulistas.

“Teremos algum tempo para descansar até as semifinais e vamos tentar aproveitar este período para nos prepararmos da melhor maneira possível”, comenta Natália.

Fora da Superliga, o Banana Boat/Praia Clube lamentou o mau desempenho na terceira parcial da partida.

“Deixamos a competição de cabeça erguida, mas esperávamos fazer uma temporada melhor. O time não deu liga. Neste jogo, começamos bem, mas não conseguimos manter o nível no ultimo set. O Sollys/Osasco sacou bem, nos desconcentramos na recepção e o ataque parou de funcionar”, analisa a líbero Nine.

Divulgação

(SUPERLIGA) Em Contagem, Vôlei Futuro enfrenta o Sada/Cruzeiro pelas semifinais​

Fora de casa, Vôlei Futuro inicia a série semifinais (Foto: Divulgação)

Amanhã (01/04) Vôlei Futuro e Sada/Cruzeiro se enfrentam em Contagem (MG) na primeira partida válida pelas semifinais da Superliga Masculina 2010/11. A equipe de Araçatuba (SP) busca a vaga inédita na final do campeonato, o embate será realizado às 21h e será transmitido pelo canal Sportv.

O técnico Cezar Douglas informou que está buscando passar tranqüilidade para o grupo, tendo em vista que para o duelo será necessária muita cautela.

“Estamos tentando controlar ao máximo a ansiedade para estas partidas. Nosso time evoluiu muito nesta reta final de Superliga. Para estas semifinais temos que tentar tirar a pressão de serem partidas que poderão nos classificar para uma final inédita. Será o duelo entre a equipe que considero mais regular em toda a competição contra um time em ascensão. O time que mantiver o controle emocional e que estiver confiante no saque e no ataque levará vantagem”, avalia o treinador.

Para Cesar Douglas, o segredo do crescimento do Vôlei Futuro está da dificuldade que a equipe passou para conseguir a classificação para os playoffs. “Estamos numa crescente. No fim da fase classificatória, cada jogo era um mata-mata. Não podíamos perder. Tínhamos que vencer para continuar na luta por um lugar nos playoffs”, relembra o treinador.

Sobre o adversário, Cesar rende somente elogios. “É uma equipe muito coesa. São jogadores muito eficientes em todas as seis posições e que, geralmente, tem sempre mais de cinquenta por cento de aproveitamento em seus desempenhos. Temos que ter cuidado com tudo e com todos. È uma equipe com dois ponteiros muito técnicos e um oposto que dispensa comentários por causa da eficiência de seus ataques. Além deles, tem dois centrais que mesclam técnica e força e um levatandor experiente. É um grupo completo”, avalia o técnico do Vôlei Futuro.

Além disso, Mário Jr. informou que a equipe busca manter o ritmo de jogo e o entrosamento que conquistaram nos jogos dos playoffs, onde venceram e eliminaram a Cimed de Santa Catarina.

“O time se encontrou na quadra e os últimos resultados positivos deram forças para chegarmos bem nas quartas de final e agora na semi, sabemos que iremos passar por um time forte, mas entraremos com força total na casa do adversário para continuar lutando em busca de nossos objetivos”, disse Mário.

A torcida de Araçatuba acompanhará o duelo do Ginásio Plácido Rocha, em Araçatuba, onde telões foram colocados para a transmissão do confronto.

Divulgação

(SUPERLIGA) Destaque da Superliga, Wallace se acostuma a ser “caçado” em quadra

Grande destaque da Superliga 2010/2011, o oposto Wallace (8) do Sada/Cruzeiro encara nesta sexta-feira o Vôlei Futuro pela primeira semifinal do torneio nacional. Ciente do seu desempenho em quadra que tem chamado atenção não só dos fãs de vôlei, mas também dos adversários, o atleta mineiro diz que está aprendendo a lidar com essa situação.

“Estar no ranking tem seu lado bom e ruim. Mas estou aprendendo a lidar com isso. Todo mundo vai querer me pegar seja em um bloqueio, seja em um saque. Acho que querendo ou não uma hora os adversários vão pensar nisso. Pelo lado bom é ótimo saber que estou fazendo uma boa superliga, por isso agora é hora de tentar errar o menos possível e ajudar minha equipe”, ressaltou o oposto que é o segundo melhor anotador da Superliga e o primeiro em aproveitamento de ataques.

Sobre o duelo desta sexta-feira, Wallace espera um confronto bem complicado. “Amanhã será mais uma final, como vem sendo desde as quartas-de-final. E nessa semifinal será da mesma maneira. Não há time favorito, todos tem a mesma chance de sair vencedores ou perdedores. Temos que ter esse espírito amanhã, é a nossa final e vamos com muita determinação dentro de quadra”, finalizou o jogador mineiro.

Divulgação

(MERCADO) Rubinho continua no BMG/São Bernardo e já planeja 2ª temporada da equipe

Idealizador do jovem projeto do BMG/São Bernardo para a temporada 2010/2011 juntamente com a Prefeitura de São Bernardo do Campo,  o técnico Rubinho – assistente de Bernardinho na Seleção Brasileira – continua no comando da equipe do ABC paulista por mais uma temporada.

Com uma primeira temporada cheia de desafios e adaptações, Rubinho enaltece a garra e determinação da equipe da grande São Paulo. “A primeira meta foi cumprida. Um time jovem que jogou o campeonato mais difícil da história. Até a penúltima rodada brigamos pela classificação (ao playoff da Superliga) junto com equipes espetaculares, com jogadores campeões olímpicos e mundiais. Conseguimos jogar de igual para igual com eles. Foi muito bom para nosso retorno nesse primeiro ano de projeto”, avaliou o treinador.

Pronto para começar uma nova temporada o treinador do BMG/São Bernardo quer usar a experiência deste ano para o crescimento da sua equipe. “O objetivo agora é dar continuidade a tudo isso. Esses jovens jogadores irão crescer muito com a experiência adquirida nesta temporada. Agora é agregar alguns novos jogadores talvez e continuar o trabalho aqui”, animou-se Rubinho.

Nesta reta final de Superliga 2010/2011, o treinador aproveita para descansar em família e começa a segunda temporada no BMG/São Bernardo no início de Maio após período de treinamento com a Seleção Brasileira.

Divulgação

(SUPERLIGA) Sada/Cruzeiro faz primeiro duelo da semifinal com Vôlei Futuro nesta 6ª

Sada tenta chegar à primeira final da história do time mineiro (Foto: Divulgação)

O Sada/Cruzeiro se prepara para encarar mais um desafio em busca da vaga na decisão da Superliga Masculina de Vôlei. O time estrelado vai enfrentar o Vôlei Futuro na noite desta sexta, 1°, às 21h, na primeira rodada da série melhor de três das semifinais. A partida será disputada no Poliesportivo do Riacho, em Contagem, e será transmitida ao vivo pelo Sportv.

A equipe cruzeirense fechou a fase de classificação em terceiro lugar na tabela, enquanto o adversário foi o sétimo colocado. Por isso os mineiros têm a vantagem de disputar dois jogos em casa.

O Vôlei Futuro tem no elenco o levantador Ricardinho, além dos campeões mundiais em 2010, Leandro Vissotto, Lucão e Mário Jr. No início do campeonato o time paulista teve uma apresentação irregular, mas se recuperou antes dos playoffs e eliminou a atual campeã Cimed em dois jogos.

“Eles tiveram altos e baixos durante a competição, mas para essa fase final com certeza vão vir com tudo. Nosso time é bem compacto, equilibrado e tem correspondido muito bem. Acredito muito na nossa equipe e vamos confiantes para fazer uma boa partida. Temos que aproveitar essa vantagem de jogar em casa e o apoio da torcida cruzeirense”, afirmou o capitão e levantador William.

