Páginas

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

(SUPERLIGA) Sollys/Osasco tem trabalho, mas vence Banana Boat/Praia Clube

Thaísa foi eleita a melhor jogadora e ganhou o Troféu VivaVôlei (Foto: Divulgação)

Em partida adiada da sexta rodada do returno, o Sollys/Osasco suou a camisa e precisou de 1h59 de jogo para derrotar o Banana Boat/Praia Clube nesta SEGUNDA-FEIRA (28). Atua campeã da Superliga Feminina, a equipe comandada por Luizomar de Moura ganhou por 3 sets a 2, parciais de 25/22, 22/25, 25/20, 15/25 e 15/10, no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP).

O Sollys/Osasco voltou à vice-liderança da competição. A equipe soma 33 pontos, em 18 partidas – 15 vitórias e três derrotas. A Unilever, com apenas uma derrota, lidera a classificação geral. Já o Banana Boat/Praia Clube continua na luta para ficar entre os oito primeiro colocados que passarão para as quartas-de-final. O time mineiro está em sétimo lugar, com 24 pontos, em 18 jogos, seis triunfos e 12 resultados negativos.

A central Thaísa, do Sollys/Osasco, foi eleita a melhor jogadora da partida e ganhou o Troféu VivaVôlei. A campeã olímpica, com 17 acertos, foi quem mais marcou na equipe paulista.

Mesmo com a derrota, o Banana Boat/Praia Clube teve a maior pontuadora da partida: a cubana Ramirez, com 26 pontos – todos no ataque.

Vôlei só depois da folia

A Superliga Feminina irá durante o período de Carnaval, mas retornará com todo o gás no dia 10 de março (quinta-feira). O Sollys/Osasco irá até Belo Horizonte, onde duelará com o BMG/Mackenzie, a partir das 19h30, na Arena BMG. No mesmo dia, o Banana Boat/Praia Clube medirá forças com o Macaé Sports, a partir das 19h, no ginásio Municipal, em Macaé.

Divulgação

(SUPERLIGA) Sesi-SP ganha da Medley/Campinas em casa e segue na ponta

Wallace (18) foi o melhor jogador da vitória sobre a Medley/Campinas (Foto: Divulgação)

O Sesi-SP manteve a liderança da Superliga Masculina de vôlei 10/11. Nesta SEGUNDA-FEIRA (28), o time paulista recebeu a Medley/Campinas, no ginásio do Sesi, da Vila Leopoldina, em São Paulo, e venceu por 3 sets a 0 (25/23, 25/22 e 25/20), em 1h19 de jogo, válido pela 11ª rodada do returno.

Com a vitória, o Sesi-SP garantiu, no mínimo, a segunda colocação da fase classificatória. Mesmo que perca os três compromissos restantes, o time paulista não poderá ser ultrapassado pelo Sada/Cruzeiro, terceiro colocado. A vitória sobre a Medley/Campinas foi o último desafio dentro de casa na fase classificatória da Superliga. Nos próximo três desafios, a equipe da capital paulista enfrentará BMG/Montes Claros, Londrina/Sercomtel e Santo André/Spread, sempre na casa do adversário.

Após a vitória, o técnico do Sesi-SP, Giovane Gavio, destacou a força da equipe e destacou que o time está ganhando maturidade para a fase final da Superliga.

“Conseguimos uma grande vitória e temos que exaltar a força do nosso conjunto. A equipe vem vencendo partidas, mas, mais importante do que isso, vem mostrando um excelente volume, mostrando um jogo equilibrado e um nível de concentração muito alto. Jogando desta maneira, estamos alcançando uma maturidade importante, fundamental para derrotar rivais fortes, como foi hoje, contra o Campinas, que é um time de qualidade. Vencemos mais uma, em casa, e seguimos firmes no nosso objetivo, que é terminar em primeiro lugar nesta primeira fase”, avaliou Giovane.

Pela quinta vez consecutiva, o oposto Wallace, do Sesi-SP, foi eleito o melhor jogador da partida e ganhou o Troféu VivaVôlei. Após a partida, o atacante destacou o bom entrosamento com o levantador Sandro.

“Eu e o Sandro estamos bem entrosados. O time todo está bem e tocando bastante nas bolas, o que tem gerado muitas oportunidades de contra-ataques”, avaliou Wallace, que também foi o maior pontuador da partida, com 17 acertos.

Apesar da derrota, a Medley/Campinas continua na luta por um lugar entre os oito melhores que passarão para as quartas-de-final. O time de Campinas ocupa a oitava colocação e ainda terá quatro duelos até o final da fase classificatória, todos adversários diretos na briga por um lugar na próxima fase: Santo André/Spread, Londrina/Sercomtel, São Caetano/Tamoyo e BMG/São Bernardo.

Após a derrota, o ponteiro da Medley/Campinas Thiago Sens destacou o poder técnico e tático dos adversários. “A equipe do Sesi tem excelentes jogadores, com uma qualidade técnica muito boa. Vai ser sempre muito difícil qualquer time ganhar deles”, ressaltou o atacante.

Próximos jogos

O Sesi-SP só retornará à quadra após o Carnaval. O próximo adversário será o BMG/Montes Claros. A equipe paulista viajará até Montes Claros, onde duelará contra os donos da casa no dia 10 de março, a partir das 19h30, com transmissão ao vivo do canal Sportv.

A Medley/Campinas jogará nos mesmos dia e horário. O adversário será o Santo André/Spread, no ginásio Taquaral, em Campinas (SP).

Divulgação

(SUPERLIGA) 14ª e 15ª rodada da Superliga masculina sofrem alterações

SUPERLIGA MASCULINA

Todos os jogos da 14ª rodada do returno

DATA – De: 17.03.2011 (QUI)
PARA: 15.03.2011 (TER)
(mesmo locais e horários)

Nesta rodada, o jogo que será transmitido pelo canal SPORTV será:

Jogo nº 198 – LONDRINA/SERCOMTEL X SESI-SP
Data: 15.03.2011 (TERÇA-FEIRA)
Horário – 20h30

Todos os jogos da 15ª rodada do returno

DATA – De: 19.03.2011 (SÁB)
PARA: 17.03.2011 (QUI)
mesmo locais e horários)

Nesta rodada, o jogo que será transmitido pelo canal SPORTV será:

Jogo nº 204 – CIMED X BMG/MONTES CLAROS
Data: 17.03.2011 (QUINTA-FEIRA)
Horário – 21h15

Com a definição desta partida, de acordo com o regulamento da competição, todos os outros jogos da última rodada da fase classificatória serão realizados no mesmo horário: 21h15.

Divulgação

(SUPERLIGA) Maurício comemora boa fase no Pinheiros/​Sky

Na reta final da fase de classificação, Mauricio diz: 'Serão jogos de vida ou morte'

Maurício Borges
, do Pinheiros/Sky vem se destacando nas últimas rodadas da Superliga. Nos últimos três jogos, o atleta anotou 69 pontos (20 contra Volta Redonda, 26 contra Medley/Campinas e 23 contra Vôlei Futuro).


“Está sendo um momento importante para mim e para o time. Tenho que continuar crescendo para poder ajudar minha equipe nesta reta final de classificação. Tenho certeza que continuaremos assim”, declarou animado o camisa 5.

Agora, o time de Maurício Borges encara os últimos jogos da fase de classificação fora de casa. Para o jogador, é tudo ou nada. “Serão como os jogos de vida ou morte. Temos que ir com tudo. Jogar o que sabemos nestas partidas que faltam para a classificação”, avisou.

A expectativa está na volta de Giba ao time. Segundo departamento médico, o atleta pode já estar em quadra na rodada após o carnaval. “Não sabemos ao certo se ele irá voltar, mas ele voltando irá nos ajudar ainda mais. Só temos a crescer com a volta dele”, finalizou Maurício Borges.

Divulgação

(SUPERLIGA) Finais da Superliga serão no Mineirinho; Confira o calendário dos playoffs

Semifinais e finais serão transmitidas ao vivo pela TV Globo, Esporte Interativo e SporTV

A Unidade Técnica da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), após plenária com os clubes participantes da Superliga 10/11, alterou a tabela da competição para ajustar às transmissões dos jogos das semifinais e finais pela TV Globo, Sportv e TV Esporte Interativo.