Para o oposto Wallace, o saque será muito importante no duelo. “Vai ser um jogo bastante difícil, disputado, e para jogarmos bem vamos ter que sacar muito. Isso vai ser essencial”, disse o jogador, que tem o melhor ataque da Superliga.

Divulgação

(SUPERLIGA) “O segundo jogo é o mais difícil", diz Adenízia


Central Adenízia não quer Sollys relaxado em quadra (Foto: Divulgação) 

Nesta quinta-feira, às 19h, o Sollys/Osasco enfrenta o Banana Boat/Praia Clube pela segunda rodada dos playoffs de quartas de final da Superliga Feminina, no ginásio do Praia Clube, em Uberlândia (MG). Com 1 a 0 de vantagem na série, a equipe do técnico Luizomar de Moura precisa apenas de uma vitória para garantir uma das vagas para a semifinal da competição nacional.


“É um jogo de vida ou morte para o Praia e para nós tem que ser também, até porque sabemos o valor do adversário. Apesar do resultado positivo (no primeiro jogo), enfrentamos dificuldades durante a partida e tivemos que jogar muito concentrados e disciplinados taticamente para conseguir a vitória. O pensamento é não relaxar, entrar muito focado e tentar fechar a série diante de um time que vai jogar dentro de sua casa e diante de sua torcida, o que será uma experiência muito boa para tentarmos buscar a vaga fora de casa”, declarou o treinador.

A vantagem no playoff não ilude a central Adenízia. A jogadora acredita que o segundo confronto será ainda mais complicado do que foi o primeiro. “O segundo jogo é o mais difícil porque a equipe adversária está atrás no placar e querendo recuperar. Elas virão com tudo e a gente não pode entrar relaxada para não corrermos riscos”, analisou a atleta, que deseja ver o Sollys atuando igual no segundo e terceiro sets da partida anterior. “Precisamos entrar concentradas desde o começo, sem vacilar e saber que do outro lado tem jogadoras de respeito”, completou.

Divulgação

(SUPERLIGA) Serginho aposta em grandes jogos entre Sada/Cruzeiro e Vôlei Futuro

Líbero Serginho disputa nona semifinal da Superliga (Foto: Divulgação)

Sada/Cruzeiro e Vôlei Futuro fazem na noite desta sexta-feira, em Contagem, o primeiro confronto pela semifinal da Superliga Masculina de Vôlei. Disputando pela nona vez essa etapa da competição, o líbero Serginho é uma das principais armas do time mineiro para chegar à decisão.

“A experiência é importante, mas busco motivação no que ainda posso conquistar. E meu objetivo é ajudar o Sada Cruzeiro a chegar pela primeira vez à final da Superliga”, declarou Serginho, que conta em seu extenso currículo com diversas premiações individuais, além de sete presenças em decisões, todas pelo tradicional Minas Tênis Clube.

Para o líbero, as duas equipes têm tudo para fazer espetáculos marcantes. “Fizemos uma campanha equilibrada, garantindo nossa classificação sem sustos. Já o Vôlei Futuro, apesar das dificuldades durante a primeira fase, chega às finais vivendo um excelente momento. Prova disso é que eliminou a Cimed. Serão grandes jogos e quem vai ganhar será o público que gosta de vôlei”, analisou.

VENCER EM CASA

Serginho acrescenta que um resultado positivo nesta sexta-feira é fundamental para o Sada Cruzeiro. “É importante ganhar em casa, pois nos daria um pouco mais tranquilidade para a segunda partida, em que o mando será do Vôlei Futuro. É com esse objetivo que vamos entrar em quadra amanhã (sexta-feira) em Contagem”, finaliza o experiente líbero cruzeirense.

(SUPERLIGA) Ingressos para Vivo/Minas x Sesi-SP começam a ser vendidos nesta 6ª

Ingressos começam a ser vendidos nesta sexta-feira (Foto: Divulgação)

A venda de ingressos para a segunda partida da semifinal da Superliga de Vôlei Masculino 2010/11 entre Vivo/Minas e Sesi-SP começa nesta sexta-feira (1º/4), a partir das 14h. Os torcedores poderão adquirir os ingressos nas bilheterias da Arena Vivo, localizada na rua da Bahia, nº 2424, até as 18h. No sábado, dia do jogo, as vendas reiniciarão às 8h30 até que os ingressos acabem.

Os associados minastenistas podem comprar os ingressos nas Centrais de Atendimento das Unidades I e II. O pagamento poderá ser em dinheiro ou debitado na fatura do condomínio.

Os ingressos custam R$ 8,00, com estudantes, crianças até 12 anos, maiores de 60 anos e sócios pagando a metade (R$ 4,00).

Divulgação

(SUPERLIGA) Vôlei Futuro busca vaga inédita na semifinal contra o Macaé/Sports

O Vôlei Futuro pode chegar a semifinal pela primeira vez (Foto: Divulgação)

Em busca de uma inédita vaga nas semifinais da Superliga Feminina, o Vôlei Futuro enfrenta, nesta quinta-feira (31), o Macaé/Sports, sexta colocada na fase classificatória. O time de Araçatuba e a equipe do Norte Fluminense jogará, às 21h45, no ginásio Municipal, em Macaé (RJ). A partida é válida pela segunda rodada das quartas-de-final e será transmitida ao vivo pelo canal Sportv.

A equipe paulista ganhou o primeiro duelo por 3 sets a 0, diante de sua torcida, no ginásio Plácido Rocha, em Araçatuba. Para o Macaé/Sports continuar vivo na Superliga, terá de vencer para forçar a realização da terceira partida. Se necessário, o terceiro confronto também será disputado no domingo, a partir das 21h30.

William Carvalho: “É preciso manter a pegada”

O Vôlei Futuro está a uma vitória da inédita classificação para as semifinais da Superliga Feminina. Esta é a quinta temporada da equipe de Araçatuba na competição. A melhor colocação foi na última edição, quando terminou em sexto lugar. Apesar da proximidade de carimbar o passaporte para a próxima fase, o técnico da equipe paulista, William Carvalho, está com os pés no chão.

“Será um jogo ainda mais difícil do que o último. Nosso time está focado e sabe das dificuldades que teremos por jogarmos em Macaé. Sabemos do potencial do adversário e temos a consciência que é um time que cresce muito jogando em casa. É preciso manter a pegada do primeiro jogo”, prevê William Carvalho.

No primeiro confronto, o Vôlei Futuro venceu por 3 sets a 0, em Araçatuba. William destaca a boa atuação da equipe no sistema defensivo. “Conseguimos mandar no jogo o tempo inteiro. Nosso bloqueio e nossa defesa funcionaram muito bem. Apesar de não termos tido um bom desempenho no saque em termos de pontos, fomos bem na parte estratégica deste fundamento, o que facilitou o bloqueio. Nesse segundo jogo, temos que ter tranquilidade na saída de jogo”, avalia William, que elogia o potencial do Macaé Sports.

“O Macaé Sports tem um excelente poder de ataque. No entanto, a maior força do time está no conjunto. É uma equipe muito jogueira”, completa William.

Macaé/Sports está otimista



Diante da torcida, Macaé quer fazer o dever de casa (Foto: Jr Barbosa)

O jogo é de vida ou morte para o Macaé Sports. E a pressão motiva o técnico Alexandre Ferrante. “Estamos otimistas. Sabemos que a Superliga recomeça a partir das quartas-de-final do zero. Na fase classificatória, conseguimos, apesar de ser tecnicamente inferiores, jogar de igual para igual contra equipes consideradas favoritas. Isso nos fez chegar nos playoffs com a condição de franco-atiradores”, avalia Ferrante.