SUPERLIGA MASCULINA:

DATAS DAS QUARTAS-DE-FINAL

1ª RODADA – 21.03 e 22.03
2ª RODADA – 24.03 e 25.03
3ª RODADA – 26.03 e 27.03 (SE NECESSÁRIO)

DATAS DAS SEMIFINAIS

1ª RODADA – 29.03 e 01.04
2ª RODADA – 02.04 e 09.04 (os dois jogos desta rodada serão transmitidos pela TV Globo, Sportv e TV Esporte Interativo e serão realizados no ginásio José Correa em Barueri/SP)
3ª RODADA -16.04 (SE NECESSÁRIO)

DATA DA FINAL

24.04 – Ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte (MG). Jogo será transmitido pela TV Globo, Sportv e TV Esporte Interativo

SUPERLIGA FEMININA

DATAS DAS QUARTAS-DE-FINAL

1ª RODADA – 26.03 e 27.03
2ª RODADA – 29.03, 30.03 e 31.03
3ª RODADA – 02.04 e 03.04 (SE NECESSÁRIO)

DATAS DAS SEMIFINAIS

1ª RODADA – 08.04 e 12.04
2ª RODADA – 16.04 e 23.04 (os dois jogos desta rodada serão transmitidos pela TV Globo, Sportv e TV Esporte Interativo e serão realizados no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, e no ginásio José Correa, em Barueri/SP , respectivamente)
3ª RODADA - 22.04 e 26.04 (SE NECESSÁRIO)

DATA DA FINAL

30.04 – Ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte (MG). Jogo será transmitido pela TV Globo, Sportv e TV Esporte Interativo

Divulgação

(INTERNACIONAL) Brasileiro é destaque na Liga Espanhola

Oposto quer bater outro record e fechar a competição com 450 pontos

Um mineiro virou a sensação da Liga Espanhola. O oposto Thiago Maciel, do MultiCaja alcançou neste final de semana uma marca record: 404 pontos anotados. No último sábado, na vitória da sua equipe diante do Soria (3º colocado no torneio) marcou 26 vezes e foi eleito o MVP da jornada.

“Muito bom alcançar essa marca, ainda mais ajudando minha equipe a vencer o duelo e sendo o MVP da jornada. Nunca pensei que chegaria a uma marca dessa, meu primeiro pensamento era chegar aqui e jogar. Essa é uma marca histórica para mim”, declarou emocionado o jogador.

Agora, faltando três jogos para encerrar a Liga Espanhola, Thiago Maciel quer mais. “Quero chegar aos 450 pontos. Faltam 46. Acho que se fizer uns 18 pontos por partida consigo atingir essa marca. A Espanha me fez bem”, finaliza o oposto brasileiro.

Divulgação

(INTERNACIONAL) Arkas Spor, de Bravo, e Macerata decidem o título da Challenge Cup

Time de Bravo enfrenta o italiano Macerata na final (Foto: Divulgação)

Depois de eliminar os austríacos do Posojilnica no último sábado, o Arkas Spor conheceu neste domingo quem seu adversário na decisão da Challenge Cup, uma das principais competições de clubes do voleibol europeu.

O time do brasileiro João Paulo Bravo vai enfrentar os italianos do Macerata, que despacharam o Patras, da Grécia, com uma vitória fácil em casa por 3 sets a 0 (25/16, 25/16 e 25/23).

Contratado pela equipe turca no ano passado após cinco temporadas na Itália, o ponteiro campeão mundial de 2010 com a seleção brasileira acredita em um confronto dos mais equilibrados.

“O Macerata tem um elenco forte e sempre deu muito trabalho quando eu os enfrentava no período em que estava na Itália. Mas o Arkas também está em um excelente momento e tenho certeza que os dois jogos serão disputados ponto a ponto”, analisou Bravo.

PRIMEIRO JOGO NA ITÁLIA

De acordo com informações da Confederação Europeia de Vôlei (CEV), o primeiro jogo da decisão da Challenge Cup será disputado no dia 9 de março na cidade de Macerata, na Itália. O confronto de volta está previsto para o dia 13 em Izmir, na Turquia.

Divulgação

(INTERNACIONAL) Time de Fernando Mari conquista 1ª vitória na fase final do Português

Time de Mari largou na frente no Português (Foto: Divulgação)

O Castelo da Maia conquistou no sábado sua primeira vitória na fase final do Campeonato Português Masculino de Vôlei. Jogando em seu ginásio, o time do brasileiro Fernando Mari bateu o Leixões por 3 sets a 0, parciais de 25/16, 25/15 e 25/20.

Já no domingo, também atuando em casa, o Castelo acabou sendo derrotado pelo líder Benfica por 3 a 1. Com uma vitória e duas derrotas após três rodadas disputadas, a equipe do meio de rede brasileiro ocupa o quinto lugar com três pontos, cinco atrás do clube de Lisboa.

“Começamos bem a rodada do final de semana ganhando do Leixões, mas ontem (domingo) não conseguimos segurar o ritmo do Benfica, que vem fazendo uma excelente temporada e é o grande favorito ao título. Mas ainda faltam sete jogos e temos totais condições de buscar a classificação para a decisão”, disse Fernando Mari.

O próximo compromisso do Castelo da Maia está marcado para o sábado de Carnaval, quando enfrenta o Espinho fora de casa.

Está é a classificação do hexagonal final do Português após a realização de três rodadas. Os dois primeiros colocados ao final dos confrontos em turno e returno disputam o título em melhor de três partidas: 1) Benfica – 8 pontos; 2) Fonte do Bastardo – 6; 3) Vitória de Guimarães e Espinho – 4; 5) Castelo da Maia – 3; 6) Leixões – 0 ponto.

Divulgação

(SUPERLIGA) Em casa, Santo André/Spread recebe o Soya/Blumenau/Mart Plus

Paulistas recebem o Soya/Blumenau nesta terça (Foto: Divulgação)

Em Santo André (SP), mais um jogo será disputado nesta terça-feira. A partir das 19h, o Santo André/Spread receberá o Soya/Blumenau/Mart Plus, no ginásio Pedro Dell´Antonia, em partida também adiada da oitava rodada do returno.

O time catarinense chega embalado pela vitória sobre o São Caetano/Tamoyo na última rodada por 3 sets a 0. Já o Santo André/Spread vem de derrota para o Fátima/Medquimica/Sogipa pelo mesmo placar.

No turno, em Blumenau, o Soya/Blumenau/Mart Plus ganhou por 3 sets a 0. O técnico da equipe catarinense, André Donegá, quer repetir o bom desempenho. “A ordem novamente é vencer”, resume o treinador.

Divulgação

(SUPERLIGA) Cimed duela contra Londrina/Sercomtel e quer voltar à liderança

Cimed duela contra a sensação da Superliga, o Londrina/Sercomtel (Foto: Divulgação)

O Londrina/Sercomtel faz sua estreia na Superliga masculina na edição 10/11. E logo na primeira temporada, o time paranaense quer chegar entre os oito primeiros colocados da fase classificatória e passar para as quartas-de-final. Nesta TERÇA-FEIRA (01), a equipe de Londrina receberá, no ginásio Moringão, a Cimed, atual campeã da competição. O confronto começará às 21h e terá transmissão ao vivo do canal Sportv. O adversário entrará em quadra motivado pela possibilidade de voltar ao topo da classificação geral da competição em caso de vitória.

O Londrina/Sercomtel ainda não garantiu vaga nos playoffs. O time ocupa a oitava colocação, com 34 pontos, em 22 jogos – 12 vitórias e 10 derrotas. Até o final da fase classificatória, ainda restam cinco jogos contra Soya/Blumenau/Mart Plus, Vôlei Futuro, Medley/Campinas, Sesi-SP e Pinheiros/Sky.

A Cimed está embalada e vem numa sequência de 12 vitórias consecutivas. O time dirigido por Marcos Pacheco ocupa a vice-liderança da Superliga, com 44 pontos, em 23 jogos – 21 triunfos e dois resultados negativos. Se vencer, a Cimed passará o Sesi-SP e voltará ao topo da classificação.

No turno, em Florianópolis, a Cimed não teve dificuldades para vencer o Londrina/Sercomtel por 3 sets a 0. Naquele jogo, o destaque da vitória catarinense foi o ponteiro Renato, eleito o melhor jogador da partida e vencedor do Troféu VivaVôlei. O maior pontuador do duelo foi o oposto Anderson, da Cimed. O campeão olímpico marcou 15 pontos.

Técnico da Cimed, Marcos Pacheco lembra que na reta final da fase classificatória, os confrontos ficam ainda mais perigosos. “Nesse momento da Superliga todos querem atingir os seus objetivos. O Londrina, por exemplo, quer ficar entre os oito primeiros colocados e vai lutar muito por isso. Mas não podemos ver qual é a situação do adversário, temos que pensar no nosso objetivo e nos concentrarmos nele”, avalia Pacheco.

Para o treinador, o Londrina/Sercomtel é uma das gratas surpresas da Superliga. “Em toda a Superliga, sempre surge uma equipe que não estava entre as indicadas para figurar nas primeiras colocações. O Londrina/Sercomtel foi esse time. É uma equipe que mantém a regularidade e vai lutar o tempo inteiro pela vitória. Eles não desistem. É um time bem organizado e com jogadores velozes. Por isso, nosso saque precisará funcionar”, destaca Pacheco.

A Cimed continua desfalcada do central Jardel. O atacante continua se recuperando de uma luxação na panturrilha direita. A previsão é que Jardel volte ao time titular no jogo contra o Santo André/Spread, na quinta-feira (03), em Santo André (SP).

Teste para a reta final

Se na última rodada, a Cimed ganhou do São Caetano por 3 sets a 0, o Londrina/Sercomtel vem de derrota. O time paranaense foi superado pelo Volta Redonda, por 3 sets a 1, no Sul Fluminense.

Atleta mais experiente do Londrina/Sercomtel, o líbero Alan admite que a partida contra a Cimed será uma grande preparação para o desafio da próxima SEXTA-FEIRA (04.03), quando o time paranaense enfrentará, em casa, o Soya/Blumenau/Mart Plus (SC), adversário direto na luta por um lugar no G8.

“A Cimed é uma das favoritas ao título desta Superliga. Eles conseguiram vencer e tirar a liderança do Sesi-SP. Será um bom jogo para o Londrina/Sercomtel, já que logo depois teremos uma decisão contra o Soya/Blumenau/Mart Plus”, conta Alan.

Sobre o adversário, Alan destaca a força do conjunto. “A Cimed saca e bloqueia bem. Além disso, contam com o Bruninho que faz a diferença. Outro destaque é o Renato. Ele é um ponteiro que dá muito volume de jogo ao time. Enfim são vários destaques, é um time completo”, diz Alan.

Divulgação

(SUPERLIGA) Em busca da vaga, Medley/Campinas encara o líder Sesi-SP

De olho nos playoffs, campineiros querem a vitória diante do Sesi (Foto: Divulgação)

De um lado o Sesi-SP, atual líder da Superliga Masculina 10/11 e já classificado para os playoffs. Do outro lado a Medley/Campinas, equipe que luta para garantir um lugar na próxima fase. O duelo desta SEGUNDA-FEIRA (28) entre os times paulistas será disputado, às 18h45, no ginásio Vila Leopoldina, em São Paulo (SP). A partida, válida pela décima primeira rodada do returno, terá transmissão ao vivo do canal SPORTV.

No primeiro turno, o Sesi-SP venceu a Medley/Campinas por 3 sets a 1. Naquela ocasião brilhou a estrela do levantador Sandro que deixou a quadra como o melhor atleta do confronto. Para o resultado da partida desta segunda-feira ser diferente o treinador da equipe campineira, Cacá Bizzocchi, quer o seu time jogando bem taticamente.

"Quanto mais vezes as equipes se enfrentam, mais subsídios se têm para montar uma estratégia. Estamos enfrentando o Sesi-SP desde o início da temporada, inclusive com dois jogos-treinos, e isso nos traz mais elementos para estudar o adversário", explica Cacá.

O treinador também relatou a preocupação em manter a tranqüilidade do grupo que busca um lugar na próxima fase. A Medley/Campinas ocupa o nono lugar na classificação com 34 pontos. Já o Sesi-SP segue na liderança com 46 pontos.

"Estas últimas cinco rodadas serão de alta tensão. As equipes que conseguirem manter a calma nos momentos decisivos farão diferença", afirma o treinador, que ainda não definiu a equipe titular, já que o meio-de-rede e capitão da equipe, André Heller, desfalque nas duas últimas rodadas, devido a contusão, ainda é dúvida.

Giovane quer que o Sesi-SP mantenha o bom momento

Pelo lado do Sesi-Sp, o treinador Giovane pede para o grupo manter o bom momento no torneio. Na última rodada, o time paulista bateu o Vôlei Futuro (SP) por 3 sets a 0.

“Temos jogado muito bem os últimos jogos, evoluindo a cada partida e isso tem a ver, principalmente, com a forma como o time vai à quadra, concentrado e focado. Nosso saque tem funcionado bem, o bloqueio também está sendo eficiente e, mais uma vez, vamos jogar em casa, diz Giovane.

O treinador, bicampeão olímpico com a seleção brasileira masculina de vôlei em 1992 e 2004 ,pede ainda uma atenção especial com o bloqueio adversário.

“Temos que entrar muito ligados, pois vamos enfrentar uma equipe perigosa, que está querendo uma posição melhor na tabela, tem jogadores de qualidade e um bloqueio muito alto, com André Heller, Gustavão e Thiago Sens” garantiu Giovane.

Divulgação

(SUPERLIGA) A hora de Camila Brait

Com apenas 22 anos, Camila Brait (Foto) já conquistou importantes títulos em uma curta carreira. Eleita a melhor líbero do Campeonato Mundial Juvenil em 2007, na Tailândia, e atual campeã da Superliga Feminina pelo Sollys/Osasco, a jogadora se firma, a cada dia, como o nome mais forte para substituir a campeã olímpica Fabi na seleção brasileira feminina de vôlei. Nesta SEGUNDA-FEIRA (28), o talento de Camila estará mais uma vez a prova, pois o time da atleta, o Sollys/Osasco, enfrentará o Banana Boat/Praia Clube, às 19h30, no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP). A partida será válida pela sexta rodada do returno.

O sorriso de menina, a personalidade extrovertida e o talento para defender bolas ditas impossíveis têm feito Camila angariar fãs pelo Brasil. Vinda de uma geração que revelou nomes que brilham nesta edição da Superliga, como Natália, Tandara e Priscila Daroit, Camila está ciente da importância do atual momento para sua carreira.

“Estou vivento um momento muito bom. Tenho trabalhado bastante para buscar os meus sonhos e me manter na seleção”, diz a líbero.

No ano passado, a jogadora fez parte da seleção brasileira feminina que conquistou o vice-campeonato mundial no Japão. Para Camila, a experiência de ter participado do Mundial foi enriquecedora.

“Foi incrível disputar o meu primeiro Mundial adulto. Eu aprendi muito com as meninas e nunca vou esquecer toda aquela adrenalina da semifinal de da final”, afirma a líbero.

Para a partida contra o Banana Boat/Praia Clube, Camila espera que o time se recupere da derrota na última rodada para o Vôlei Futuro. “Esse é um bom jogo para nos recuperarmos. Precisamos ter confiança e voltar a jogar bem”, garante Camila.

Banana Boat/Praia Clube na luta pela classificação

O Banana Boat/Praia Clube segue na busca pela classificação para os playoffs. Atualmente na oitava colocação com 23 pontos, o time de Uberlândia precisa de um resultado positivo no jogo desta segunda-feira para respirar na tabela. Já o time de Osasco está na quarta posição com 31 pontos.

“O jogo contra o Sollys/Osasco é muito importante. Eles são um dos favoritos, mas vamos lutar pela vitória. Temos que jogar bem e diminuir o número de erros”, disse a líbero da equipe, Nine.

Segundo Nine, o Sollys/Osasco tem uma das melhores linhas de passe da Superliga Feminina, mesmo sem a presença de Jaqueline que está contundida.

“Precisamos forçar o saque. Isso será fundamental”, afirma Nine. A líbero do time de Uberlândia ainda fez questão de elogiar a sua companheira de posição no Sollys/Osasco, Camila Brait. “A Camilinha é hoje uma das melhores líberos do Brasil. Ela é muito nova e terá uma carreira brilhante pela frente”, finaliza Nine.