Para o treinador, no primeiro confronto, a equipe do Norte Fluminense pecou nos contra-ataques. “Não conseguimos definir as bolas depois de um bom posicionamento na defesa e no bloqueio. Essa é a nossa principal força. Com isso, naquele jogo, fizemos nosso dever pela metade. Desta forma, as características do jogo mudaram e o Vôlei Futuro conseguiu desempenhar o seu papel e aproveitar o fato de estar ao lado da sua torcida”, diz Alexandre Ferrante.

Divulgação

(SUPERLIGA) Fora de casa, Sollys/Osasco busca ir a mais uma semifinal diante do Praia

Equipe paulista está a uma vitória das semifinais (Foto: João Pires/VIPCOMM)

Tetracampeão da Superliga Feminina, o Sollys/Osasco participou das últimas nove semifinais da competição. Nesta QUINTA-FEIRA (31), o time poderá garantir vaga na próxima fase se vencer seu desafio. A equipe de Osasco enfrentará o Banana Boat/Praia Clube, a partir das 19h, no ginásio do Praia Clube, em Uberlândia (MG).

O Sollys/Osasco superou o time mineiro no último domingo por 3 sets a 0 e ficou a uma vitória das semifinais. Com a derrota, o único caminho para o Banana Boat/ Praia Clube é vencer a segunda partida da série melhor-de-três para forçar o terceiro jogo. Se necessário, o terceiro confronto será disputado no próximo domingo, a partir das 12h, no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP).

A mesma preocupação

Atual campeão da Superliga, o Sollys/Osasco espera fechar a série melhor-de-três na segunda partida. Para Luizomar de Moura, técnico da equipe paulista, o segredo será manter a seriedade do primeiro duelo.

“Temos que ter a mesma preocupação e mesma responsabilidade que tivemos no primeiro desafio. Sabemos da força do adversário e do objetivo, que é tentar empatar a série”, diz Luizomar, que elogiou o desempenho da equipe no último jogo.

“Fomos muito disciplinados técnica e taticamente. Colocamos em prática tudo o que treinamos. A concentração e vontade de vencer precisa nos motivar sempre”, completa o treinador.

No último duelo, o Sollys/Osasco teve o retorno da ponteira Jaqueline. A campeã olímpica não atuava desde fevereiro, quando precisou passar por uma artroscopia no joelho esquerdo.

“Foi um prêmio poder contar com a volta da Jaqueline. A cada jogo, vamos analisar as condições dela e saber de que forma vamos usá-la para ela poder voltar a velha forma. É preciso paciência”, comemora Luizomar, que fez questão de agradecer a um profissional em especial.

“O Fernandinho, nosso fisioterapeuta, tem um papel decisivo nessa recuperação da Jaque. Desde o dia que ela se machucou ele se dedicou a sua recuperação. Esse retorno dela às quadra passa pelas mãos dele”, completa.

Torcida e confiança

Mineiras querem forçar a terceira partida (Foto: Divulgação)

Para se manter vivo na Superliga Feminina 10/11, não existe outra alternativa para o Banana Boat/Praia Clube que não seja a vitória. Ciente da pressão que o grupo enfrentará na partida desta quinta-feira, o técnico do time de Uberlândia, Boni, está confiante num melhor desempenho da sua equipe.

“O grupo está bem. Analisando a primeira partida tivemos as nossas chances. No primeiro set ficamos na frente toda a parcial e não conseguimos fechar, depois de cometer cinco erros em sequência. Isso não pode ocorrer. Estamos trabalhando o lado emocional do grupo e a nossa confiança”, explica Boni.

O treinador aposta ainda que a torcida de Uberlândia comparecerá em peso para apoiar o time da casa. “Vamos jogar com a torcida do nosso lado e cada vez estaremos mais acostumados a pressão e confiantes, mesmo o nosso time sendo jovem”, garante Boni.

Divulgação

(SUPERLIGA) Vivo/Minas surpreende, vira sobre Sesi-SP e leva decisão para BH

Vivo/Minas: A uma vitória da decisão (Foto: Divulgação)

Uma partida emocionante e decidida após cinco sets deixou, nesta QUARTA-FEIRA (30), o Vivo/Minas em vantagem nas semifinais da Superliga Masculina de Vôlei 10/11. Jogando fora de casa, no ginásio Vila Leopoldina, em São Paulo, o tradicional time mineiro derrotou o Sesi-SP, líder da fase classificatória, por 3 sets a 2 (16/25, 25/19, 21/25, 25/23 e 15/11), em 2h04 de partida. Esta foi a primeira vitória dos mineiros sobre os paulistas em cinco confrontos na Superliga.

O segundo confronto entre as equipes, que poderá definir a classificação dos mineiros, acontecerá no próximo SÁBADO (02.04), às 10h, na Arena Vivo, em Belo Horizonte, e terá transmissão ao vivo da Rede Globo. A outra série semifinal da Superliga 10/11 reúne Sada/Cruzeiro (MG) e Vôlei Futuro. O primeiro confronto acontecerá nesta SEXTA-FEIRA (01.04), às 21h, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG), e será transmitido pelo canal Sportv.

“Não conseguimos sacar como poderíamos nesta partida, mas bloqueio funcionou muito bem e compensou. Jogamos aquém do que estamos acostumados no primeiro set, conseguimos equilibrar o jogo depois. Demos um passo importante, mas ainda não estamos na final. Do mesmo jeito que ganhamos fora de casa, o Sesi-SP também pode conseguir. Vamos seguir trabalhando para tentar conquistar essa classificação”, promete o técnico do Vivo/Minas, Marcelo Fronckowiak.

O maior pontuador da partida foi o oposto Wallace, do Sesi-SP, com 22 pontos. O ponteiro Luiz Felipe, do Vivo/Minas, saiu do banco de reservas para ajudar na reação da equipe e foi eleito o destaque da partida, sendo premiado com o Troféu VivaVôlei. Ele marcou 17 pontos.

“Nosso time estava tenso no início, por ser um jogo decisivo e pela pressão da torcida. Estava no banco e procurei animá-los. Em um jogo como estes, além da parte técnica é muito importante o lado psicológico. Entramos com sangue nos olhos e lutamos muito. Temos a oportunidade de fechar a série em casa, mas sabemos que teremos um jogo duríssimo. O Sesi-SP não passou da primeira fase em primeiro lugar à toa”, analisa o ponteiro.

O levantador Sandro, do Sesi-SP, acredita que os seguidos erros no início do quinto set determinaram a derrota da equipe em casa.

“Fomos bem no ataque durante toda a partida, mas no inicio do quinto set passamos a enfrentar os centrais do Vivo/Minas, que são excelentes bloqueadores. Saímos atrás e o set acabou sendo decidido nestes pontos”, avalia.

Divulgação

quarta-feira, 30 de março de 2011

(SUPERLIGA) Marina comemora vitória em BH e acredita na classifica​ção do Pinheiros

Central Marina está confiante na classificação do Pinheiros (Foto: Divulgação)

A vitória desta terça-feira do Pinheiros/Mackenzie por 3 a 1 sobre o Usiminas/Minas, em Belo Horizonte, foi bastante comemorada pela meio de rede Marina. O resultado empatou o confronto em 1 a 1 e deixou o time paulista em condições de definir a classificação para a semifinal da Superliga de Vôlei jogando em casa, em partida marcada para a noite do próximo sábado em São Paulo.

“Fizemos uma primeira partida muito ruim, mas mesmo assim não nos abalamos, confiando na nossa capacidade de reverter a situação. Ontem, o time jogou com autoridade e conseguiu uma vitória que nos deixa em boas condições de avançar para a semifinal”, disse Marina.

PRINCIPAL BLOQUEADORA

Com 64 pontos, Marina é a principal bloqueadora do Pinheiros/Mackenzie e uma das 10 melhores no fundamento na Superliga 2010/2011. A central conta também com 120 acertos de ataque e seis aces, somando 190 pontos na competição.

Divulgação

(SUPERLIGA) Venda de ingressos para Sada Cruzeiro x Vôlei Futuro começa nesta 5ª

Começa na manhã desta quinta-feira a venda de ingressos para o duelo entre Sada/Cruzeiro e Vôlei Futuro em Contagem, na próxima sexta, às 21h, pela primeira rodada das semifinais da Superliga Masculina de Vôlei.
A entrada custa R$6,00 inteira e R$3,00 meia entrada. As bilheterias do Ginásio do Riacho abrem às 9h desta quinta e seguem até às 18h. O endereço é rua Rio Paraopeba, 1200, bairro Riacho das Pedras, próximo ao Carrefour.

Em Belo Horizonte a venda acontece na Sede Administrativa do Cruzeiro, de 9h às 17h (rua Timbiras, 2.903, Térreo, Barro Preto).

Na sexta-feira a venda prossegue nos dois postos, enquanto houver ingressos.

Divulgação

(SUPERLIGA) Vini, do Sesi-SP, acredita na força de grupo para superar Minas

"Acredito em nossa força de grupo que nos trouxe até aqui”, diz Vini (Foto: Divulgação)

Duelo de gigantes nesta quarta-feira na Vila Leopoldina. O central Vini do Sesi-SP espera uma partida acirrada diante do Vivo/Minas. O jogador traz do duelo com o Medley/Campinas a perseverança de sua equipe durante a competição.

“Lá foi um caldeirão, eles não desistiram. Mas tivemos a competência de ficar à frente no placar e sair com a vitória. Nosso grupo se superou mais uma vez e isso é essencial para essa nova fase. Agora temos que impor nosso ritmo de jogo”, declarou o camisa 11.

Naquele confronto Vini fez o último ponto da partida, sendo elogiado por seus companheiros de equipe. “Graças a Deus fiz um bom jogo, me sinto honrado pelas palavras do Murilo, o melhor jogador do mundo”, comemorou o jogador.

Com companheiros já experientes nas horas decisivas, o atleta paulista diz o que tem aprendido com o melhor do mundo e com o líbero Serginho. “Eles sempre querem o algo mais e isso é muito importante. Não parar nos bons resultados, sempre treinar melhor e aprimorar a cada jogo. Eles são espelhos e esse é o grande diferencial deles, o querer mais”.

Sobre o Vivo/Minas, Vini espera uma grande apresentação e conta com a união do seu time. “Serão clássicos. Com jogadores que tem potencial para definir a situação, mas acredito em nossa força de grupo que nos trouxe até aqui”, finalizou o central.

Divulgação

(SUPERLIGA) Diogo reconhece favoritism​o do Sesi, mas diz que Vivo pode surpreende​r

Ponteiro Diogo acredita na força do time mineiro (Foto: Divulgação)

Sesi-SP e Vivo/Minas iniciam nesta quarta-feira a série semifinal pela Superliga Masculina de Vôlei. O primeiro jogo será disputado no ginásio do SESI da Vila Leopoldina, em São Paulo.


Um dos principais atacantes da competição, Diogo reconhece a força dos paulistas, mas acredita em sua equipe. “Por seu elenco e pela campanha que realizou, não há como não dizer que o Sesi é o favorito do confronto. Mas nosso grupo vive um momento especial e tem boas chances de surpreender e lutar para chegar à decisão da Superliga”, disse o ponteiro minastenista.

CONFIANÇA

Diogo acrescenta que a forma como o time garantiu vaga na semifinal aumentou a confiança do Vivo/Minas. “Fizemos duas grandes partidas diante do Montes Claros, que fez melhor campanha na fase de classificação, inclusive ganhando na casa deles. Isso mostra que temos potencial para tentar repetir o feito diante do Sesi”, finalizou o camisa 7.

Divulgação

(ITALIANO) Levantador Bruninho vai disputar os playoffs do Italiano pelo Modena

Várias vezes campeão pela Cimed e pela seleção brasileira, Bruninho terá sua primeira experiência no voleibol internacional. O levantador de 24 anos de idade acertou um contrato com o Casa Modena para a disputa dos playoffs do Campeonato Italiano.

Bruninho embarca no final da tarde desta quarta-feira para a Europa e já começa a treinar com seus novos companheiros sob o comando do técnico Daniele Bagnoli. A primeira rodada da série melhor de cinco pelas quartas de final do Italiano está prevista para o dia 7 de abril.

“O levantador titular do Modena (o finlandês Mikko Esko) sofreu uma contusão e a diretoria do clube estava em busca de um jogador de ponta para substituí-lo. Assim que a Cimed foi eliminada da Superliga, os italianos entraram em contato para saber sobre a possibilidade de o Bruno disputar os playoffs e fizeram a proposta”, revelou Douglas Sousa, da 7mais7 Sports, empresa que agencia a carreira do atleta.

EXPERIÊNCIA INTERNACIONAL

Bruninho encara sua ida para o voleibol italiano como mais uma importante etapa de sua carreira. “Jogar pela primeira vez no exterior, ainda mais disputando um campeonato tão forte e tradicional como o Italiano, será uma ótima experiência. Estou bastante motivado e espero ajudar o Modena a lutar pelo scudetto”, disse o levantador.

O camisa 1 da Cimed e da seleção, no entanto, afirma que sua primeira passagem pelo voleibol europeu já tem data para terminar. “Meu contrato na Itália é de 45 dias. Na próxima temporada quero disputar novamente a Superliga e a preferência é continuar na Cimed, mas só vou conversar sobre isso quando voltar ao Brasil”, concluiu.

Divulgação

(SUPERLIGA) Em SP, Vivo/Minas inicia luta por vaga na final da Superliga

Minastenistas querem vaga na final da Superliga (Foto: Divulgação)

A Vivo/Minas estreia na fase semifinal da 17ª Superliga Masculina de Vôlei 2010/11 nesta quarta-feira (30/03), às 19h, contra o Sesi-SP, no Ginásio Vila Leopoldina, em São Paulo/SP. A partida terá transmissão ao vivo pelo canal Sportv. Os minastenistas terminaram a primeira fase em quinto lugar e eliminaram a BMG/Montes Claros, atual vice-campeã nacional e que ficou com a quarta posição na etapa classificatória. Já o time paulista fez melhor campanha na primeira fase e eliminou a Medley/Campinas (oitava colocada).

Depois de um primeiro turno complicado, a Vivo/Minas cresceu no returno e fechou a primeira fase em quinto lugar. Nas quartas-de-final fez um grande clássico contra a BMG/Montes Claros e venceu o jogo no norte de Minas e também na Arena Vivo (3 a 1 e 3 a 2), garantindo presença entre os quatro melhores do país, se recuperando da campanha da temporada passada quando foi eliminado nas quartas pelo Sada/Cruzeiro.

Diogo, um dos destaques da equipe minastenista, comentou que o grupo está fazendo uma boa preparação, visando o duelo contra o Sesi, principalmente voltada para uma recuperação em virtude do desgaste nos dois jogos contra Montes Claros.

"A equipe do Sesi dispensa comentários, mas estamos crescendo e vamos com tudo para cima deles, pois vale a vaga na final. O primeiro jogo é importante, mas não decide, e sabemos da importância de reverter a vantagem. A pressão é do lado deles, que têm o maior investimento, fizeram a melhor campanha na fase classificatória, e ganharam os dois jogos contra a gente, mas não estamos mortos não, vamos para cima deles", garante Diogo, quinto melhor jogador no fundamento ataque na Superliga, com 34,69% de aproveitamento.