No primeiro turno o Sollys/Osasco venceu o Banana Boat/Praia Clube por 3 sets a 1.

Divulgação

domingo, 27 de fevereiro de 2011

(SUPERLIGA) Após lesão, Carol Gattaz afirma: '“Estou lutando pelo meu espaço'

Ser convocada para a seleção é objetivo da central após a Superliga (Foto: Divulgação)

A meio-de-rede Carol Gattaz, após vários meses de recuperação de uma lesão, esta voltando gradativamente aos jogos da Unilever, sua equipe na Superliga Feminina de Vôlei. Nas duas últimas partidas do time entrou bem e ajudou a equipe a ganhar. Contra o Pauta/São José, na quinta-feira (24), marcou pontos importantes.

Ela comentou sua volta às quadras e a emoção em ouvir novamente seu nome no grito da torcida, na partida disputada no dia 10 de fevereiro, no Tijuca Tênis Clube. “Realmente eu tenho um carinho e uma cumplicidade grande com a torcida da nossa equipe. Eles são maravilhosos e sabem o esforço que faço dia a dia para estar bem, e mais ainda, o quanto lutei esse ano para continuar no Rio de Janeiro”.

A meio-de-rede também falou sobre a lesão que teve na fascia plantar do pé esquerdo. “Minha lesão esta controlada. Ainda sinto dor, mas mínima. Consigo treinar normal, sem dores e sem limitações e aos poucos vou retomando a minha forma”.

A atleta quer se firmar como titular do Unilever. “Estou lutando pelo meu espaço, treinando bastante e espero ter a oportunidade de ser titular direto novamente. Quero jogar bem aqui e no futuro voltar a ser convocada para a Seleção, que é o sonho de qualquer jogadora. Estou lutando para que até o final da Superliga esteja na minha melhor forma”.

Divulgação

(TURCO) Ziraat de Rodrigão ganha mais uma e dispara na liderança do Turco

Time de Rodrigão é líder isolado do Turco (Foto: Divulgação)

Ninguém consegue conter o Ziraat Bankasi no Campeonato Turco Masculino de Vôlei. Jogando neste domingo no Baskent Sports Hall, na cidade de Ancara, o time do brasileiro Rodrigão venceu o Çankaia Belediyesi por 3 a 0, parciais de 25/18, 25/23 e 25/22.

Com o resultado, o Ziraat foi a 50 pontos ganhos e abriu seis de vantagem sobre o vice-líder Arkas Spor, cujo compromisso desta rodada foi adiado em razão da disputa da semifinal da Challenge Cup, em que a equipe do também brasileiro João Paulo Bravo se classificou para a decisão ao vencer os austríacos do Posojilnica por 3 a 0, neste sábado.

“Nosso time está muito bem ajustado e as vitórias vão acontecendo como consequência disso. Queremos manter o mesmo nível e vencer os três últimos jogos para terminar a fase de classificação em primeiro lugar”, disse Rodrigão, autor de sete pontos sobre o Çankaia, todos de ataque.

O Ziraat Bankasi volta a jogar no próximo domingo, quando recebe o Fenerbahçe em Ancara.

Divulgação

(SUPERLIGA) Vissotto: 'Estamos novamente na luta por uma vaga nos playoffs'

A vitória de virada deste domingo do Vôlei Futuro por 3 a 2 sobre o Pinheiros/Sky foi bastante comemorada por Leandro Vissotto. O oposto campeão mundial de 2010 pela seleção brasileira destacou a importância do resultado para o time de Araçatuba.

“Havíamos perdido os dois jogos anteriores, para Montes Claros e SESI, e uma nova derrota ontem (sábado) iria nos deixar em uma situação muito complicada. Com essa vitória, recuperamos a confiança e estamos novamente na luta por uma vaga nos playoffs”, disse o camisa 8.

SEGUNDO MELHOR SAQUE

Outro motivo de alegria para Vissotto foi seu desempenho diante do Pinheiros/Sky, em que assinalou 26 pontos, sendo 21 de ataque cinco aces.

De acordo com as estatísticas oficiais da CBV, o oposto acumula agora 315 pontos de ataque e já é o segundo melhor sacador da Superliga, com 26 acertos e 9,07% de eficiência no fundamento.

O Vôlei Futuro volta a jogar apenas no dia 10 de março, quando recebe o Londrina/Sercomtel no Ginásio Plácido Rocha, em Araçatuba.

Divulgação

(INTERNACIONAL) Com show de Bravo, Arkas Spor é finalista da Challenge Cup

Arkas Sport está na final da Challenge Cup (Foto: Divulgação)

O Arkas Spor, da Turquia, está classificado para a decisão da Challenge Cup, uma das principais competições de clubes do voleibol europeu. A vaga foi garantida neste sábado, na cidade de Izmir, quando o time do brasileiro João Paulo Bravo bateu os austríacos do Posojilnica por 3 a 0 (25/18, 25/15 e 25/23).

Como havia perdido o confronto de ida na última quarta-feira, fora de casa, por 3 a 2, o Arkas ainda teve que disputar o chamado golden set, parcial extra similar a um tie-break, também vencido pelos turcos por 15 a 6.

“A derrota na Áustria mexeu muito com nossos brios e fizemos uma preparação forte para o jogo de hoje (sábado). O resultado disso é que conseguimos emplacar uma excelente atuação e vencemos até com certa facilidade. Estou muito feliz e motivado para disputar minha primeira final com o Arkas”, vibrou Bravo.

SHOW BRASILEIRO

Contratado pelo clube turco em outubro do ano passado após cinco temporadas no voleibol italiano, o ponteiro campeão mundial pela seleção brasileira teve atuação destacada nos quatro sets diante do Posojilnica.

Bravo assinalou um total de 15 pontos, sendo 12 de ataque, fundamento em que apresentou 71% de aproveitamento, além dois acertos de bloqueio e mais um ace.

“Estou há poucos meses na Turquia, mas já me sinto completamente ambientado ao estilo de vida do país e ao voleibol que é praticado por aqui. Isso acaba se refletindo em meu bom rendimento em quadra”, acrescentou o camisa 13 do Arkas Spor.

MACERATA OU PATRAS

Já classificado, o time turco conhecerá neste domingo seu adversário na decisão da Challenge Cup. Depois de vencer o primeiro confronto da semifinal na Grécia por 3 a 1, o Macerata recebe o Patras na Itália.

De acordo com informações da Confederação Europeia de Vôlei (CEV), as partidas da final da competição serão realizadas nos dia 9 e 13 de março. O Arkas terá o privilégio de fazer o segundo jogo em seu ginásio.

Divulgação

(SUPERLIGA) Em casa, Soya/Blume​nau passa pelo São Caetano/Tamoyo

Soya passou com fácil pelo time paulista (Foto: Eraldo Schnaider)

A torcida atendeu ao pedido, compareceu em grande número, e o Soya/Blumenau/Mart Plus respondeu em quadra, derrotando o São Caetano/Tamoyo por 3 sets a 0, com parciais 25/20, 25/22 e 23, dando um importante passo para se manter na elite do voleibol brasileiro. A partida foi realizada na noite de sábado, no ginásio do Galegão, em Blumenau, válida pela 11ª rodada do returno da Superliga.

A torcida deu mais uma demonstração de apoio ao time, com a presença de 1.785 pessoas. Em quadra, o time blumenauense deu sua resposta ao incentivo. E foi no ataque, com 46 pontos marcados e um aproveitamento superior a 50%. que Blumenau construiu sua quinta vitória na Superliga. O experiente ponteiro Digão foi o destaque nesse fundamento, marcando os 19 pontos que o transformaram no maior pontuador da noite, ao lado de Luis Venceslau, do São Caetano. O Troféu Viva Vôlei ficou com o central Juliano Bendini.

Ao final do confronto, o último desta Superliga realizado no Galegão, os jogadores exibiram uma faixa de agradecimento aos torcedores de Blumenau e região. Nas arquibancadas, o público presente comemorou a vitória e retribuiu o agradecimento, aplaudindo o time de pé.

A vitória afastou o time da parte de baixo da tabela. O Soya/Blumenau/Mart Plus manteve a 13ª colocação, agora com 28 pontos conquistados em 23 jogos (5 vitórias e 18 derrotas). Está apenas quatro pontos distante da 11ª posição, obtida na última Superliga.

O próximo desafio do Soya/Blumenau/Mart Plus já será nesta terça-feira, dia 1º de março, às 19 horas, no ABC Paulista, contra o Santo André/Spread – lanterna da competição. O jogo será no ginásio Pedro Dell’Antônia. O time embarca para São Paulo na manhã desta segunda e já treina à noite, no local do jogo.

Divulgação

(SUPERLIGA) Em SC, Cimed vence BMG/São Bernardo

Em casa, Cimed superou os visitantes (Foto: Cristiano Andujar/VIPCOMM)

Neste sábado, jogando na casa do adversário, os meninos do BMG/São Bernardo não conseguiram superar a Cimed, perdendo por 3 sets a 1, parciais de 25x20; 23x25; 25x20 e 25x23.

Destaque para o oposto Renan Buiatti que marcou 23 pontos, assumindo o segundo posto de melhor pontuador do torneio com 386 anotados; outro destaque fica para o central Maurício, com 15 pontos anotados hoje, ficando entre os dez melhores bloqueadores da Superliga.

Mesmo com a derrota, o técnico Rubinho chama atenção para o equilíbrio do jogo e entre todos os jogos desta edição da Superliga. “Esse ano o campeonato está muito forte, sem dúvida é a Superliga que comandei mais equilibrada. As equipes da zona intermediária conseguem fazer frente às que estão na parte de cima da tabela e isso que dá o equilíbrio dessa temporada”, declarou.

Com uma equipe jovem, o treinador avalia positivamente o elenco e acredita em uma briga real até o último jogo por uma classificação à próxima fase. “O projeto é arrojado. Nesse momento estamos em uma briga forte para a classificação. Está sendo positivo para os jogadores para o crescimento deles dentro do voleibol”, conclui.

Divulgação

(SUPERLIGA) Sogipa confirma superioridade diante do Santo André/Spread e vence

Sogipanos passaram fácil pelo Santo André (Foto: Divulgação)

É contra o Santo André/Spread que o Fátima/Medquímica/Sogipa tem o seu melhor aproveitamento em toda a Superliga Masculina de Vôlei. Foram duas vitórias em duas partidas. A primeira foi ainda no ano passado, no dia 11 de dezembro, em Santo André, 3 sets a 0. A segunda foi neste sábado, 26 de fevereiro, também por 3 sets a 0, parciais de 25 a 22, 25 a 14 e 25 a 23. Os atletas Rodrigo e Jeffe mais uma vez não participaram do jogo por problemas de lesão, Feijão e Dudu foram os seus substitutos.

O ponteiro Roberto Minuzzi, do Fátima/Medquímica/Sogipa, foi o maiot pontuador da partida com 13 acertos. Orlando foi quem mais pontuou pelo Santo André/Spread: 8 pontos.

Feijão foi o melhor jogador da partida e levou o troféu Viva Vôlei, o seu segundo, para casa. “Claro que é bom ganhar mais uma vez este troféu. Mas, não em uma situação em que o seu companheiro está lesionado. Agora temos que vencer os próximos jogos também para ficar entre os dez melhores”, afirmou o levantador. Agora, o Fátima/Medquímica/Sogipa prepara-se para as últimas partidas da competição, duas fora de casa, contra São Bernardo e São Caetano, e mais duas em casa, Minas e Sada.

Divulgação/Universo do Vôlei

(SUPERLIGA) Em noite de Camejo, Vôlei Futuro vence o Pinheiros/Sky no tie-break

Camejo e Leandro Vissotto fizeram juntos 53 pontos (Foto: Divulgação)

O Vôlei Futuro conseguiu uma importante vitória neste SÁBADO (26) ao bater o Pinheiros/SKY, de virada, por 3 sets a 2 (20/25, 23/25, 25/21, 28/26 e 15/13), em 2h26 de jogo, no ginásio Henrique Villaboin, em São Paulo (SP). A partida foi válida pela 11ª rodada do returno da Superliga Masculina 10/11.

O resultado manteve o Vôlei Futuro na sétima colocação com 36 pontos. Já o Pinheiros/SKY está na sexta posição com 39 pontos. Um dos principais responsáveis pela vitória do time de Araçatuba foi o ponteiro cubano Camejo.

O jogador marcou 27 pontos e foi o maior pontuador da partida. Camejo ainda levou para casa o troféu VivaVôlei como o melhor em quadra. O oposto Leandro Vissotto também teve uma noite inspirada e pontuou 26 vezes para o Vôlei Futuro. Pelo lado do Pinheiros/Sky, destaque para o ponteiro Maurício com 23 acertos.

O treinador do Pinheiros/Sky, Mauro Grasso, lamentou a derrota do seu time, mas fez questão de elogiar a postura do grupo.

"Foi uma partida de altíssimo nível. Não abaixamos a guarda em nenhum momento. Soubemos jogar com a pressão do time deles, que é muito forte. Isso nos credencia de forma positiva para o nosso próximo jogo", comentou o treinador.

Novos jogos

As duas equipes só voltarão a disputar partidas após o Carnaval. O Vôlei Futuro enfrentará o Londrina/Sercomtel na quinta-feira (10), às 20h, no ginásio Plácido Rocha, em Araçatuba (SP). Já o Pinheiros/SKY jogará com o BMG/Montes Claros, no sábado (12), às 19h30, no ginásio Tancredo Neves, em Montes Claros (MG).

Divulgação

(SUPERLIGA) Unilever vence Brusque com tranquilidade e segue na ponta da tabela

Unilever conquistou as duas vitórias no Sul (Foto: Divulgação)

A Unilever volta do Sul com mais dois bons resultados na Superliga Feminina de Vôlei 2010/11. Depois de vencer o Pauta/São José na quinta-feira (24/2), em São José (SC) por 3 sets a 0, a equipe comandada pelo técnico Bernardinho derrotou neste sábado (26) o time de Brusque, também por 3 sets a 0 (11/25, 16/25 e 11/25), em Brusque (SC), em 1h23 de jogo, pela sétima rodada do returno. Sheilla, da Unilever, foi a principal pontuadora da partida, com 19 pontos. Carol Gattaz ficou com o Troféu VivaVôlei.

A Unilever segue líder da competição, com 35 pontos.

O técnico Bernardinho gostou das duas partidas no Sul. "Foram dois resultados bons, vitórias importantes nesta fase da Superliga, em que não se pode bobear", disse o treinador. "Mas hoje o time mostrou um pouco mais de erros do que no jogo contra o São José. O bloqueio está melhorando, mas ainda tem de crescer bastante."

A meio-de-rede Carol Gattaz ficou feliz com o Troféu VivaVôlei. "Acho que levei o prêmio porque fiz uma partida sem erros. É bom voltar a jogar bem", disse. "O time jogou certinho taticamente. Estamos tentando fazer o que o Bernardo pede. Ainda temos de melhorar o bloqueio de meio, mas estamos crescendo. É continuar o trabalho."

A capitã Valeskinha disse que o jogo da Unilever foi "um pouco devagar" no início do primeiro e do terceiro sets. "No segundo, fomos mais atentas desde o início. Acho que é assim que temos de jogar, atentas, mas durante o tempo todo", analisou. "Contra Brusque, tivemos uma boa sequência de saques, mas não a mesma concentração da partida contra o São José. O bloqueio de meio ainda não foi tão eficiente como deve ser na Superliga. A defesa precisa crescer como um todo."

Divulgação

(SUPERLIGA) Volta redonda vence Londrina/Sercomtel

Com direito a 40 a 38, o Voltaço venceu os londrinenses (Foto: Divulgação)

Jogando no interior do Rio de Janeiro contra o Volta Redonda na noite deste sábado (26), pela Superliga de Vôlei, o Londrina/Sercomtel foi derrotado por 3 sets a 1.

Com o resultado, o time da cidade segue em nono lugar na competição, ainda fora da classificação para os playoffs.

O primeiro set foi longo 47 minutos e terminou em 40 a 38 para os cariocas. No segundo set, o time londrinense reagiu e fechou em 25 a 18. Já no terceiro set foi superado por 25 a 21. O time de Volta Redonda selou a vitória ao vencer o quarto set por 26 a 24. Apesar da derrota, Pedrinho, do Londrina, foi o maior pontuador da partida, com 21 pontos.