Para o levantador Marlon será um jogo de comprovação do que a equipe Vivo/Minas vem fazendo nesta temporada. O time evoluiu muito e espero que continue conquistando resultados positivos. Agora, é uma semifinal, só tem duelo de gigantes. O que perde é aquele que não consegue cumprir o que deveria ser feito no momento. O passado não conta muito agora, pois começa uma nova competição", comentou o levantador da Vivo/Minas, que desde os jogos contra Montes Claros tem dito aos companheiros que "estou preparado para dar o meu melhor por vocês e se cada um der o seu melhor a gente vai levar".

O técnico Marcelo Fronckowiak também destaca o novo momento da competição, em que tudo se decide num play-off de três jogos. "A realidade do momento é esta e, sem dúvida, fica uma reserva das coisas boas que foram feitas até aqui, tanto para um time quanto para o outro. Sabemos das dificuldades que teremos pela frente, mas a nossa determinação será fundamental para que possamos alcançar um objetivo maior. Crescemos quando tivemos tempo de trabalhar com o grupo, numa grande participação da comissão técnica, com o grupo entendo os objetivos e as mecânicas criadas para treinamentos. O grupo criou uma identidade e estamos chegando ai com muita vontade e determinação", concluiu o treinador da Vivo/Minas.

Divulgação

(SUPERLIGA) De virada, Pinheiros/Mackenzie bate a Usiminas/Minas e força 3° jogo

Está tudo igual nas quartas de final entre Pinheiros e Usiminas (Foto: Divulgação)

O Pinheiros/Mackenzie esteve próximo da eliminação da Superliga Feminina 10/11, mas a equipe de São Paulo provou porque é a atual bicampeã paulista e venceu, de virada, a Usiminas/Minas, por 3 sets a 1 (24/26, 25/22, 25/18 e 25/13), em 1h59 de jogo, na Arena Vivo, em Belo Horizonte (MG).

Com o resultado, a série melhor-de-três das quartas de final está empatada, pois as mineiras venceram a primeira partida por 3 sets a 1. O jogo decisivo da série será disputado neste SÁBADO (02.04), às 21h30, no ginásio Henrique Vilaboin, em São Paulo (SP). O Sportv transmitirá ao vivo. O vencedor dessa partida enfrentará a Unilever na semifinal.

O jogo foi marcado por uma grande atuação das ponteiras do Pinheiros/Mackenzie. Soninha foi a maior pontuadora do confronto, com 22 pontos. Sua companheira de posição na equipe paulista, Jú Costa, marcou 16 pontos e foi eleita a melhor atleta da partida levando para casa o troféu VivaVôlei.

“No primeiro jogo ninguém foi bem. Eu particularmente joguei bem abaixo. Agora está tudo igual vamos para casa para conquistar mais uma vitória e a classificação para a semifinal”, disse Jú Costa.

Divulgação

(SUPERLIGA) Unilever vence BMG/São Bernardo e se garante nas semifinais

A levantadora Dani Lins (4) foi eleita a melhor atleta do duelo (Foto: Divulgação)


A escrita foi mantida. Desde a sua criação, em 1997, a Unilever sempre chegou, pelo menos, até a fase semifinal da Superliga Feminina. E nesta edição do torneio não será diferente. Nesta TERÇA-FEIRA (29), o time do Rio de Janeiro bateu o BMG/São Bernardo por 3 sets a 0 (25/20, 25/16 e 25/16), em 1h10 de jogo, no ginásio Maracañazinho, no Rio de Janeiro (RJ). Com o resultado, a equipe do técnico Bernardinho fechou a série melhor-de-três das quartas de final em dois a zero e garantiu o seu lugar entre os quatro melhores times.

A Unilever espera o vencedor da série entre a Usiminas/Minas e o Pinheiros/Mackenzie para saber quem será o adversário na briga por um lugar na final. O time mineiro venceu o primeiro jogo por 3 sets a 1. A segunda partida entre as equipes será disputada ainda nesta terça-feira, às 21h, com transmissão do canal SPORTV.

No jogo que carimbou o passaporte da Unilever para as semifinais, as atacantes Regiane e Sheilla tiveram grandes atuações. A oposta, campeão olímpica, do Rio de Janeiro terminou o jogo como a maior pontuadora, com 19 pontos. A levantadora Dani Lins, também do time vitorioso, foi eleita a melhor atleta do confronto e venceu o troféu VivaVôlei.

“Eu quero ajudar a equipe. Hoje jogamos direitinho e sacamos bem. Quanto ao adversário das semifinais é indiferente ser a Usiminas/Minas ou o Pinheiros/Mackenzie. A minha família é de Minas e tenho muito amigos em São Paulo, portanto vou estar bem em qualquer um dos lugares”, afirmou a atleta.

Para a oposta Sheilla, a Unilever fez, novamente, uma boa partida. "Sacamos bem mais uma vez, conseguimos marcar o São Bernardo direitinho. Eu, pessoalmente, ainda errei umas bolinhas no primeiro set, mas depois consegui encaixar direitinho. No geral, acho que ainda falta um pouquinho de regularidade para o nosso time."

Zé Alexandre: “Cumprimos nosso planejamento"

O BMG/São Bernardo fecha a temporada 2010/2011 com o sentimento de dever cumprido. Em seu segundo ano na Superliga, o time do ABC paulista chegou ao playoff mais disputado. Para o treinador Zé Alexandre, isso é motivo de comemoração.

“Cumprimos nosso planejamento. Aquilo que foi imaginado em Março do ano passado foi superado. No Paulista ficamos na 3ª colocação, nos regionais saímos vencedores, nos abertos ficamos em 2º lugar e ainda nessa Superliga, no segundo ano do projeto já nos classificamos para o playoff. Agradeço a postura das minhas jogadoras em quadra”, declarou o técnico.

Divulgação

terça-feira, 29 de março de 2011

(SUPERLIGA) Sesi-SP espera confronto equilibrado diante do Vivo/Minas

Paulistas esperam partida equilíbrada diante dos mineiros (Foto: Divulgação)

Dono da melhor campanha da Superliga 10/11 (27v3d), o Sesi-SP entra em quadra na noite desta quarta-feira, dia 30, a partir das 19h, para enfrentar o Vivo/Minas na primeira partida da série melhor-de-três dos playoffs de semifinais da competição, no Ginásio Marcello de Castro Leite (Vila Leopoldina) - o canal SporTV transmite ao vivo para todo o país. Depois de eliminar o Campinas por 2 a 0, o time do técnico Giovane tem pela frente a equipe mineira, quinta colocada na fase de classificação, que derrotou o vice-campeão Montes Claros para estar entre os quatro primeiros do campeonato. Em busca de seu primeiro título de Superliga como treinador, Giovane aposta na força do conjunto do SESI e no bom saque para abrir com vitória o confronto diante dos mineiros. E destaca a importância de um bom resultado.

"Temos a vantagem do mando de quadra e precisamos aproveitar isso, é uma vantagem e qualquer vantagem em um confronto equilibrado como esse é importante. O SESI joga em casa, precisamos de um saque forte e de atitude em quadra. Vamos ter o apoio da nossa torcida e largar na frente numa série curta como essa de playoffs, e que vale uma vaga na decisão, é muito importante. Temos um adversário forte do outro lado da quadra, um time de qualidade e que merece o nosso respeito, mas precisamos ganhar e vamos lutar por essa vitória", afirmou Giovane, bicampeão olímpico (2004/1992).

Murilo, maior nome do Sesi-SP na competição, destacou as qualidades do rival.