Nesta semana, o time volta a jogar no ginásio Moringão, em Londrina. Na terça-feira (1) o adversário será o Cimed, de Florianópolis, e na sexta-feira (4) Londrina/Sercomtel enfrenta o Blumenau (SC).

Divulgação

(SUPERLIGA) Em casa, São Caetano surpreende a Usiminas/Minas

A líbero Vere do São Caetano foi eleita a melhor atleta da partida (Foto: Divulgação)

O São Caetano tomou gosto pelas vitórias. Neste SÁBADO (26), o time do ABC Paulista surpreendeu a Usiminas/Minas, de virada, por 3 sets a 2 (13/25, 25/15, 23/25, 25/22 e 15/12), em 2h15 de jogo, no ginásio Lauro Gomes, em São Caetano (SP). A partida foi válida pela sétima rodada do returno da Superliga Feminina 10/11.

O São Caetano passou 16 rodadas sem comemorar um resultado positivo, mas a equipe do ABC Paulista já soma duas vitórias consecutivas no returno. E com o resultado deste sábado, o time deixou a lanterna da competição e pulou para o 11º lugar com 21 pontos. A Usiminas/Minas se manteve na quinta posição com 30 pontos.

A líbero Vere, do São Caetano, brilhou no confronto contra o time mineiro e recebeu o troféu VivaVôlei como a melhor atleta em quadra. A ponteira Danielle, da equipe do ABC Paulista, foi a maior pontuadora do confronto com 22 pontos.

Divulgação

(SUPERLIGA) BMG/Montes Claros vence o clássico contra o Sada/Cruzeiro

Appós vitória, O BMG/Montes Claros continua na quarta colocação (Foto: Divulgação)

Neste SÁBADO (26), o BMG/Montes Claros fez as pazes com a vitória e passou pelo Sada/Cruzeiro por 3 sets a 0 (25/23, 25/22 e 25/23), em 1h47 de jogo, no ginásio Poliesportivo, em Itabira (MG). Os atuais vice-campeões da Superliga Masculina vinham de duas derrotas consecutivas na competição para Medley/Campinas e Vivo/Minas. O duelo mineiro foi válido pela 11ª rodada do returno.

O destaque do jogo deste sábado foi o oposto Leandrão. O jogador terminou a partida como o maior pontuador com 23 pontos. O oposto ainda foi eleito o melhor jogador em quadra e levou para casa o troféu VivaVôlei.

“Conseguimos dar a volta por cima. Essa vitória foi da superação ainda mais por ser sobre o Sada/Cruzeiro, que é uma grande equipe”, disse Leandrão.

O resultado do confronto diminuiu a diferença entre os dois times na classificação geral. O Sada/Cruzeiro segue na terceira colocação com 42 pontos. Já o BMG/Montes Claros está em quarto lugar com 41 pontos.

Próximos confrontos

As duas equipes terão seus próximos compromissos após o Carnaval. O BMG/Montes Claros receberá o líder do campeonato Sesi-SP, na quinta-feira (10), às 19h30, no ginásio Tancredo Neves, em Montes Claros (MG). Já o Sada/Cruzeiro jogará com a Cimed também na quinta-feira (10), às 21h45, no ginásio Poliesportivo, em Itabira (MG). As duas partidas terão transmissão ao vivo do canal SPORTV.

Divulgação

(SUPERLIGA) Pinheiros/Mackenzie bate o Praia Clube e conquista a 6° vitória seguida

Levantadora Fabíola comandou a vitória do Pinheiros/Maclenzie (Foto: Divulgação)

O Pinheiros/Mackenzie teve que suar a camisa neste SÁBADO (26.02) para vencer o Banana Boat/Praia Clube. As atuais campeãs paulistas passaram pelas mineiras, de virada, por 3 sets a 1 (17/25, 25/19, 25/20 e 25/22), em 1h48 de jogo, no ginásio Henrique Villaboin, em São Paulo (SP). A partida foi válida pela sétima rodada do returno da Superliga Feminina 10/11.

Com o resultado o Pinheiros/Mackenzie chegou a sexta vitória consecutiva e assumiu a vice-liderança do torneio com 32 pontos. Já o Banana Boat/ Praia Clube segue na luta pela classificação para os playoffs e se manteve na oitava posição.

Na partida deste sábado brilhou a estrela da levantadora Fabíola, vice-campeã mundial com a seleção brasileira no Japão em 2010, que saiu do banco no segundo set e ajudou o Pinheiros/Mackenzie a mudar a história do confronto. A jogadora foi eleita a melhor do jogo e levou para casa o troféu VivaVôlei.

“Estou muito feliz. Não só por ter recebido o prêmio, mas também pela vitória. Essa mão me deu trabalho nos últimos dias, mas hoje consegui estar em quadra e ajudar minha equipe”, comemorou Fabíola.

A levantadora também comemora o poder de reação da sua equipe que, no primeiro set acabou sendo superada pelas adversárias. “Estamos em um momento de crescimento na competição e esse é meu time, que bloqueia bem, que imprimi um jogo forte. Hoje nosso saque também foi o diferencial. Agora é manter assim rumo ao playoff”, concluiu a jogadora.

A companheira de Fabíola no time paulista, a central Natália Martins também teve uma atuação destacada e marcou 22 pontos sendo a maior pontuadora do duelo.

Próximos confrontos

O Pinheiros/Mackenzie enfrentará a Usiminas/Minas, na quinta-feira (10), às 18h, na Arena Vivo, em Belo Horizonte (MG). Já o Banana Boat/Praia Clube tem um confronto marcado com o Sollys/Osasco nesta segunda (28), às 19h30, no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP).

Divulgação

(SUPERLIGA) Mackenzie bate BMG/São Bernardo e segue na briga pela classifiicação

O BMG/Mackenzie venceu o BMG/São Bernardo por 3 sets a 1 neste sábado, no ABC Paulista. As parciais foram 24x26, 25x21, 19x25 e 22x25. A meio de rede Vivi Cruz (Foto), que marcou 18 pontos, foi eleita a melhor jogadora em quadra e ganhou o Troféu Viva Vôlei. Dani Scott, do time paulista, foi a maior pontuadora da partida com 21 acertos.

O saque também encaixou e o bloqueio conseguiu parar o ataque das paulistas: “Consegui fazer uma boa partida hoje. Fiz o meu papel, pontuei bem e o mais importante é que a equipe jogou com alegria e mantivemos a concentração e a união nos momentos difíceis. Por isso, conseguimos a vitória”, declarou Vivi Cruz.

O técnico Ricardo Picinin comemorou a quinta vitória da equipe na Superliga: “As meninas entraram concentradas, determinadas e voltamos a jogar com alegria. Foi uma vitória do conjunto e agora voltamos para a briga pela classificação. Temos que pensar um jogo de cada vez e manter os pés no chão”, concluiu o treinador.

Zé Alexandre, técnico do BMG/São Bernardo quer “virar a página”

Para Zé Alexandre, é esquecer essa partida e trabalhar para o próximo jogo. “É virar a página e aproveitar os quatro jogos que restam ainda nesta fase de classificação para conseguir chegar ao playoff”, avisou Zé Alexandre.

A ponteira Thaisinha concorda com a equipe e acrescenta: “Talvez o time tenha cansado da sequencia de jogos que tem sido intenso e isso acabou deixando o time instável hoje. Agora e trabalhar”, concluiu a jogadora.

Divulgação

(SUPERLIGA) Macaé Sports perde set, mas bate Pauta/São José em SC

Macaé conquistou as duas vitórias no Sul (Foto: Divulgação)

A equipe do Macaé Sports, após vencer na quinta-feira (24), a equipe do Brusque, voltou a vencer outra equipe sulista, neste sábado, desta vez o Pauta/São José: pelo placar de 3 sets a 1, parciais de 26/24, 25/20, 19/25 e 25/14, em 1h57, em jogo realizado no Ginásio do São José, em São José (SC).

Neste jogo, a maior pontuadora foi a jogadora Patrícia Bianchi, do Pauta/São José, com 18 pontos e o troféu Viva Vôlei, foi para Mari Paraíba, do Macaé Sports, considerada a melhor jogadora da partida.

A equipe macaense voltará a jogar no Ginásio Municipal Engenheiro Maurício Soares Bittencourt, quinta-feira (03), às 19 horas, contra a equipe do Banana Boat/Praia Clube.

Divulgação

sábado, 26 de fevereiro de 2011

(SUPERLIGA) Contra São Caetano, a ordem no Soya/Blumenau é vencer

Vitória. Essa é a palavra de ordem no Soya/Blumenau/Mart Plus para partida deste sábado, 26 de fevereiro, diante do São Caetano/Tamoyo, penúltimo colocado na Superliga. A partida será no ginásio Sebastião Cruz, o Galegão, em Blumenau, válida pela 11ª rodada do returno, e começa às 19 horas. O time conta novamente com o apoio do torcedor, empurrando o time blumenauense para sua quinta vitória na competição.

O ponteiro Marco Cordeiro continua sendo o único desfalque do time. O ponta Evandro, apesar do entorce no tornozelo, será seu substituto imediato. O jogo é apontado com chave para as pretensões de Blumenau para se manter na elite do voleibol brasileiro, na avaliação do técnico André Donegá. No primeiro turno, no ABC Paulista, o Soya/Blumenau/Mart Plus venceu o confronto por 3 sets a 0.

“Queremos mais uma vez contar com o apoio maciço do torcedor de Blumenau e da região”, conclama o levantador e capitão China, lembrando que será a última partida do time em Blumenau, na Superliga deste ano. “Além de nos ajudar a construir essa vitória, fundamental para gente, será um momento de agradecer o apoio que recebemos durante a temporada, com uma torcida que criou empatia pelo time e sempre nos acompanhou”, relembrou o técnico André Donegá, acrescentando que a resposta será dada em quadra, com muito empenho do grupo, em busca da quinta vitória.

Blumenau está na 13ª colocação da Superliga, com 26 pontos e quatro vitórias em 22 jogos. O São Caetano/Tamoyo é o 14º. Soma 26 pontos em 23 jogos e apenas duas vitórias.

Divulgação

(SUPERLIGA) Gui Hage do São Bernardo elogia Bruninho, seu ex-companheiro de Cimed

Guilherme Hage vai encontrar velhos conhecidos nesse sábado. Diante da Cimed, o jogador do BMG/São Bernardo volta à antiga casa. O ponteiro defendeu o time catarinense na temporada passada.

Agora de lados opostos, Gui Hage elogia o levantador Bruninho e sabe que o duelo amanhã não será fácil. “Ele é muito dedicado. Impressionante o que ele estuda, treina extra. Esse é o segredo para ele estar em um nível a mais do que os outros. Além de ser dedicado ele é guerreiro, não tem bola perdida para ele”.

Justamente por esse espírito, o agora jogador da equipe do ABC paulista sabe que é preciso entrar forte em quadra. “Já provamos nosso potencial, complicamos a vida de muitas equipes nessa Superliga. Neste sábado não será diferente, é um jogo forte, eles vão vir com tudo por que sabem que a primeira colocação traz benefícios no playoff. Não podemos desconcentrar. É entrar com tudo dentro de quadra”, concluiu o camisa 2 paulista.

Divulgação

(SUPERLIGA) BMG/Mackenzie decide futuro na superliga contra BMG/São Bernardo

'Agora não podemos vacilar', avisa Picinin (Foto: Divulgação)

Vencer, essa é a única alternativa para o BMG/Mackenzie permanecer vivo na luta por uma vaga entre os oito melhores da Superliga 2010/2011. O time enfrenta o BMG/São Bernardo neste sábado, às 11h, no ABC Paulista.

O técnico Ricardo Picinin aposta todas as fichas na partida contra as paulistas: “Agora não podemos vacilar mais. Temos que fazer o jogo da nossa vida contra o São Bernardo. Precisamos ter uma atenção especial com as atacantes adversárias porque elas têm um forte poder ofensivo e também no bloqueio”, declarou o treinador.

O BMG/Mackenzie tem quatro vitórias em 18 jogos. Duas a menos que o Praia de Uberlândia e o próprio São Bernardo, adversários diretos na briga pela classificação.

Divulgação

(SUPERLIGA) Pinheiros/Sky faz clássico decisivo contra Vôlei Futuro em casa

Com desfalques, Pinheiros faz clássico com Vôlei Futuro (Foto: Divulgação)

É decisão atrás de decisão. Após vencer o Medley/Campinas de forma emocionante nesta quinta-feira (24), o Pinheiros/SKY já está concentrado para o importante clássico contra o Vôlei Futuro. Será a última partida do time da capital paulista no Ginásio Henrique Villaboim, em São Paulo (SP), pela fase de classificação da Superliga Masculina de Vôlei 2010/2011. O jogo acontecerá neste sábado (26), a partir das 19h00, e terá transmissão ao vivo pela TV Esporte Interativo.

Com o triunfo por 3 sets a 2 sobre o Medley/Campinas, o Pinheiros/SKY chegou à 14ª vitória em 24 partidas e permaneceu na sexta posição da Superliga. Já o Vôlei Futuro perdeu para o SESI por 3 sets a 0 e ficou no sétimo lugar com 11 vitórias e 12 derrotas.

Se o Pinheiros/SKY ganhar do Vôlei Futuro, ficará a uma vitória da classificação para os playoffs – além deste duelo, a equipe da capital paulista terá mais três compromissos até o fim da primeira fase. E não bastasse isso, a rivalidade criada entre os dois times durante a temporada também servirá para proporcionar um encontro com muitas emoções dentro da quadra.

“Temos de ir com tudo para cima deles. Eles ganharam de nós na semifinal do Paulista, no primeiro turno da Superliga. Está na hora de vencê-los”, afirmou o central Gustavo, capitão do Pinheiros/SKY.

Giba e Tuba fora. Aranha é dúvida

O técnico Mauro Grasso terá dois desfalques certos no clássico contra o Vôlei Futuro. O ponteiro Giba segue tratando sua lesão nos ligamentos do tornozelo direito e o oposto Tuba está fora de combate devido à uma lesão muscular no ombro direito. O ponteiro Aranha ainda é dúvida por causa de uma lombalgia.

Divulgação

(SUPERLIGA) Na luta por um lugar no G8, Praia enfrenta o Pinheiros/Mackenzie

Praia Clube busca classificação para os play-offs (Foto: Divulgação)

A cinco rodadas do fim da fase classificatória da Superliga Feminina de Vôlei 10/11, Pinheiros/Mackenzie e Banana Boat/Praia Clube duelarão neste SÁBADO (26), às 13h30, pela sétima rodada do returno. A partida será realizada no ginásio Henrique Villaboin, em São Paulo, e terá transmissão ao vivo do canal Esporte Interativo.

As duas equipes vivem momentos distintos no campeonato. O Pinheiros/Mackenzie comemora a classificação antecipada, ao lado de mais cinco equipes (Unilever, Sollys/Osasco, Vôlei Futuro, Usiminas/Minas e Macaé/Sports) para as quartas de final. Já o Banana Boat/Praia Clube luta para garantir uma das duas vagas que fecharão o G8.

O Banana Boat/Praia Clube ocupa a oitava posição na classificação geral, com 22 pontos em 16 jogos (seis vitórias e dez derrotas). Já o time da capital paulista está em terceiro lugar, e soma 30 pontos, em 17 jogos (13 triunfos e quatro resultados negativos).

No primeiro turno o Pinheiros/Mackenzie derrotou o Banana Boat/Praia Clube por 3 sets a 0. O técnico Boni, da equipe mineira, espera que o resultado seja diferente neste sábado. Para isso, o treinador quer que seu time aproveite o bom momento. As mineiras vêm de duas vitórias consecutivas.

“Esse duelo será oportuno para a nossa equipe. O Pinheiros/Mackenzie já está garantido nas quartas de final. Nossa equipe está na luta para chegar aos playoffs. Entraremos em quadra com todo o gás necessário para vencer este jogo”,explica o técnico.

Segundo Boni, o saque terá um papel fundamental no confronto contra a equipe paulista. “O Pinheiros/Mackenzie tem um volume de jogo muito bom. Elas erram pouco e bloqueiam com eficiência. Além de sacarmos bem, teremos que provocar os erros no adversário para sairmos vitoriosos”, analisa Boni.

Pinheiros/Mackenzie em busca da regularidade

Já o técnico do Pinheiros/Mackenzie, Paulo Coco, prevê um jogo difícil contra o Banana Boat/Praia Clube. Para ele, a equipe mineira ganhou força ao longo do campeonato. “O sistema de ataque deles é muito forte. Além disso, a equipe é equilibrada e conta com a força da cubana Ramirez”, avalia.