"Precisamos ter atenção, sacar bem e ter uma boa recepção. O Minas tem jogadores experientes e acostumados a jogos decisivos, como Henrique, Ezinho, André Nascimento e Marlon, é uma equipe bem equilibrada e que mostrou força ao eliminar o Montes Claros. Vai vencer quem errar menos, chegamos a um momento importante, vale vaga na final e o nosso objetivo é lutar por esse título", comentou Murilo, 'Melhor Atleta de 2010' no Prêmio Brasil Olímpico (COB) e eleito 'Melhor Jogador do Mundo' no Campeonato Mundial 2010 (Itália).

A segunda partida será no próximo sábado, dia 2, em Belo Horizonte (MG) e, caso haja necessidade, o terceiro jogo será disputado no dia 8, em São Paulo.

Divulgação

segunda-feira, 28 de março de 2011

(SUPERLIGA) “Vamos para a luta na casa delas”, avisa Fabíola

Levantadora do Pinheiros/Mackenzie, Fabíola: 'É tudo ou nada' (Foto: Divulgação)

“Vamos para a luta na casa delas”. Assim a levantadora Fabíola do Pinheiros/Mackenzie e da Seleção Brasileira definiu o duelo desta terça-feira. Amanhã sua equipe tenta igualar o playoff da Superliga Feminina diante do Usiminas/Minas na casa da adversária.

No último sábado, sua equipe acabou perdendo em casa por 3 sets a 1 e agora precisa vencer em solo mineiro. “Na verdade é tudo ou nada. É uma final para nós. Não conseguimos o resultado em casa e agora temos que ganhar lá. Elas estão confiantes pela vitória aqui de sábado por isso agora é ter cabeça boa, refletir o que errou e ver o que podemos melhorar e  chegar lá para fazer o resultado”, definiu Fabíola.

A levantadora também fez uma análise dos erros cometidos pela sua equipe no final de semana. “Acho que erramos muito. Tivemos dificuldade em rodar as bolas, ficamos sem tranquilidade na hora do contra-ataque. Algumas posições taticamente o Paulo nos pediu para fazer não conseguimos marcar, tivemos dificuldade em bloqueio e defesa e isso são coisas de jogo”, finalizou Fabíola.

Divulgação

(SUPERLIGA) BMG/São Bernardo aposta no ataque para surpreender a Unilever

Zé Alexandre quer time agressivo na segunda partida da série semifinal (Foto: Divulgação)

O treinador do BMG/São Bernardo, José Alexandre, não gostou da atuação da sua equipe na primeira partida contra a Unilever. Para o resultado do jogo ser diferente, nesta terça-feira, o técnico pede uma maior agressividade a suas jogadoras.

“Fizemos um primeiro confronto fraco. Não conseguimos ter uma boa saída de jogo, em função do bom saque da Unilever. Para se ter uma idéia nós fizemos mais pontos de contra-ataque do que de ataque, o que não pode acontecer”, explica José Alexandre.

O treinador garante ainda que sua equipe terá uma outra postura nesta terça-feira. “Tivemos dois dias para treinar em função da Unilever. E buscamos alternativas para sair da marcação delas”, afirma o técnico.

Está é a segunda temporada que o BMG/São Bernardo participa da competição, e a primeira vez que a equipe chega nas quartas de final. No confronto direto com a Unilever foram cinco jogos e cinco derrotas. Já o time do Rio de Janeiro é hexacampeão da competição, e desde sua criação em 1997, sempre disputou pelo menos as semifinais.

Divulgação

(SUPERLIGA) Contra Usiminas, Paulo Coco pede tranqüilidade e vibração

O treinador do Pinheiros/Mackenzie, Paulo Coco aposta na superação do grupo paulista.

“Trabalhamos bastante o lado mental do grupo. Apesar da vantagem da Usiminas/Minas por jogar em casa nada está definido. Fizemos um jogo ruim em São Paulo e, mesmo assim, tivemos algumas chances principalmente no primeiro set”, explica Paulo.

Para Paulo também é importante o time jogar com alegria e manter a tranquilidade. “Tivemos um número de erros acima do normal no último jogo. Precisaremos ter uma maior aplicação tática, além de tranqüilidade para jogar. Outro ponto essencial no nosso jogo é a vibração. No terceiro set jogamos vibrando e vencemos”, diz o técnico.

Usiminas/Minas e Pinheiros/Mackenzie participaram de todas as edições da Superliga Feminina. Ao todo, as duas equipes se enfrentaram 43 vezes e as mineiras levam vantagem: foram 31 vitórias e 12 derrotas. Nesta edição do torneio, foram duas vitórias para a Usiminas/Minas e uma vitória para o Pinheiros/Mackenzie.

Na fase classificatória, os dois times tiveram uma campanha parecida. O Pinheiros/Mackenzie terminou na quarta colocação, com 39 pontos (17 vitórias e cinco derrotas). A Usiminas/Minas ficou em quinto lugar, com um ponto a menos (16 triunfos e seis resultados negativos).

Divulgação

(SUPERLIGA) Unilever entra em quadra pela vaga nas semifinais

Unilever pode decidir em casa vaga para semifinal (Foto: Divulgação)

A Unilever enfrenta o BMG/São Bernardo, nesta terça-feira (29), às 19 horas, no Ginásio do Maracanãzinho (com SporTV), em busca da classificação para as semifinais da Superliga Feminina de Vôlei 2010/11. Após vencer por 3 sets a 0 o primeiro confronto da série melhor de três das quartas de final, em São Bernardo, neste sábado (26/3), a equipe do técnico Bernardinho terá a chance de garantir sua classificação em casa.

Os ingressos para a partida custam R$ 10,00, sendo válida a meia entrada, e estarão à venda na bilheteria 2 do Maracanãzinho duas horas antes do jogo. O torcedor que apresentar o cartão pré-pago do Metrô, com créditos, tem entrada franca.

Além da oposta Sheilla, principal pontuadora da competição, que marcou 17 pontos na vitória contra São Bernardo, no último sábado, outras duas jogadoras se destacaram na partida: a ponteira Mari, que marcou 15 pontos e mostrou estar recuperada de sua cirurgia no joelho, e a meio-de-rede Juciely, que fez 14 pontos.

Mari, que foi eleita a melhor jogadora em quadra e levou o Troféu VivaVôlei, disse que seu bom desempenho é consequência do trabalho em grupo. "Sempre entro em quadra tranquila. O que vai acontecer depende do decorrer da partida, de como o time está jogando. Mas sei que a cada dia o meu entrosamento com a Dani (Dani Lins, levantadora) está melhorando. Também estou recuperando a precisão, a visão do jogo. É um ganho diário", comenta.

Sobre o São Bernardo, Mari não tem dúvidas de que a equipe paulista virá ao Rio para dar o troco. "Elas não vão deixar barato a derrota na primeira partida. Vão continuar vindo para cima. Precisamos ter tranquilidade, manter o que fizemos fora e impor o nosso ritmo desde o começo do jogo", alerta.

A meio-de-rede Juciely também não espera moleza. "Vai ser uma partida diferente... Certamente, elas estarão ainda mais determinadas para não deixar escapar a classificação. No primeiro jogo, conseguimos neutralizar as principais atacantes delas e, certamente, vão mudar alguma coisa para nos surpreender. Vai ser um confronto equilibrado", prevê.

Feliz em estar ajudando o time com importantes pontos de bloqueio, fundamento que vem treinando muito desde que chegou à Unilever, em junho do ano passado, Juciely diz que ainda busca maior regularidade.

"A Unilever treina muito bloqueio, é uma característica do time. A Valeskinha tem esse dom nato. A Carol (Gattaz), a Dani (Oliveira) e a Mara, que também atuam como centrais, são mais altas. Eu, mais baixinha (tem 1,84 m), tive de me esforçar para acompanhar o ritmo da comissão técnica. Mas ainda não encontrei a regularidade que desejo no fundamento", afirma Juciely.