Mesmo vindo de cinco vitórias consecutivas, Paulo Coco não está satisfeito com as recentes atuações do time paulista. “Oscilamos muito durante as últimas partidas. Nossa equipe ainda está em busca do equilíbrio. Precisamos recuperar a regularidade nos jogos”, finaliza Paulo.

Divulgação

(SUPERLIGA) Clássico mineiro agita a rodada deste sábado

Sada recebe o rival MOC neste sábado (Foto: Divulgação)

O duelo mineiro entre o Sada/Cruzeiro e o BMG/Montes Claros é uma das atrações deste SÁBADO (26) da 11ª rodada do returno da Superliga Masculina 10/11. O jogo será realizado, às 15h, no ginásio Poliesportivo, em Itabira (MG). A partida terá transmissão ao vivo do canal Sportv.

As duas equipes têm campanhas similares na competição. O Sada/Cruzeiro ocupa a terceira colocação com 41 pontos. Já o BMG/Montes Claros está na quarta posição com 39 pontos.

No primeiro turno, o time de Montes Claros venceu a equipe da casa por 3 sets a 0. Para mudar o resultado do confronto neste sábado o levantador do time celeste, William, espera contar com o apoio da torcida.

“Cada jogo é um jogo. Não dá tempo de ficar pensando em derrota. Temos que focar nas dificuldades deles e entrar firmes. Vai ser um jogo difícil. Sempre é contra Montes Claros. Temos que aproveitar o apoio da torcida e jogar muito bem, com tranqüilidade”, diz o levantador.

BMG/Montes Claros busca a reabilitação

Atual vice-campeão da Superliga Masculina, o BMG/Montes Claros não vive um bom momento. A equipe sofreu duas derrotas consecutivas, respectivamente para a Medley/Campinas e o Vivo/Minas, e lutará para recuperar o caminho das vitórias contra o rival mineiro. O técnico do BMG/Montes Claros, Talmo de Oliveira, não esconde a decepção com a atuação da sua equipe na última partida.

“Perdemos o domínio do jogo contra o Vivo/Minas em uma seqüência de erros que normalmente não cometemos. Jogamos numa atuação muito abaixo daquela que podemos jogar”, afirma Talmo ressaltando que o jogo contra o Sada Cruzeiro também será difícil:

“Não existe jogo fácil neste returno. Todas as partidas daqui para frente serão complicadas”, garante o técnico.

Para Felipe, ponteiro do Sada/Cruzeiro, os recentes resultados negativos do time de Montes Claros, aumentam a importância do jogo deste sábado. “Eles querem dar a volta por cima e vão vir com muita vontade de ganhar. Temos que entrar 100%. Vamos jogar em casa e o BMG/Montes Claros é um concorrente direto. É a nossa oportunidade de abrir mais vantagem na tabela”,destaca o jogador.

Divulgação

(SUPERLIGA) Sheilla encanta comissão técnica da Unilever

Bernardinho é só elogios a Sheilla (Foto: Divulgação)

O técnico Bernardo Rezende não esconde: trabalhar com a atacante Sheilla, uma das melhores do mundo, tem sido muito bom. "Todos estão encantados com a atleta. Ela tem tanta predisposição para o trabalho que, às vezes, temos de segurar", acentua. A mineira Sheilla, de 27 anos e 1,83 metro, chegou à Unilever apenas nesta temporada, mas já se mostra entrosada com o grupo. Mari, também em sua primeira Superliga pela Unilever, é outra que ganha elogios. "Tem uma potência incrível no ataque", observa Bernardinho. Com a dupla, o time, que briga pelo heptacampeonato da Superliga Feminina de Vôlei, trabalha para estar no auge quando chegarem os playoffs. Brusque, pela sétima rodada do returno, será o adversário da Unilever neste sábado (26/2), às 19 horas, na Arena Brusque.

Depois disso, uma sequência de quatro jogos, dois no Rio e dois em São Paulo, encerra a fase de classificação. "Estamos na reta final. São mais cinco jogos. Brusque e, após o carnaval, Vôlei Futuro e Uberlândia, no Rio. E, por último, Pinheiros e Osasco fora de casa. Vamos brigar para terminar em primeiro e ter o mando de campo na final", comenta Bernardinho. A Unilever lidera a Superliga, com 33 pontos (16 vitórias e uma derrota).

Ter Sheilla totalmente entrosada com as companheiras, Mari cem por cento depois da cirurgia no joelho - já jogou duas partidas, após o retorno - e a dupla crescendo com todo o grupo, nesta reta final, é o objetivo do trabalho da comissão técnica da Unilever. Os playoffs das quartas-de-final serão disputados no fim de março e as semifinais, em abril.

"Esta é a nossa expectativa. Sheilla teve uma queda normal após o turno, mas está crescendo fisicamente e ainda vai melhorar. No ataque, ainda há o entrosamento com a Dani Lins - elas não atuaram juntas na última temporada da seleção", analisa Bernardinho. "Mas é incrível a predisposição para o trabalho que ela tem. A Mari ainda vai crescer muito no passe, bloqueio e defesa. O passe é fundamental para a carreira dela. Se crescer no passe, dará uma tremenda contribuição para o vôlei feminino porque, mesmo não estando com cem por cento da forma física, tem potência no ataque, braço pesado, quente."

Sheilla é a principal atacante da Superliga. Lidera as estatísticas da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) com 305 pontos (251 de ataque, 36 de bloqueio e 10 de saque). Do laptop do assistente-técnico da Unilever, Ricardo Tabach, saem as seguintes médias de Sheilla: 5,57 pontos por set, 17,06 pontos por jogo, 4,83 pontos de ataque por set, 14,81 pontos de ataque por jogo, 1,62 pontos de bloqueio por jogo e, ainda, quebra da recepção adversária em 35% dos saques.

"É a principal atacante, a oposta. Aqui ou na seleção, é a referência para a levantadora, independentemente do passe. Os números dela são bons. Mas nós, que estamos no dia a dia, sabemos que pode render mais. Acredito num crescimento desses números para os playoffs", observa Tabach.

Sheilla recorda-se de ter sido a principal pontuadora da Superliga em sua primeira temporada depois da volta da Itália. Nas duas últimas, foi a principal atacante. "A liderança de pontuação é consequência do trabalho", observa Sheilla. Sobre a declaração de Bernardinho, de que tem grande predisposição para o trabalho, resume: "Eu gosto muito de jogar vôlei. Faço com amor." Acrescentou que está gostando de trabalhar com o grupo e os integrantes da comissão técnica da Unilever e de morar no Rio.

Entrosamento com Mari

As duas jogadoras mais experientes do grupo, Fabi e Valeskinha, falam da importância do entrosamento de Mari. Para a partida de Brusque, a líbero Fabi espera casa cheia. "Tem sido assim quando vamos para lá. A torcida apoia, comparece. Mas Brusque é um adversário mais difícil nesses jogos do Sul, mais arrumado. Já fizemos semifinal da Superliga com elas, é um time que, mesmo sem estrelas, joga duro e, como eu disse, tem a torcida também", comenta a líbero.

Fabi completa observando que, após o carnaval, o time terá jogos importantes dentro e fora do Rio. "Esses confrontos no Sul vão ajudar a dar 'cara' para o nosso time. E também ajudar no entrosamento da Mari, o que é importante."

Valeskinha, principal bloqueadora da Superliga e capitã da Unilever, também aponta a importância dos jogos do Sul para o entrosamento da Mari com o grupo e o fato de a comissão técnica poder dar ritmo de jogo ao time todo. "A Superliga é longa, vai até 1º de maio. E o time ainda tem de trabalhar a entrada da Mari, o entrosamento dela com a gente, com a Dani Lins. E seguir trabalhando a Suelle que, se precisar, vai continuar dando conta do recado. Esses jogos no Sul ajudam nisso."

Mari fará sua terceira partida pela Unilever em Brusque e também não esconde que busca o entrosamento. "Fui muito bem acolhida pelo grupo, mas preciso mesmo me adaptar. Eu nunca joguei passando com a Régis. A Fabi eu conheço mais... Também tenho de me adaptar as táticas do Bernardinho", acentua Mari.

Divulgação