Divulgação

(SUPERLIGA) Usiminas/M​inas convoca torcida para jogo decisivo na Arena Vivo

Natasha (15) foi eleita a melhor jogadora da primeira partida (Foto: Divulgação)

Comissão técnica e jogadoras da Usiminas/Minas convocam a torcida para o importante jogo desta terça-feira (29/03), às 21h, na Arena Vivo, contra o Pinheiros/Mackenzie, clássico que vale pela segunda rodada da fase quartas-de-final da 17ª Superliga Feminina de Vôlei 2010/2011. A equipe minastenista venceu o primeiro jogo deste play-off por 3 a 1, em São Paulo, no sábado, e nova vitória colocará a equipe minastenista na fase semifinal da competição nacional. Em caso de vitória paulista, a decisão da vaga será no terceiro confronto, novamente na capital paulista, no sábado (02/04), às 21h30, já que o Pinheiros fez a melhor campanha na primeira fase (4ª contra 5ª melhor desempenho).

O ingresso para o clássico desta terça-feira, entre minastenistas e paulistas, custará R$ 8,00, com estudantes, crianças até 12 anos, maiores de 60 anos e sócios pagando a metade (R$ 4,00). A partida desta terça-feira terá transmissão ao vivo pela Sportv.

O técnico Jarbas Soares reforça para suas jogadoras que o jogo seguinte é sempre o mais importante. Ele não esquece a importância do resultado conquistado em São Paulo, mas prefere que o grupo siga focado no próximo compromisso, aquele que pode assegurar a Usiminas/Minas na fase seguinte da competição. Além de contar com o mesmo grupo que brilhou em São Paulo, Jarbas Soares espera contar com a torcida, para empurrar a Usiminas/Minas neste momento importante da Superliga.

"Esta é a hora da torcida nos ajudar, estar junto com o time, empurrando as jogadoras para cima deles. O Pinheiros continua como favorito, é o atual bicampeão paulista e uma equipe muito perigosa, com muita qualidade. Será um jogo muito difícil. Estamos estudando mais o adversário e tentando corrigir algumas falhas cometidas para fazermos um bom jogo amanhã. O time tem que ser valente, corajoso e contar o tempo todo com o apoio da fanática torcida minastenista", concluiu o técnico da Usiminas/Minas.

A meio-de-rede Natasha, que fez 20 pontos, e ainda foi eleita e melhor do jogo de sábado, está bastante otimista e muito consciente para mais este desafio. Ela sabe que o adversário fará de tudo para neutralizá-la e também suas companheiras, mas destaca que a Usiminas/Minas também está atenta para surpreender neste segundo jogo. "Vou para este jogo com o mesmo empenho para tentar ajudar a equipe, mantendo a concentração, como fizemos lá em São Paulo, com a mesma disciplina tática," destacou Natasha.

A jogadora, representando todo o grupo, reforça o pedido do técnico Jarbas Soares e convoca a torcida minastenista para este duelo. "A torcida é sempre um ponto muito positivo e é importante que ela jogue do nosso lado, pois a pressão será muito grande dentro de quadra", finaliza a meio-de-rede minastenista, que não vê favorito neste momento da disputa.

Herrera, que foi a maior pontuadora do clássico em São Paulo, com 23 acertos, está muito contente com sua participação e espera repetir a boa participação nesta disputa na Arena Vivo, diante da torcida. A atacante cubana reconhece a força do adversário, mas acredita no potencial da Usiminas/Minas. Além disso, a jogadora espera todo apoio da torcida, que vem motivando a atacante em todos os jogos da Superliga.

Divulgação

(SUPERLIGA) Semifinais sa Superliga Masculina começam nesta quarta-feira

Confira os horários, dias e locais das semifinais do torneio (Foto: Divulgação)

A Unidade Técnica de Vôlei de Quadra da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) divulgou, nesta SEGUNDA-FEIRA (28), a tabela das semifinais da Superliga Masculina 10/11. A nova fase será disputada numa melhor de três jogos e começará já nesta QUARTA-FEIRA (30.03), quando dois dos quatro classificados entrarão em quadra.

Às 19h, no ginásio Vila Leopoldina, em São Paulo (SP), o Sesi-SP enfrentará o Vivo/Minas. Já na SEXTA-FEIRA (02.04), o Sada/Cruzeiro e o Vôlei Futuro duelarão no ginásio do Riacho, em Contagem (MG), às 21h.

O canal SPORTV transmitirá ao vivo as duas partidas.

Confira a tabela completa da próxima fase da competição:

SUPERLIGA MASCULINA 10/11

TABELA – SEMIFINAL

PRIMEIRA RODADA

30.03 (QUARTA FEIRA) – Sesi-SP x Vivo/Minas, às 19h, no ginásio Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) SPORTV

01.04 (SEXTA FEIRA) – Sada Cruzeiro x Vôlei Futuro, às 21h, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG) SPORTV

SEGUNDA RODADA

02.04 (SÁBADO) – Vivo/Minas x Sesi-SP, horário a definir, na Arena Vivo, em Belo Horizonte (MG) SPORTV

09.04 (SÁBADO) – Vôlei Futuro x Sada Cruzeiro, às 10h, no ginásio José Correa, em Barueri (SP) GLOBO, SPORTV E ESPORTE INTERATIVO

TERCEIRA RODADA (CASO NECESSÁRIO)

08.04 (SEXTA-FEIRA) – Sesi-SP x Vivo/Minas, às 20h30, no ginásio Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) SPORTV

15.04 (SEXTA-FEIRA) – Sada Cruzeiro x Vôlei Futuro, às 20h30, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG) SPORTV

Divulgação

(INTERNACIONAL) Time de Fernando Mari vence e assume vice-lider​ança do Português

Castela da Maia é o vice-líder do Campeonato Português (Foto: Divulgação)

O Castelo da Maia segue firme na luta por uma vaga na final do Campeonato Português Masculino de Vôlei. Mesmo jogando fora de casa, o time do brasileiro Fernando Mari venceu no último sábado o Leixões por 3 a 2, parciais de 22/25, 25/19, 25/15, 19/25 e 15/7.

Com o resultado, o Castelo assumiu a vice-liderança do hexagonal correspondente à segunda fase da competição com 12 pontos ganhos e cinco vitórias, ultrapassando o Fonte do Bastardo e o Espinho, que possuem a mesma pontuação, mas ganharam uma partida a menos.

“Essa vitória de sábado foi boa, mas poderia ter sido ainda melhor se fosse por 3 a 0 ou 3 a 1, o que nos daria três pontos. Mas o importante é que assumimos o segundo lugar e só dependemos de nossas forças para garantir a classificação para a final”, disse Fernando Mari.

BENFICA CLASSIFICADO

Faltando três rodadas para o término da segunda fase, o Benfica, líder invicto do hexagonal com 20 pontos, já está classificado para a decisão. Castelo da Maia, Fonte do Bastardo e Espinho lutam pela outra vaga.

No próximo final de semana, a equipe de Fernando Mari vai fazer dois jogos em casa, diante de um de seus adversários diretos, o Espinho, no sábado, e frente ao Vitória de Guimarães, no domingo.

Divulgação

domingo, 27 de março de 2011

(CHAMPIONS LEAGUE) Trentino vence Zenit Kazan e fatura o tri; Dínamo Moscou é bronze

Trentino é tricampeão europeu (Foto: Divulgação)

E o time do Trentino entra para a história do voleibol europeu. Neste domingo (27), o Trentino dos brasileiros Raphael e Riad conquistou o tricampeonato da Champions League ao bater o russo Zenit Kazan por 3 sets a 1, parciais de 25/17, 20/25, 25/23 e 25/20, em 1h48, sob olhares de 7,5 mil torcedores que lotaram à Arena PalaOnda, em Bolzano na Itália.

O búlgaro Kaziyski foi o maior pontuador da partida com 19 pontos (17 ataques e 2 saques). Pelo time russo, o gigante Mikhailov marcou 17. Com a conquista, o Trentino é a primeira equipe européia a conquistar o tricampeonato da competição e, automaticamente, já garante presença no Mundial de Clubes FIVB que será realizado em outubro na cidade de Doha, no Qatar, onde lutará pelo tricampeonato.

O central Riad, que marcou 4 pontos na partida, esteve presente nas três conquista do time italiano. O levantador Rapha comemorou seu segundo título (09/10 e 10/11).

Dínamo Moscou, de Dante, fatura o Bronze

Dínamo Moscou ficou com o bronze (Foto: Divulgação)

Antes da grande decisão, o Dinamo Moscou do ponteiro brasileiro Dante e o polonês Jastrzebski Wegiel se enfrentaram na briga pelo bronze, e melhor para o time russo. Com parciais de 25/23, 22/25, 16/25 e 21/25, o Dínamo venceu de virada por 3 sets a 1 com grande atuação do ponteiro Dante que marcou 19 pontos na partida (16 ataques - 62% de aproveitamento - e 3 bloqueios) garantindo a medalha de bronze.

Juantorena é o Melhor Jogador da Europa pela segunda vez consecutiva

Cubano Juantorena foi o melhor jogador da competição (Foto: Divulgação)

Pelo segundo ano consecutivo, o cubano Osmany Juantorena foi eleito o melhor jogador da europa. O cubano de 25 anos e 2m de altura, marcou 31 pontos no Final Four sendo, 16 na semifinal e 15 na final.

Confira os Melhores da Competição:

MVP: Osmany Juantorena (Trentino)
Maior Pontuador: Maxim Mikhailov (Zenit Kazan)

Melhor Atacante: Matey Kaziyski (Trentino)
Melhor Bloqueador: Aleksandr Abrosimov (Zenit Kazan)
Melhor Sacador: Sergey Tetyukhin (Zenit Kazan)
Melhor Levantador: Lloy Ball (Zenit Kazan)
Melhor Passador: Péter Veres (Dínamo Moscou)
Melhor Líbero: Andrea Bari (Trentino)

Universo do Vôlei

(SUPERLIGA) Em casa, Vôlei Futuro bate o Macaé/Sports

O Vôlei Futuro está a uma vitória das semifinais (Foto: Alessandro Iwata)

A apaixonada torcida do Vôlei Futuro lotou o ginásio Plácido Rocha, em Araçatuba (SP), neste DOMINGO (27), e o time da casa não decepcionou os torcedores. O Vôlei Futuro venceu o Macaé/Sports por 3 sets a 0 (25/19, 25/19 e 25/20), em 1h24 de jogo, no primeiro confronto as série melhor-de-três das quartas de final da Superliga Feminina 10/11.

Na próxima quinta-feira (31.03), o Macaé/Sports tentará empatar a série diante da torcida do norte fluminense. A segunda partida das quartas de final será disputada, às 21h45, no ginásio Municipal, em Macaé (RJ). A SPORTV transmitirá ao vivo.

No jogo deste domingo, o Vôlei Futuro teve o controle da partida ao jogar com muita aplicação tática. A ponteira Paula Pequeno foi eleita a melhor jogadora do confronto e recebeu o troféu VivaVôlei. A outra ponta do time da casa, Tandara, terminou o jogo como a maior pontuadora com 14 pontos.

“O jogo foi melhor do que eu esperava. Esse foi o primeiro passo, porém amanhã já temos que pensar na próxima partida contra o Macaé/Sports. Temos que manter o foco e voltar a apresentar o mesmo voleibol em Macaé”, explicou Paula Pequeno.

Já Tandara fez questão de lembrar que nada esta definido. “Hoje fizemos o nosso papel em casa e vencemos por três sets a zero. Elas vão vir para o tudo ou nada no próximo jogo e temos que fazer lá o que apresentamos aqui”, garantiu Tandara.

Fabiana x Valeskinha

E segue a briga pelo posto de maior bloqueadora da história da Superliga Feminina. No jogo contra o Macaé/Sports, a central Fabiana marcou três pontos, neste fundamento, e está a apenas um ponto da pontuação de Valeskinha da Unilever. A jogadora do Rio de Janeiro tem 631 pontos contra 630 de Fabiana.

Divulgação

(SUPERLIGA) Na volta de Jaqueline, Sollys vence o Praia Clube com autoridade

O Sollys/Osasco abriu um a zero na série melhor-de-três (Foto: Divulgação)

Neste domingo (27), o Sollys/Osasco não quis saber de surpresas no primeiro confronto da série do playoff melhor-de-três das quartas de final da Superliga Feminina 10/11 contra o Banana Boat/Praia Clube. As atuais campeãs do torneio venceram as rivais de Uberlândia por 3 sets a 0 (25/22, 25/14 e 25/18), em 1h20 de jogo, no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP).

No terceiro set, o treinador do Sollys Osasco, Luizomar de Moura, colocou a ponteira Jaqueline, campeã olímpica, em quadra para sacar. Esse foi o primeiro jogo da atleta, que passou por uma artroscopia no joelho esquerdo após a contusão sofrida no jogo contra o Pinheiros/Mackenzie pela primeira rodada do returno em fevereiro. A atleta era só alegria ao final do jogo.

“Estou muito feliz. Hoje é o meu dia de glória. É muito bom poder voltar a ajudar o time. Estamos crescendo na hora certa e isso é importante”, garantiu Jaqueline.

O Sollys/Osasco pode garantir a classificação para as semifinais na próxima QUINTA-FEIRA (31), no segundo jogo da série melhor-de-três, contra o Banana Boat/Praia Clube que será disputada, às 19h, no ginásio do Praia Clube, em Uberlândia (MG). O confronto terá transmissão ao vivo do canal SPORTV.

A ponta Sassá, de Sollys Osasco, foi eleita a melhor atleta do confronto e levou para casa o troféu VivaVôlei. Sua companheira de equipe, a oposto Natália foi a maior pontuadora do duelo com 19 pontos.

“Não era o resultado esperado. O time delas cometeu alguns erros que não acontecem normalmente, mas isso também é mérito nosso. Agora vamos estudar ainda mais a equipe delas para fechar a série em Uberlândia”, disse Sassá.

Divulgação

(SUPERLIGA) Volta do grupo completo foi a chave da classifica​ção do VF, garante Lucão

Dois dias depois da vitória por 3 a 0 sobre a Cimed, Lucão ainda comemora a conquista da inédita vaga do Vôlei Futuro para a semifinal da Superliga. Na opinião do meio de rede, a volta de todos os jogadores foi um dos motivos da classificação do clube de Araçatuba.

“Conquistamos o Campeonato Paulista jogando muito bem, mas na Superliga enfrentamos uma série de contusões, como a minha e a do Ricardinho, por exemplo. Quando esses problemas foram solucionados, na reta final da fase de classificação, o time cresceu muito de produção e entrou ‘voando’ nos playoffs”, analisou o central da seleção.

Lucão destacou outros aspectos que considerou fundamentais nas duas vitórias sobre os catarinenses. “Sacamos muito bem e nosso bloqueio também foi preciso. Além disso, estávamos sempre na frente do placar em todos os sets, o que foi fundamental para dar tranqüilidade diante de um adversário forte como a Cimed”, acrescentou.

VOLTA AOS TREINOS

Após o sábado e o domingo de folga, o elenco do Vôlei Futuro volta aos treinos nesta segunda-feira, quando tem início a preparação para a semifinal da Superliga. O primeiro confronto com o Sada Cruzeiro deve ser confirmado pela CBV para a próxima sexta-feira em Minas Gerais.

Divulgação